ASTELLAS E MEDIVATION ANUNCIAM NOVOS DADOS DA ENZALUTAMIDA NO ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE UROLOGIA

Lisboa, 2015 – A Astellas e a Medivation anunciaram novos dados do ensaio clínico de fase II STRIVE que compara enzalutamida com bicalutamida em doentes com cancro da próstata metastático e não metastático, cuja doença progrediu apesar do tratamento com o análogo LHRH ou após castração cirúrgica. Os dados foram apresentados no encontro anual da Associação Americana de Urologia.
“Os resultados do STRIVE são de especial interesse para a comunidade médica na medida em que se trata do segundo ensaio clínico que compara a enzalutamida com a bicalutamida” comenta Celestia S. Higano, investigadora deste ensaio clínico e professora na Universidade de Washington. "As análises do STRIVE estão em consonância com os dados anteriores do ensaio clínico TERRAIN, demonstrando que os doentes tratados com enzalutamida têm melhores resultados clínicos, comparativamente com a prática comum de adicionar a bicalutamida ao análogo LHRH.”
O ensaio clínico STRIVE, de fase II, envolveu 396 doentes com cancro da próstata resistente à castração, dos Estados Unidos da América (257 doentes com cancro da próstata metastático e 139 com cancro da próstata não metastático que progrediu apesar do tratamento com o análogo LHRH ou após castração cirúrgica). Este ensaio clínico foi desenvolvido para avaliar enzalutamida numa dose de 160 mg em toma única diária versus bicalutamida numa dose de 50 mg tomados uma vez ao dia, sendo esta a dose aprovada em combinação com análogo LHRH.
 

  • O estudo alcançou o seu objetivo primário de um aumento estatisticamente significativo na sobrevivência livre de progressão para enzalutamida comparativamente com bicalutamida;
  • A sobrevivência livre de progressão mediana no braço tratado com enzalutamida foi de 19,4 meses e com bicalutamida foi de 5,7 meses;
  • O tratamento com enzalutamida também demonstrou uma melhoria significativa no objetivo secundário do estudo de sobrevivência livre de progressão radiográfica, no tempo para progressão do PSA e nas taxas de resposta do PSA em comparação com bicalutamida;
 
Sobre XTANDI (enzalutamida) cápsulas
XTANDI (enzalutamida) foi aprovado pela FDA a 10 de setembro de 2014 para o tratamento de doentes com cancro da próstata metastático resistente à castração.
 
Mecanismo de Ação da Enzalutamida
Enzalutamida é um inibidor do sinal do recetor androgénico que atua em três fases diferentes a via de sinalização do recetor androgénico.
 
Sobre a Astellas Pharma
A Astellas Pharma é uma companhia farmacêutica comprometida com a melhoria do estado de saúde das populações mundiais, fornecendo as mais recentes e inovadoras terapêuticas. O foco da organização está na disponibilização de terapêuticas, ao nível da I&D e da comercialização de tratamentos eficazes, que melhorem a vida dos doentes, continuando a crescer de forma sustentada no seu setor. É uma das 20 maiores empresas farmacêuticas, que emprega cerca de 15 mil colaboradores em todo o mundo.
A Astellas está em Portugal desde 1967, conta com cerca de 53 colaboradores e focaliza-se nas seguintes áreas terapêuticas: Oncologia, Urologia, Dermatologia, Transplantação, Anti-infecciosos e Dor.
Para mais informações sobre a Astellas visite http://www.astellas.com.pt/pt/ .
 
Sobre a colaboração Medivation/Astellas
Em Outubro de 2009 a Medivation e a Astellas entraram num acordo global para desenvolver e comercializar em conjunto a enzalutamida. As companhias estão a colaborar num programa de desenvolvimento abrangente que inclui estudos para desenvolver a enzalutamida em todo o espectro do cancro da próstata avançado e no cancro da mama avançado. As empresas comercializam em conjunto XTANDI nos EUA, sendo que a Astellas tem a responsabilidade de fabrico e de todos os processos adicionais de registo a nível global, bem como a comercialização fora dos EUA.
 

Tags:

Sobre nós

Empresa farmacêutica que opera em áreas como terapêuticas de Transplantação, Urologia, Dermatologia, Anti-infecciosos, Tratamento da Dor e Oncologia.

Subscrever