Autarquia instala oleões em todas as freguesias

A deposição de óleo alimentar usado foi reforçada no concelho de Oliveira de Azeméis com a colocação de 18 novos pontos de recolha. «O importante é que a população utilize os oleões para o fim a que se destinam», afirmou o vereador do pelouro do ambiente. Segundo Isidro Figueiredo, «esta medida, a implementar até ao dia 18 de fevereiro, vem colmatar os desejos dos munícipes e as exigências do ambiente».

«O aumento do número de oleões faz com que se chegue ainda mais próximo dos oliveirenses», disse o autarca, acrescentando que «a medida vem melhorar o ambiente urbano cobrindo as 19 freguesias do concelho».

Para uma maior adesão aos pontos de recolha, instalados junto aos ecopontos, a autarquia vai promover um conjunto de ações de sensibilização que passam pela realização de campanhas de informação direcionadas para os 1º, 2º e 3º ciclo, uma exposição itinerante designada «Óleos alimentares usados» e um concurso «Reciclo-óleo» pelas EB1 concelhias.

Segundo Isidro Figueiredo, «o objetivo do programa passa por informar toda a população acerca da existência de oleões na via pública bem como sensibilizar para a correta utilização e adequada gestão dos resíduos».

No que se refere ao destino do óleo alimentar despejar o produto no lava-loiça ou colocá-lo no contentor dos resíduos indiferenciados não são soluções aceitáveis, na medida em que poluem a água e o solo, gerando muita despesa no tratamento deste poluente.

A solução correta passa por colocar os óleos alimentares usados dentro de uma garrafa, colocando-a depois nos oleões espalhados pelo concelho.

Posteriormente, este resíduo líquido é encaminhado para reciclagem.

Até ao momento, Oliveira de Azeméis já possuía 17 pontos de recolha, essenciais para reciclar um dos resíduos domésticos mais poluentes para o meio ambiente.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media