Acordo com China abre oportunidades de negócio nos setores do calçado e laticínios

O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro, acredita que a assinatura do memorando de entendimento assinado com o município chinês de Wuhan abre «excelentes perspetivas» de negócio nos setores do calçado e dos lacticínios.
Após ter conseguido captar para a Área de Acolhimento Empresarial de Ul-Loureiro (AAE) um investimento chinês na fileira do aço de 30 milhões de euros, a autarquia oliveirense está otimista relativamente ao aparecimento de novos investimentos, desta vez nas áreas do calçado e do setor alimentar.
«Depois da visita a algumas empresas de Oliveira de Azeméis, uma comitiva de empresários da província chinesa mostrou vontade de aprofundar a cooperação industrial entre os dois municípios» afirma Hermínio Loureiro, lembrando que Hubei é a «terceira província mais importante da China e uma das mais industrializadas».
O primeiro investimento chinês no município – ligado à indústria do aço - está a ser instalado na Área de Acolhimento de Ul-Loureiro, numa zona geograficamente privilegiada e de fácil acessibilidade aos grandes centros nacionais de exportação.
Segundo Hermínio Loureiro, a fábrica Wuhan Industries «irá criar mais de 60 postos de trabalho e o que nós esperamos é que os empresários chineses que estiveram de visita a Portugal possam também continuar a investir em Oliveira de Azeméis».
«Quisemos mostrar a esta comitiva que temos outras áreas de negócio e que queremos aprofundar este relacionamento, atraindo investimento estrangeiro», sublinha o autarca, anunciando ter sido aprovada a «isenção de taxas municipais durante os próximos cinco anos» para o primeiro investimento chinês no concelho.
«Espero que a instalação da primeira fábrica chinesa possa ser seguida pelo interesse de outros empresários pois sabemos da vontade das empresas chinesas em investir em Portugal e na Europa, aproveitando o nosso país como o passaporte para outros países», refere. Atualmente, a taxa de ocupação da AAE de Ul-Loureiro é muito superior à expectativa inicial da autarquia que irá «continuar a criar condições para os empresários oliveirenses e para a captação de novas empresas na perspetiva de continuar a criar emprego, riqueza e ser um concelho industrial pujante, mantendo Oliveira de Azeméis na vanguarda dos municípios exportadores de Portugal».
O memorando de entendimento assinado entre o município de Wuhan e o de Oliveira de Azeméis visa o «reforço futuro» e o «desenvolvimento de uma cooperação amigável» entre as duas regiões.
Os dois municípios comprometem-se, assim, a desenvolver «trocas e cooperação entre as suas cidades em variadas formas nos campos da economia, industria, ciência e tecnologia, comércio, cultura, entre outros, para promover a prosperidade e o desenvolvimento comum».

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media