Deco alerta para os perigos do endividamento

O vereador da Câmara de Oliveira de Azeméis, Pedro Marques, defendeu a adoção de uma atitude mais crítica e reivindicativa dos consumidores.

«Procurem ser mais exigentes em tudo aquilo que consomem», afirmou o autarca, durante a conferência «Crédito responsável… consumidor protegido» que decorreu no âmbito das comemorações do Dia Mundial dos Direitos dos Consumidores.

O encontro, destinado a apresentar um conjunto de soluções para apoiar o consumidor e atenuar os atuais níveis de endividamento das famílias, focou as questões do crédito contraído à banca.

«As soluções apontadas visam sensibilizar para uma melhor gestão orçamental reduzindo assim a ocorrência de incumprimento de contratos de crédito celebrados com os consumidores», disse o presidente do município.

Segundo Hermínio Loureiro, «o trabalho desenvolvido pelo Serviço de Informação e Apoio ao Consumidor (SIAC) leva a uma maior consciencialização da população mantendo-a informada e prevenida».

«A autarquia pretende continuar a criar condições e mecanismos ao serviço da população que possam ajudar a fazer face às despesas», afirmou.

«Espero que o SIAC continue a prestar as melhores informações à comunidade para que, desta forma, possamos transformar as dificuldades em oportunidades», acrescentou.

De acordo com Ana Passos, coordenadora do gabinete de apoio ao sobreendividado da Associação Portuguesa para a Defesa dos Consumidores (DECO), «temos que ponderar mais sempre que damos um passo e perceber se estamos a fazer a melhor escolha».

«Estamos aqui hoje para garantir a literacia financeira e entender que é importante reaprender a viver com menos».

Para fazer face à situação económica e social vivida, o professor da Universidade de Aveiro, Carlos Costa, aconselhou as famílias a comercializar produtos regionais como forma de contornar a crise e angariar novos meios de sustentabilidade.

«Na conjuntura atual é fundamental promover o turismo através da venda dos produtos tradicionais de uma determinada região porque cada vez há mais turistas pelo mundo».

No âmbito do gabinete de apoio ao sobreendividado, a funcionar no SIAC, a autarquia e a Associação Portuguesa para a Defesa dos Consumidores assinaram a 31 de Outubro de 2011, um protocolo de colaboração permitindo o apoio gratuito e confidencial aos consumidores.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media