SÍNTESE ESTATÍSTICA DA HABITAÇÃO

O consumo de cimento no mercado nacional, nos 4 primeiros meses de 2018, totalizou 868 mil toneladas o que traduz um acréscimo de 1,9%, face ao mesmo período de 2017.
Até abril, foram emitidas pelas Câmaras Municipais 4.566 licenças de construção nova e reabilitação de edifícios habitacionais, valor que traduz um aumento de 16,2% em termos homólogos. Por sua vez, o licenciamento de fogos em construções novas cresceu 38,0%, em termos homólogos, para um total de 6.128 habitações.
O stock de crédito à habitação concedido pelas instituições financeiras a particulares, até abril, registou uma redução de 1,3% totalizando 92,8 mil milhões de euros. Já no que concerne ao novo crédito concedido para aquisição de habitação assistiu-se a uma subida de 26,9% para 2,97 mil milhões de euros.
Quanto ao stock de crédito concedido pelas instituições financeiras às empresas do setor da construção e imobiliário registou-se, em abril, uma quebra de 5,4%, em termos homólogos.
O valor médio da avaliação bancária na habitação apurado em abril foi de 1.171€ por m2, valor que traduz um aumento de 5,5% em termos homólogos. Nos apartamentos, assistiu-se a uma subida de 5,4% para 1.224€ por m2 e nas moradias verifica-se uma subida de 4,9% para 1.074€ por m2.
REGIÃO AUTONOMA DA MADEIRA
Na Madeira observou-se um aumento de 59,6% nos fogos licenciados em construções novas até abril. Destes, 64,0% são de tipologia T3 ou superior e 21,3% de tipologia T2. Quanto aos valores de avaliação bancária na habitação nesta região verificou-se, em abril, um aumento em termos homólogos, de 5,4% para 1.292€ por m2.

Tags:

Sobre nós

AICCOPN - Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas assume-se como a porta-voz das preocupações e interesses dos empresários do sector, desempenhando uma dupla função de lobby junto dos órgãos de decisão e de prestação de um conjunto de serviços.Esta Associação é hoje a maior associação industrial do país, representando cerca de oito mil Associados.

Subscrever