Marco Chagas e José Mendes apadrinham o 2º Passeio Noturno de Natal - Luzes Solidárias (Guimarães)

Marco Chagas e José Mendes apadrinham o 2º Passeio Noturno de Natal - Luzes Solidárias a realizar em Guimarães no dia 6 de dezembro a favor da AAC - Casa da Criança de Guimarães e do Centro Juvenil de São José. Promovido em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho, Silvares Com Vida e Vimaranes BTT, o 2º Passeio Noturno de Natal - Luzes Solidárias terá um percurso de dificuldade baixa, com início e final do parque superior do GuimarãeShopping, revertendo integralmente o valor das inscrições para as duas instituições de solidariedade social de Guimarães. As inscrições podem ser formalizadas online
Contando com o apoio de várias personalidades que ajudarão a atingir o objetivo da campanha de angariação de fundos, o 2º Passeio Noturno de Natal - Luzes Solidárias terá início pelas 18 horas, no parque superior do GuimarãeShopping, contemplando o percurso, a efetuar no centro da Cidade de Guimarães, paragens nas instalações da AAC - Casa da Criança de Guimarães e no Centro Juvenil de São José.
Cada participante será desafiado a dar uso à sua imaginação decorando a bicicleta e o equipamento com o tema da iniciativa “Luzes Solidárias”. Enquanto decorrer o passeio serão promovidas no local de partida e chegada aulas de Zumba (Ginásio Biba Mais) e de Body Combat.
A organização do 2º Passeio Noturno de Natal - Luzes Solidárias, depois do êxito da edição do ano passado, decidiu alargar o apoio a mais uma Instituição Particular de Solidariedade Social do concelho de Guimarães, pelo que as receitas reverterão este ano para a AAC - Casa da Criança de Guimarães e para o Centro Juvenil de São José.
Marco Chagas (comentador televisivo e vencedor de quatro edições da Volta a Portugal) e o vimaranense José Mendes (ciclista profissional da NetApp - Endura) apadrinham o evento e estarão presentes no passeio a realizar no dia 6 de dezembro.
As inscrições têm o custo de 5 euros, podendo ser efetuada a inscrição “duplamente solidária” pelo valor de 10 euros, revertendo a totalidade do valor angariado para a AAC - Casa da Criança de Guimarães e as Oficinas de São José. Os participantes terão direito a seguro, dorsal, brindes de participação e a participar no sorteio de prémios oferecidos pelos diversos parceiros da iniciativa. Será ainda premiado o participante com a melhor decoração “Luzes Solidárias”.
O 2º Passeio Noturno de Natal - Luzes Solidárias promovido em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho, Silvares Com Vida e Vimaranes BTT tem o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Câmara Municipal de Guimarães, GuimarãeShopping,  Cision, Segurinveste, Grupo Celeste, Popp Design, Foto Fundador, Raiz Carisma, Arrecadações da Quintã, FNAC, Worten, SportZone, Migas de Pão, Ydentik - Guimarães,  Extreme Bike, Bais na Bike, Sopedal.com, BikeZone e Bike Protect.
 
A Associação de Apoio à Criança (AAC)
A Associação de Apoio à Criança (AAC) é uma IPSS, sem fins lucrativos e de superior interesse social (DR nº 32 de 07 de Fev. de 2003), constituída em 2001, na cidade de Guimarães. Tendo por objeto o acolhimento temporário de crianças, vítimas de maus tratos, negligência ou abandono, a AAC desempenha uma missão de primordial importância e de utilidade social inquestionável e, cada vez mais, com sentido de urgência. Na sua atividade permanente, a AAC procura sempre o bem-estar das crianças e ajuda a definir o seu projeto de vida, contando para “a realização deste sonho” com a solidariedade de toda a comunidade, empresas e particulares. O Centro de Acolhimento Temporário da AAC iniciou a sua atividade em Fevereiro de 2005, em instalações provisórias, tendo em Janeiro de 2007 passado a utilizar um edifício recuperado em pleno Centro Histórico de Guimarães. Habitualmente a Casa da Criança de Guimarães, como é designada, acolhe cerca de 20 crianças. Na sua curta vida já acolheu, no entanto, 110; umas regressaram à família biológica e outras, encontraram um novo lar e um novo colo de que tanto careciam. Como reconhecimento do trabalho desenvolvido pela direção e por outros voluntários e pela equipa de profissionais que, diariamente, ali trabalham com dedicação e empenho foi atribuído à Associação de Apoio à Criança o estatuto de Instituição de Emergência Infantil.
 
O Centro Juvenil de São José
O Centro Juvenil de São José é uma IPSS, originária das antigas Oficinas de São José, fundadas no Convento das Capuchinhas, desde 1918.
Dedicado  ao acolhimento e inserção Social de Crianças e Jovens sem o apoio familiar essencial ou em risco de exclusão social, o Centro Juvenil de São José tem capacidade para acolher e ter à sua responsabilidade cerca de 50 crianças e jovens dos 6 aos 18 anos.
A conversão do convento em Lar para Jovens com muito poucos meios sociais e económicos, foi feita a partir de 1918 pela orientação e colaboração de D. Domingos da Silva Gonçalves, bispo da Guarda, fundador das Oficinas de São José, em Guimarães, no ano de 1915.
Esta instituição de ação social, visa estar a par de uma valorização pessoal, preparando os seus educandos para uma sã integração social, cultivando o desenvolvimento intelectual, físico, a formação espiritual, moral e religiosa, os valores do trabalho e da solidariedade, assim como os da cultura e da educação pelas belas artes, pela ecologia e pelo desporto.
 

Tags:

Sobre nós

Associação dedicada à promoção e divulgação do ciclismo.

Subscrever

Media

Media