AidHound vence Montepio SocialTech

Lisboa, 28 de novembro de 2017 – Chegou ao fim a 1ª edição do Montepio SocialTech, o primeiro programa dedicado a 100% ao empreendedorismo e inovação social com base tecnológica, promovido pela Caixa Económica Montepio Geral (CEMG). O AidHound, foi o grande vencedor do prémio de 10.000€ atribuído pela instituição bancária, que lhe vai permitir continuar a fazer a diferença na sociedade. Este projeto consiste na criação de um software que promove a eficiência das operações das organizações sociais, desenhando e organizando as rotas de intervenção das equipas, partilhando-as com ‘organizações amigas’.

O vencedor do Montepio SocialTech foi anunciado ontem no final do Demo Day, onde os 10 projetos finalistas apresentaram o seu pitch final, preparado ao longo de 12 semanas de incubação, formação e aceleração, no Impact HUB Lisboa. O AidHound não só arrecadou o primeiro lugar do júri como conquistou também o prémio entregue pela Canopy, de 6 meses de incubação, nesta aceleradora de startups.  Nesta cerimónia foi ainda distinguido o projeto Polis, que venceu o prémio atribuído pela Santa Casa da Misericórdia da Lisboa, no valor de 3.500€.

“O empreendedorismo social tem vindo a crescer em Portugal e é um motor importante para o aumento da inclusão, justiça e prosperidade. E a CEMG, enquanto banco da economia social e do empreendedorismo social, tem sido uma peça importante deste movimento, estando junto da comunidade empreendedora desde muito cedo, com parcerias estratégicas e políticas de apoio ao financiamento, e sempre com preocupações de apoiar a correta gestão e longevidade dos projetos. Foi neste contexto que surgiu o Montepio SocialTech, para criar pontes tecnológicas que permitam ajudar quem mais ajuda e, a avaliar pela qualidade dos projetos que vimos esta noite, estou certo de que o objetivo foi cumprido. O Montepio SocialTech é, sem dúvida, um projeto para repetir no futuro”, afirma João Lopes Raimundo, administrador da CEMG.

Integrado na conferência europeia “Novas Perspetivas para a inovação social” que está a decorrer na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, o Demo Day contou com a presença de Francisco Ferreira Pinto, da Busy Angels e Hugo Menino Aguiar, da Speak, que partilharam a sua visão sobre o impacto da tecnologia no crescimento destes projetos de inovação social. O encerramento da cerimónia ficou a cargo de Graça Fonseca, secretária de Estado da Modernização Administrativa.

O  Montepio SocialTech é um programa transversal de incubação, formação e aceleração de projetos de empreendedorismo e inovação social de base tecnológica, promovido pela CEMG e que conta com a colaboração de parceiros como o Laboratório de Investimento Social, o IES Social Business School e o Impact Hub Lisboa, ao nível da implementação do projeto, e da Católica Lisbon, Deloitte, Fundação Calouste Gulbenkian, Microsoft Portugal, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e Universidade do Porto como parceiros estratégicos. 

Este projeto surge da convicção da CEMG de que o empreendedorismo e a inovação social são essenciais para responder aos desafios que afetam a sociedade portuguesa e de que as soluções de base tecnológica são fundamentais para o crescimento em escala, de projetos de inovação social.

https://wetransfer.com/downloads/cd3c54836e50ed167f767d77978a599420171127121223/5ccfb6380a4babe532de87b3c50faf3820171127121223/51e3a1?utm_campaign=WT_email_tracking&utm_content=general&utm_medium=download_button&utm_source=notify_recipient_email

Tags:

Sobre nós

Banco de retalho que se diferencia pela sua matriz mutualista e representa os valores da participação associativa e da solidariedade, o que lhe confere um estatuto único no panorama bancário português. Está vocacionada para a captação de poupanças e para o crédito aos segmentos de particulares, empresários em nome individual, microempresas e pequenas e médias empresas, bem como instituições do Terceiro Setor. Assegura uma oferta universal de produtos e serviços bancários, mutualistas e financeiros.

Subscrever

Media

Media