Elvas a caminho de ser Smart City

 

Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas (CME), declarou hoje, no salão nobre dos Paços do Concelhos, que a cidade Património Mundial vai ser equipada com uma rede wifi gratuita.

“O wifi gratuito vai ficar disponível em mais áreas, para além da Praça da República, com um roteiro próprio que os turistas costumam fazer”, o que representa “um passo mais para aquilo que queremos: ser uma smart city.”

As declarações foram proferidas durante a apresentação dos projetos wifi em Centros Históricos e Portugal Heritage, no âmbito do lançamento da Semana do Turismo.

“Um significado que não podemos deixar de agradecer”, referiu o autarca sobre a escolha da cidade de Elvas para a ocasião.

O projeto de linha de apoio a projetos wifi em Centros Históricos foi apresentado por Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, que explicou que o objetivo “é dotar os Centros Históricos e as zonas de maior afluxo de turistas, de acesso wifi, maximizando a sua experiência em Portugal”, para o qual existe uma dotação de um milhão de euros.

“O perfil do turista mudou radicalmente, é hoje mais exigente e mais informado, devido aos sistemas de informação que temos ao dispor”, sublinhou o presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo / Ribatejo, Ceia da Silva, justificando a aposta nesta tecnologia.

Ceia da Silva aproveitou a ocasião para destacar o “excelente trabalho que tem vindo a ser feito em Elvas”, apontando que não tem dúvidas que o concelho da cidade Património Mundial “vai ser o concelho do Alentejo que mais vai crescer nos próximos 10 anos”.

O trabalho que a CME tem vindo a desenvolver foi também enaltecido por Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, referindo que “Elvas tem apostado muito na inovação turística e na valorização do seu património”.

Os constantes desafios e argumentos que o município elvense tem apresentado ao Turismo de Portugal foi, segundo Ana Mendes Godinho, o aspeto fulcral para a escolha da cidade para arrancar com este projeto.

“Elvas tem sido uma cidade parceira em tudo e foi por isso, que cremos que este era o projeto indicado para ser iniciado em Elvas”, justifica e acrescenta que a cidade “pode ser um cartão de visita do que fantástico Portugal tem para oferecer, em termos de pessoas, gastronomia, de património e hospitalidade”.

Os projetos hoje apresentados em Elvas, para além da promoção de destinos inteligentes em Portugal, são também, segundo Luís Araújo, uma forma de “estimular as empresas a inovar na relação com o cliente e no desenvolvimento de novos produtos e serviços”.

 

Sobre nós

Câmara Municipal de Elvas.

Subscrever

Media

Media