Casais desempregados com filhos vão ter aumento do subsídio de desemprego

Os casais desempregados, com filhos, vão, a partir da próxima segunda-feira, usufruir de uma comparticipação de 10% no subsídio de desemprego, anunciou em Oliveira de Azeméis o ministro da Solidariedade e Segurança Social, Pedro Mota Soares.

O membro do Governo, que visitou duas instituições sociais, o Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho e a Comossela – Comissão de Melhoramentos de Ossela –, considerou dramáticas as situações em que, numa mesma família, ambos os elementos estão desempregados.

«A partir de segunda-feira os agregados familiares nesta situação terão um aumento de 10% na atribuição do subsídio de desemprego», afirmou Pedro Mota Soares.

O aumento é uma das medidas previstas no Plano de Emergência Social (PES) apresentado em Agosto de 2011 pelo ministro da tutela da solidariedade.

Na sua deslocação a Oliveira de Azeméis, o governante elogiou o papel das instituições particulares de solidariedade social (IPSS), considerando que este tipo de entidades «representa já 5,5% da riqueza gerada em Portugal».

No Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho, Pedro Mota Soares defendeu que «temos de ser rigorosos na atribuição das prestações sociais» e «continuar a combater a atribuição indevida de apoios no Rendimento Social de Integração (RSI)» fazendo deslocar essas verbas para «as pessoas que, efetivamente, mais precisam».

O ministro elogiou a determinação dos dirigentes do CAFPC, considerando esta «uma instituição de referência a nível concelhio, distrital e nacional, com uma enorme capacidade de resposta de que o país precisa».

Já nas instalações da Comossela, Pedro Mota Soares defendeu o trabalho em parceria entre Estado, câmaras municipais e juntas de freguesia.

«As instituições sociais têm que ser parceiras do Estado e da Segurança Social», disse o ministro, frisando que «a resposta social tem que ser feita pelas IPSS, apenas cabendo ao Estado apoiar e trabalhar em parceria com as câmaras municipais, juntas de freguesia e instituições da rede social».

«Eu não estou a visitar uma obra do Estado mas sim da comunidade», afirmou Pedro Mota Soares, referindo-se ao papel e à importância das IPSS no apoio social.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media