Mais de 64 mil jovens e adultos procuraram conhecer as ofertas de ensino, formação e empregabilidade reunidas na Futurália

Entre os dias 26 e 29 de Março, a FIL (Parque das Nações) acolheu a 7ª edição da Futurália, o maior salão realizado em Portugal na área da Educação, Formação e Empregabilidade. Estiveram presentes no certame cerca de 400 entidades, instituições e organismos públicos e privados, ligados ao sector do ensino e emprego que procuraram mostrar a um público cada vez mais transversal as opções nacionais e internacionais para formação académica e qualificação profissional. Durante os 4 dias de certame 64.082 visitantes, entre estudantes, recém-licenciados e profissionais no activo marcaram presença na Futurália, numa subida de 19% face à edição anterior do certame.

Dos mais de 64 mil visitantes da 7ª edição da Futurália, 28.529 visitaram o salão através de visitas de estudo promovidas pelas escolas de norte a sul do país.

De acordo com Alzira Ferreira, responsável da Futurália, “nesta 7ª edição da Futurália, cumprimos os objectivos de crescimento a que nos propusemos graças a uma aposta na qualidade e diversidade das propostas educativas e formativas apresentadas no evento mas também no reforço do sector “Study Abroad” com a representação de mais instituições e universidades estrangeiras.

A energia e interactividade evidenciadas nesta edição da Futurália são componentes vitais para trazer ao certame os jovens e os seus familiares para recolherem a informação mais relevante para o seu futuro”, acrescentou a mesma responsável.

Para além da oferta apresentada, a forte afluência ao certame foi também ditada pelo dinamismo e interactividade incrementado quer pelas entidades presentes quer pela própria organização que desenvolveu um programa completo e diversificado de actividades. Dos eventos paralelos desenvolvidos no âmbito da Futurália, a organização destaca, pela adesão por parte dos visitantes o êxito da Dreamconf, organizada pelo Festival do Secundário com o apoio da Futurália. A Dreamconf, conferência de “sonhadorismo” apostou num modelo inovador de conferência com os participantes a terem uma experiência sensorial e interactiva da qual se sentiram parte integrante desde o primeiro minuto, o que fomentou a sua participação entusiástica. Os testemunhos apaixonados de oradores como Joana Rocha, Marta Fernandes, DJ Ride, Cleia Almeida, João Dinis & Rita Pires, Nuno Delgado, Sara Paço, Gonçalo Silva, Francisco Miranda e Nuno Mesquita, ajudaram os participantes a terem uma visão integral de como abordar os seus desafios actuais para atingir os seus objetivos de vida.

Destaque também para o sucesso e grande participação nas Sessões de Pitching e Redes Sociais, promovidas pela TALKINCAFE, que deram a oportunidade a dezenas de jovens em fase de inserção na vida, activa uma oportunidade de obterem feedback sobre o seu pitch, por parte de avaliadores experientes de forma a melhorarem a forma como se apresentam perante o mercado de trabalho. O ambiente informal das Sessões focadas nas redes sociais como ferramenta de recrutamento foi um elemento decisivo para o seu sucesso com os visitantes da Futurália a colocarem diretamente as questões mais pertinentes para tornar os seus perfis nas redes sociais verdadeiras mais-valias para se destacarem aos olhos de recrutadores e empregadores na sua busca de oportunidades de trabalho.

A organização da Futurália destaca ainda a Conferência Internacional “Na senda de uma Europa do Conhecimento: instrumentos para uma aprendizagem ao longo da vida“, organizada pelo Learning Working Group, APG, o I Congresso Nacional da Formação Profissional | “Pensar a Formação como Factor de Empregabilidade”, promovido pelo portal FORMA-TE com a finalidade avaliar globalmente as políticas e instrumentos de formação profissional e propor estratégias de desenvolvimento da formação profissional que favoreçam a empregabilidade. Igualmente os workshops ‘SciCamp – Ciência Divertida’, que visa estabelecer uma rede europeia de campos de ciência e promover o intercâmbio de boas práticas e o Empreendedorismo Digital para jovens que pretendam lançar novos desafios profissionais, lançando-se em projectos online, tiveram uma forte adesão.

A riqueza e diversidade (línguas e culturas) da Futurália foram sublinhadas ainda pela realização do SLAMFEST. Organizado pelo Institut Français du Portugal com o apoio do grupo artístico Lab.I.O, o SLAMFEST consistia de um espectáculo baseado na declamação de uma poesia que inclui e interage com outras formas como música, teatro, dança com a participação de escolas secundárias nacionais em conjunto com especialistas do SLAM franceses. Também o Teatro Intercativo Inglês “The Frankenstein” teve uma grande participação, com 4.000 jovens a assistir.

Um espaço de partilha de informação e debate, a Futurália quer continuar a constituir-se como um interface dinâmico entre o mundo académico e empresarial, a educação formal e não formal e continuar a motivar e incentivar os jovens a encontrar o seu talento e apoiar as decisões do seu futuro pessoal e profissional e dar novas perspetivas de futuro aos profissionais que pretendem reorientar ou consolidar as suas qualificações e projecto de carreira.

Com base no sucesso da edição que agora findou, a AIP – Feiras Congressos e Eventos encontra-se já a preparar a próxima edição da Futurália, que decorrerá em Março de 2015. A organização pretende, assim, continuar a validar o conceito deste que é o maior salão dedicado à Educação, Formação e Empregabilidade em Portugal, reafirmando a importância da formação e qualificação renovadas ao longo da vida.

(comunicado em anexo)

Tags:

Sobre nós

Associação representativa da indústria e comércio.

Subscrever