Carlos Sá, atleta da Berg Outdoor, conquista 4º lugar no Tor des Géants

O atleta português da Berg Outdoor conquistou o 4º lugar no Tor des Géants, uma das provas mais duras do mundo de corrida em montanha, com 330 quilómetros e 25 mil metros de desnível positivo que se realiza nos Alpes italianos.

Carlos Sá concluiu a prova em 80:20:34, naquela que foi a melhor classificação de sempre de um português na prova.

“Decidi correr o Tor des Geants, uma semana depois dos meus 100kms do Ultra Trail du Mont Blanc a um grande ritmo, com um desgaste brutal e algumas mazelas. Portanto, este Tor era uma oportunidade para mais uma superação pessoal. Não me preocupei com classificações nem tempos, apenas a escutar o meu corpo e correr conforme ele pudesse. Estou muito feliz por mais esta extraordinária aventura”, revela Carlos Sá.

Apenas uma semana após a sua partição no Ultra Trail du Mont Blanc (UTMB) – prova onde foi obrigado a abandonar depois de ter perdido a visão e de ter sofrido quedas – Carlos Sá manteve-se nos Alpes, alcançando um resultado extraordinário numa prova que desde a sua criação, em 2010, se tem convertido como uma corrida emblemática no trail mundial.

“Foram meses de muito esforço e dedicação. Nestas aventuras não basta estar no máximo das nossas capacidades, há muitas condicionantes que definem o resultado final. O mais importante é a cada queda conseguirmos levantar-nos de novo”, acrescenta o atleta da Berg Outdoor

Recorde da prova batido

Numa corrida pautada por um ritmo muito elevado, o espanhol Javi Dominguez foi o vencedor desta edição do Tor des Géants, com o tempo de 67 horas, 52 minutos e 15 segundos, pulverizando o tempo mais rápido da prova, que pertencia ao seu compatriota Iker Carrera desde 2013, quando ganhou com o tempo de 70h04m15s.

O italiano Oliviero Bosatelli foi segundo classificado, também com um tempo abaixo do anterior recorde do percurso, ao concluir em 69h16m19s, e o também italiano Andrea Macchi alcançou a terceira posição, com 74:51:14.

Esta edição contou com mais de 860 participantes inscritos, onde se destacava o forte contingente italiano (383) e francês (145), além da presença de 4 atletas portugueses.

Recorde-se que Carlos Sá venceu recentemente o Trail Hauts Forts, realizado nos Alpes franceses, prova  com 51 quilómetros e 3.800 metros de desnível positivo, que se enquadrou no âmbito da sua preparação para o Ultra Trail du Mont Blanc e para o Tor de Géants.

No Tor des Géants, Carlos Sá utilizou materiais da Berg Outdoor, como as sapatilhas Pantera ou a mochila Lynx 7.0, os quais podem ser encontrados no site da Berg Outdoor: www.bergoutdoor.com .

“Obrigado Berg Outdoor, OZ Energia e CUF por me darem condições para este estilo de vida que tanto amo!”, conclui Carlos Sá

Testemunho de Carlos Sá

“Hoje ao ver estas imagens e a começar a reviver tudo que passei ao longo de quatro dias e noites intensas, lembro-me da noite de véspera não conseguir dormir com a ansiedade e dúvidas se conseguiria terminar tal façanha, e achar que se já estava com poucas probabilidades depois do "desastre" do Monte Branco acabava de gastar um enorme trunfo, dormir bem a noite de véspera, sim foram 4 noites e dias onde dormi menos de 3h, sempre em máximo esforço, durante 340kms e mais de 30.000 metros de desnível positivo, sim o mesmo que subir da Covilhã à Torre e descer 30 vezes, nunca me tinha colocado em tal situação e não sabia como responder.

Lembro-me de cada check-point a incansável equipa de apoio me mostrar o mapa com os próximos 50kms, onde tudo começava de novo e cada etapa pior que outra, sim a parte mais dura são os 150kms finais, e o corpo a quebrar.

Lembro-me das pessoas simpáticas dos abastecimentos a cada chegada eu querer fechar os olhos e pousar a cabeça durante 5 ou 10 minutos e elas preocupadas comigo sempre a perguntar se estava bem, se não comia,... e nunca me deixavam descansar, tive alturas que já não suportava tal amabilidade.

Lembro-me do vento gelado nos altos cumes com montanhas de 3.000m que baixavam a temperatura para -15º, onde eu só tinha uma solução subir o mais rápido possível para produzir calor.

Lembro-me de chegar a um Refúgio e em vez de ter a comida normal onde tinha em todos os abastecimentos e que ao fim do segundo já não suportava ver, tinha salada de fruta, capuccino e croissants quentes, que fabuloso!

Lembro-me das cerca de 70h passadas completamente sozinho a lutar com pensamentos negativos e a tentar transformar em positivos, foram algumas pessoas muito especiais para mim ao longo dos últimos anos que sofrem e sofreram de outras formas que me motivam e ajudam, que esta energia positiva lhe possa ajudar também.

Enquanto escrevo penso nos colegas que ainda estão a sofrer a fazer o trajeto inacreditável que têm de enfrentar e o quanto tão ao mais fortes do que eu têm de ser.

São tantas as memórias, que em breve partilharei com vós em livro.

Mais uma vez obrigado por tantas e tantas mensagens, mesmo quando as coisas não me correm como gostaria os verdadeiros amigos estão cá e felizmente tenho muitos!”

(Comunicado integral e imagens de Carlos Sá no Tor des Géants em anexo)

Tags:

Sobre nós

Marca multinacional de origem portuguesa de artigos para desporto e ar livre.

Subscrever

Media

Media