NORUEGA GARANTE QUALIDADE DE BACALHAU IMPORTADO

Face às notícias veiculadas nos últimos dias nos meios de comunicação nacionais, pondo em causa a qualidade do bacalhau importado da Noruega a embaixada norueguesa decidiu tomar uma série de medidas por forma a repor a confiança do mercado português naquele produto. A Embaixada da Noruega em Lisboa propõe aos produtores nacionais a criação de um selo de garantia. E disponibiliza-se para participar na criação e financiamento um programa conjunto de controlo de qualidade a realizar pela autoridades portuguesas.O objectivo é encetar todos os esforços para que se mantenha e se conserve o bacalhau tradicional, com o qual os portugueses estão familiarizados. Fonte da Embaixada da Noruega afirma que "irão trabalhar em estreita cooperação com os produtores e os comerciantes portugueses para garantir que os consumidores de Bacalhau da Noruega continuem a ter acesso a um produto de alta qualidade.E que o possam degustar com todo o prazer."Em cima da mesa está o desejo de reforçar a confiança dos consumidores no Bacalhau da Noruega. Nesse sentido a Embaixada da Noruega está a propor ao vendedores portugueses a introdução de um autocolante nas embalagens (do qual existe um anteprojeto) que garanta que o bacalhau seco e salgado da Noruega é um produto tradicional e sem aditivos.O país prevê igualmente redobrar a vigilância sobre qualquer possibilidade de violação dos regulamentos, punindo-a nos termos da lei. "Estamos preparados para ajudar a montar um plano de controlo, ou sistema de análise, que as autoridades portuguesas considerem adequado, contribuindo para o financiamento do mesmo", afirma a mesma fonte, contactada pela Agenda Setting.Face às notícias negativas a Embaixada da Noruega em Portugal contrapõe com a "realidade dos factos". Factos que remetem para as autoridades de segurança alimentar em Bruxelas, que estão a discutir um novo regulamento sobre aditivos (usados em alguns peixes) que possam vir a ser usados no bacalhau salgado verde para conservar a sua cor branca, tendo como destino vários mercados europeus, mas excluindo o português. "Em Portugal, mesmo que estes aditivos viessem a ser usados, isso seria claramente identificado e especificado na embalagem. Desta forma, os importadores podem ter a garantia de que o peixe que compram tem a qualidade que pretendem", conclui fonte da Embaixada da Noruega em Portugal.A Noruega é o maior exportador de bacalhau do mundo, exportando diferentes produtos para inúmeros países. É o fornecedor mais importante de bacalhau salgado para a produção e confeção do bacalhau tradicional em Portugal, exportando para Portugal há vários séculos.

Tags:

Sobre nós

Agência de Comunicação.

Subscrever