Reunião Rede Património Mundial de Portugal

 

Os gestores da Rede Património Mundial de Portugal (RPMP) reúnem-se no Forte da Graça, em Elvas, no próximo dia 24 de maio, para debate sobre a gestão e reabilitação do património.

A 9ª reunião da rede integra os gestores dos Bens Patrimoniais da UNESCO, atualmente constituída por 15 sítios e monumentos classificados, fazendo igualmente parte da mesma a Comissão Nacional da UNESCO (CNU).

A RPMP foi criada a 18 de julho de 2014, com o objetivo de promover a aproximação entre os sítios património mundial. Neste âmbito a rede promove o debate de ideias sobre a gestão e reabilitação do património, o intercâmbio de conhecimentos e a discussão de questões de interesse mútuo, com vista à participação conjunta em projetos e iniciativas que gerem valor nas regiões onde se inserem e à difusão do Património Mundial em Portugal e no mundo.

A Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações, uma área de 179 hectares e com uma área de proteção de 690 hectares, representa a maior fortificação abaluartada terrestre do mundo, classificada como Património Mundial pela UNESCO desde 2012, motivo pelo qual integra a rede dos 15 sítios e monumentos classificados. A classificação integra o Centro Histórico, o Aqueduto da Amoreira, o Forte de Santa Luzia, o Forte da Graça e os Fortins de São Mamede, São Pedro e São Domingos.

“A valorização do património elvense é um dos objetivos da Câmara Municipal de Elvas (CME) e a integração da cidade nesta rede é uma oportunidade de, em parceria, atingirmos uma maior projeção e promoção, quer em Portugal, quer no estrangeiro”, esclarece Nuno Mocinha, presidente da CME. O autarca defende ainda que “o desenvolvimento de ações para a valorização do património tem auxiliado, simultaneamente, a promoção de produtos culturais da região e o aumento do número de turistas que se reflete num maior dinamismo da região”.

Anualmente a RPMP constitui uma Comissão de Acompanhamento, sob coordenação rotativa entre os gestores dos bens, que este ano é constituída pelos gestores do Mosteiro de Alcobaça e do Centro Histórico de Guimarães e pela CNU.

 

Programa

10h30 - Recepção dos gestores no Forte da Graça e partida para tour pela cidade (visita guiada)

13h00 - Almoço

14h00 - Partida para o Forte da Graça, para visita guiada ao monumento

15h00 - Início dos trabalhos da 9ª reunião da Rede do Património Mundial de Portugal


Os 15 sítios e monumentos da Rede Património Mundial de Portugal

  1. Alto Douro Vinhateiro e Paisagem-Cultural Evolutiva e Viva

  2. Centro Histórico de Évora

  3. Centro Histórico de Guimarães

  4. Centro Histórico do Porto

  5. Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações

  6. Convento de Cristo em Tomar e Castelo Templário

  7. Floresta Laurassilva da Madeira

  8. Mosteiro de Alcobaça

  9. Mosteiro da Batalha

  10. Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

  11. Paisagem Cultural de Sintra

  12. Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico

  13. Sítios de Arte Rupestre Pré-Histórica do Vale do Côa

  14. Universidade de Coimbra - Alta e Sofia

  15. Zona Central da Cidade de Angra do Heroísmo

 

Website Rede do Património Mundial de Portugal : http://www.rpmp.pt/

 

Sobre nós

Câmara Municipal de Elvas.

Subscrever