Já é possível apoiar a ANGEL através da Rede Multibanco

A ANGEL – Associação Síndrome de Angelman Portugal que comemora sexta-feira, dia 15 de fevereiro, o Dia Internacional da Síndrome de Angelman, integra desde o início do mês de fevereiro, o serviço Ser Solidário da SIBS, um serviço para apoiar Instituições Particulares de Solidariedade Social ou Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento. 

Com este serviço, qualquer cidadão detentor de um cartão bancário pode transferir donativos de forma totalmente gratuita, fiável e segura para apoiar a missão da ANGEL, através das 12 mil caixas automáticas da rede Multibanco. 

A operação é simples e basta selecionar a opção Transferências, seguida da opção Ser Solidário e finalmente selecionar a ANGEL. Os donativos são elegíveis para dedução fiscal, usando como comprovativo o recibo impresso no Multibanco, com o NIF inserido pelo utilizador.

A ANGEL – Associação Síndrome de Angelman Portugal, associa-se ao Dia Internacional da Síndrome de Angelman e de acordo com o Presidente da Direção da ANGEL, Manuel Costa Duarte, “O dia 15 de fevereiro foi instituído, em mais de 40 países, como o Dia Internacional da Síndrome de Angelman, uma vez que o 15 é o cromossoma afetado nesta síndrome e o mês de fevereiro é o Mês Internacional das Doenças Raras. Apesar de não existir um tratamento para os portadores da Síndrome de Angelman, existem diversos apoios terapêuticos que são utilizados para amenizar os sintomas e melhorar a sua qualidade de vida. É necessário informar as pessoas para que seja possível fazer um diagnóstico mais célere e, por consequência, uma abordagem mais correta do tratamento e mais imediata de cada caso”.

Pode saber mais:

www.angel.pt  | www.facebook.com/AngelmanPT | www.instagram.com/angelmanportugal/

Angelman em Portugal
A ANGEL – ASSOCIAÇÃO SÍNDROME DE ANGELMAN PORTUGAL foi constituída em 2012 por um grupo de pais de crianças portadoras de SA. É uma associação sem fins lucrativos e nasceu da necessidade sentida por alguns pais de reunir esforços para conseguirem oferecer uma vida melhor aos seus filhos. Existem cerca de 60 casos referenciados em Portugal, mas estima-se que sejam cerca de 200, por dificuldades de diagnóstico.
Para além de prestar auxílio, informação e apoio aos familiares de portadores de Síndrome de Angelman em Portugal, a ANGEL tem como principais finalidades divulgar a SA entre médicos, técnicos de saúde, terapeutas, professores e sensibilizar a sociedade civil em geral, com vista a permitir o seu diagnóstico precoce.

Tags:

Sobre nós

Associação Síndrome de Angelman de Portugal criada por um grupo de pais de crianças portadoras de SA que visa ser ponto de convergência e de informação, em Portugal, para portadores do Síndrome de Angelman, seus pais e familiares.

Subscrever