Acreditação de Carbono renovada e melhorada pelo ACI Europa

Como resultado da aplicação sustentada e sistemática de um esforço voluntário para gerir as emissões de carbono associadas à atividade da ANA, os aeroportos geridos pela empresa viram a Acreditação de Carbono renovada pelo ACI Europa. Este ano, conseguiu-se renovar no nível 1 (mapeamento) do programa Airport Carbon Accreditation nos aeroportos de Lisboa, Porto e Beja e conseguiu-se alcançar o nível 2 (redução) nos aeroportos de Faro, Madeira, Porto Santo, Ponta Delgada, Santa Maria, Horta e Flores.
 
A Acreditação Aeroportuária de Carbono é uma iniciativa do ACI (Airports Council International) e constitui um programa específico para a gestão das emissões de carbono para os Aeroportos. Através dele, o ACI avalia e reconhece os esforços dos Aeroportos para gerir e reduzir as suas emissões de carbono, havendo quatro níveis de reconhecimento: "Mapeamento", "Redução", "Otimização” e “Neutralidade”. Este programa, que teve início na ACI Europa, foi recentemente estendido para a Ásia-Pacífico e para África.
 
A acreditação ao nível do “Mapeamento” significa que a ANA, empresa do grupo VINCI Airports, implementou uma estratégia de contabilização de todas as fontes de emissões de CO2 que estão sob o seu controlo direto. Por outro lado, a acreditação ao nível da “Redução” significa que a ANA não só conhece as suas emissões de CO2, como conseguiu reduzir a pegada de carbono correspondente.
O cálculo da pegada de carbono dos aeroportos ANA é submetida a uma verificação por entidade externa e independente, reforçando a credibilidade dos níveis de emissão declarados pela empresa do grupo VINCI Airports.
 
Os últimos números divulgados pela ACI registavam um total de 122 Aeroportos acreditados, 90 na Europa, 24 na Ásia, 6 na América do Norte, 1 na América Latina /Caribe e 1 em África. Na região europeia os 90 aeroportos acreditados representam 66,3% do número total de passageiros.
 
Mais informação sobre este assunto disponível em http://www.airportcarbonaccreditation.org/

Sobre o Grupo ANA
O Grupo ANA é um sólido grupo empresarial responsável pela gestão dos aeroportos em Portugal Continental (Lisboa, Porto, Faro e Terminal Civil de Beja), na Região Autónoma dos Açores (Ponta Delgada, Horta, Santa Maria e Flores) e na Região Autónoma da Madeira (Madeira e Porto Santo). Em Setembro de 2013, o Grupo ANA integrou a VINCI Airports.
 
Sobre a VINCI Airports
Ator internacional do setor aeroportuário, VINCI Airports assegura o desenvolvimento e a exploração de 24 aeroportos - 11 em França, 10 em Portugal (incluindo o hub de Lisboa com 18 milhões de passageiros) e 3 no Camboja. O conjunto destas infraestruturas, servidas por mais de 100 companhias aéreas, totalizou um tráfego anual de passageiros, em 2014, superior a 46 milhões de passageiros. Graças à sua competência como integrador global, VINCI Airports com a força dos seus 5.000 funcionários, desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos, bem como pode disponibilizar a sua capacidade de investimento, a sua rede internacional e o seu know-how na otimização da gestão de plataformas existentes, projetos de expansão ou construção de raiz de infraestruturas aeroportuárias.
A 4 de fevereiro último, a VINCI Airports, a Aéroports de Paris e a Astaldi, juntas no consórcio Nuevo Pudahuel, foram escolhidas pelo governo chileno para operar a concessão do aeroporto internacional Arturo Merino Benitez, em Santiago do Chile, que é o 6º aeroporto da América do Sul com 16,1 milhões de passageiros em 2014, cerca de metade dos quais passageiros internacionais.
Mais informação em www.vinci-airports.com

Tags:

Sobre nós

Tem como missão gerir de forma eficiente as infra-estruturas aeroportuárias.

Subscrever