“SOB A TERRA E AS ÁGUAS. 20 ANOS DE ARQUEOLOGIA ENTRE GUADIANA E SADO” - O Contributo do Alqueva

Com inauguração marcada para as 18 horas do próximo dia 18 de maio, no Núcleo Museológico da Rua do Sembrano, em Beja, a exposição “Sob a terra e as águas. 20 anos de Arqueologia entre Guadiana e Sado” assinala o dia Internacional dos Museus e o contributo de Alqueva decorrente das medidas de minimização dos impactes arqueológicos na zona servida pelo Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, EFMA.

Promovida em parceria entre a EDIA, Empresa de Desenvolvimento de Infra-estruturas do Alqueva, S.A., a Câmara Municipal de Beja, e a Direção Regional de Cultura do Alentejo, esta exposição tem como objetivo dar a conhecer o trabalho efetuado no âmbito do EFMA na vertente de património cultural, realçando não só o volume e diversidade das intervenções [cerca de 2 000], mas principalmente o contributo do trabalho efetuado para a renovação do conhecimento científico, permitindo reescrever da história da ocupação humana do território de influência do projeto.

Constituindo o concelho de Beja um território central do Empreendimento, no qual têm vindo a ser identificados novos e relevantes vestígios patrimoniais, o Núcleo Museológico da Rua do Sembrano surge como um local natural para dar a conhecer estas novidades.

Nesta exposição serão apresentados um conjunto impar de peças arqueológicas que permitem uma viagem pelos diferentes povos e culturas que habitaram a região, ao longo dos últimos 250.000 anos.

A exposição fica patente ao público até ao final do corrente ano.

Tags:

Sobre nós

Entidade publica de gestao local.

Subscrever

Media

Media