João Afonso conquistou em Guimarães a primeira etapa do 30º Grande Prémio do Minho

Guimarães consagrou o minhoto João Afonso (Centro Ciclista de Barcelos / AFF / Orbea / Onda) como o primeiro camisola amarela do 30º Grande Prémio do Minho, depois de cumprida a primeira etapa que ligou o Centro de Ciclismo do Minho (Souto Santa Maria) à União de Freguesias da Cidade de Guimarães

A competição, apadrinhada pelos ciclistas profissionais minhotos Tiago Machado, José Mendes, José Gonçalves e Domingos Gonçalves e destinada ao escalão de juniores, arrancou do Centro de Ciclismo do Minho - Guimarães (Souto Santa Maria) para uma etapa de 97 quilómetros com uma contagem de montanha (Póvoa de Lanhoso) e quatro metas volantes (Joane - Controlsafe, Famalicão - Afacycles, Braga - Universidade do Minho e Póvoa de Lanhoso - Restaiurante Sabor do Campo).

Desde o início da primeira etapa da prova organizada pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, sucederam-se as várias tentativas de fuga. A primeira a vingar ocorreu já depois da passagem pela primeira meta volante do dia (Controlsafe), em Joane, com um trio a saltar do pelotão, que rapidamente passou a sexteto e com vantagem de 40 segundos na entrada de Vila Nova de Famalicão, local onde estava instalada a segunda meta volante (Afacycles).

A reacção do pelotão foi forte e rapidamente a fuga viu a vantagem reduzida a metade. Entretanto foram saltando do pelotão pequenos grupos que acabaram por se unir ao sexteto da frente, aumentando novamente a diferença para o pelotão.

Quase parecendo um golpe palaciano, a diferença disparou para 1 minuto e 50 segundos, face ao desinteresse patenteado por quem perseguia.

A aproximação a Braga, local do terceiro sprnit do dia, meta Universidade do Minho, a desvantagem atingiu o valor máximo, dois minutos.

Face à aproximação da única dificuldade do dia, o prémio de montanha de 3ª categoria, Arrecadações da Quintã, o grupo principal iniciou a aproximação aos fugitivos, começando a diferença a ser esbatida.

A quarta meta volante do dia, Sabor do Campo, instalada na entrada da Póvoa de Lanhoso, contabilizou a diferença já perto de um minuto, demonstrado que a perseguição iniciada após Braga estava a surtir efeito.

A aproximação a Guimarães, toda ela feita em plano, permitiu a redução da desvantagem que aos 5 km já se cifrava em apenas 10 segundos.

A subida final que antecedia a reta da meta foi decisória. João Afonso (Centro Ciclista de Barcelos/AFF/Orbea/Onda) foi o mais forte ao  sprint, relegando para a segunda posição Fernando Silló (Banco Santander / PC Sprint) e João Macedo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense) para o terceiro lugar.

A formação do Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact foi a equipa mais forte na tirada, comandando por equipas.

João Afonso que veste de amarelo (CJR), acumula as camisolas verde (Controlsafe) e a branca (Universidade do Minho), enquanto a de líder da montanha (Arrecadações da Quintã) está na posse de Steven Polanco (Alleata/CC Farto), ficando a da juventude (Cision) com João Macedo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense).

Amanhã corre-se a segunda etapa, ligação entre Melgaço e Castro Laboreiro, na distância de 91,3 kms, com a partida, às 14 horas, no centro da vila minhota, conhecida como o destino mais radical de Portugal, e o alto de Castro Laboreiro, estando prevista a chegada para as 16horas e 24 minutos. No decorrer da tirada, os ciclistas vão enfrentar três metas de montanha, Arrecadações da Quintã, a primeira situada em São Gregório (duas passagens), contagem de 3ª categoria, e Castro Laboreiro, coincidente com a meta, contagem de 1ª categoria. As metas volantes Controlsafe estão marcadas para Prado e Alvarelho, situadas ao km 34,4 e 43,1 respetivamente.

Vieira do Minho, terra de encantos, ao acolher a partida e chegada da última etapa será o concelho que consagrará o vencedor da 30ª edição do Grande Prémio do Minho.

O 30º Grande Prémio do Minho, organizado pela Associação de Ciclismo do Minho em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo, conta com o apoio da União de Freguesias da Cidade (Guimarães), Câmara Municipal de Vieira do Minho, Câmara Municipal de Melgaço, CJR - Candido José Rodrigues (Camisola Amarela), Controlsafe(Camisola Verde), Arrecadações da Quintã (Camisola Azul), Cision (Camisola Laranja), Universidade do Minho (Camisola Branca), Centro de Estágios de Melgaço, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade , POPP Design, AFAcycles, Costa & Guerreiro – Erre Labels, Jopedois, Auto Terror, Guimarpeixe, Saúde Constante, Salvaggio, RS Bikes, Roda na Frente e  Correio do Minho.

Fotos e mais informações: http://www.acm.pt/index.php?cat=resultados&subcat=prova&id=1340

Tags:

Sobre nós

Associação dedicada à promoção e divulgação do ciclismo.

Subscrever