PT aposta em energias renováveis e reforça a sua estratégia de sustentabilidade ambiental

Substituição de geradores por painéis fotovoltaicos em estações base de rede móvel. Seis estações remotas já implementadas que reduzirão emissões de CO2 em 215 toneladas por ano;
Painéis fotovoltaicos asseguram 5 mil watts de energia solar em cada estação;
Edifícios em Lisboa e centrais de rede fixa terão backup através de energia sustentável;
Redução anual de 2,5 milhões de euros em consumo energético e de mais de 800 toneladas de emissões de CO2 ;
Soluções baseadas em tecnologias de informação e redes de nova geração permitem reduzir em 15% o total das emissões de carbono e a Internet das Coisas contribuirá para a redução de 9 milhões de toneladas de CO2 até 2020.
 
A Portugal Telecom (PT), no âmbito da sua estratégia de sustentabilidade, nomeadamente na vertente ambiental, apresentou hoje o reforço na implementação de energias renováveis em edifícios e estações base de rede móvel e centrais de rede fixa, assim como o desenvolvimento e disponibilização de soluções tecnológicas baseadas em Internet das Coisas, responsáveis pela redução efetiva da pegada de carbono das empresas e pessoas.
 
Com uma visão integrada da sustentabilidade em todos os seus vetores (económico, social e ambiental), a PT entende que esta estratégia deve ser implementada junto de toda a sua cadeia de valor e num ecossistema de partilha de benefícios entre parceiros, fornecedores, clientes e a própria empresa.
 
Mais informações no documento em anexo.
 
Legenda das fotos em anexo:
- Instalação painéis fotovoltaicos na estação base da rede móvel na Coelheira
- Alexandre Fonseca, CTO da PT, durante a apresentação do projeto que decorreu hoje

Tags:

Sobre nós

Operador global de telecomunicações.

Subscrever

Media

Media