Novos órgãos autárquicos de Beja tomaram posse

Os novos órgãos autárquicos do concelho de Beja tomaram ontem posse, numa cerimónia que decorreu, pelas 11 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Paulo Arsénio, eleito pelo Partido Socialista, vai liderar, nos próximos 4 anos, os destinos do concelho numa equipa que inclui também os vereadores Luis Miranda, Marisa Saturnino e Arlindo Morais. O novo Executivo da Câmara Municipal de Beja, integra ainda, três vereadores da CDU, João Rocha, Vitor Picado e Sónia Calvário.

Na sua primeira mensagem enquanto Presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio, defendeu a necessidade do concelho recuperar a “auto-estima”, e apontou como prioridade a “captação de investimento”, de forma a aumentar a empregabilidade na região. Paulo Arsénio assumiu sem receio novas competências atribuídas pelo Governo na área da educação se "acompanhadas, como previsto, pela transferência de verbas do poder central", e uma aposta na "internacionalização de Beja e na melhor divulgação das condições que a cidade e o concelho oferecem”.

Prometeu um alívio progressivo da taxa do IMI, a valorização dos espaços culturais, sociais, lúdicos, recreativos e económicos do concelho bem como a promoção do melhor de cada freguesia. Segundo Paulo Arsénio, o novo executivo municipal será "parceiro" dos “Governos, das instituições particulares de solidariedade social, coletividades, associações, escolas, sindicatos, organizações empresariais e demais autarquias do país”, "numa lógica de unir esforços para fazer o melhor por Beja".

"Seremos uma câmara positiva e não uma câmara do contra nem uma câmara da terra queimada", disse Paulo Arsénio referindo que “algumas das medidas que vêm do anterior executivo e que consideramos positivas serão para manter”. O novo executivo relevou que quer fazer melhor e diferente, que irá tratar o concelho de Beja como se da sua "própria casa se tratasse", e que tudo fará para que haja "sempre os maiores consensos possíveis" sobre as várias matérias em relação às quais a Câmara e a Assembleia Municipal de Beja terão que decidir.

Nesta cerimónia, procedeu-se também à eleição da Mesa da Assembleia Municipal, onde foram postas a votação duas listas, uma proposta pelos eleitos do PS e outra pelos da CDU, sendo vencedora a proposta apresentada pelo Partido Socialista, que obteve 18 votos, contra os 15 da CDU. A presidência da Assembleia Municipal vai agora ser assumida por Fernando Romba, Carla Barriga, 1ª secretária e José Pereira, 2º secretário.

Tags:

Sobre nós

Entidade publica de gestao local.

Subscrever

Media

Media