DECO e autarquia ensinam truques de poupança financeira

A gestão financeira foi o tema em destaque das sessões que decorreram na loja Ponto Já e na escola EB1 do Outeiro, na freguesia de Santiago de Riba-Ul, no âmbito do projecto «Brigadas gerir e poupar», uma iniciativa da Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor DECO, em parceria com a Câmara de Oliveira de Azeméis.

As acções, orientadas pelo técnico da DECO, Miguel Rua, foram destinadas aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) e aos alunos do 4º ano do ensino básico tendo como objectivo preparar melhor os indivíduos para a tomada de decisões financeiras que lhes tragam benefícios imediatos.

Através de exemplos práticos e valores reais, o técnico alertou para a importância das refeições caseiras, do registo mensal das despesas e da elaboração de uma lista de compras antes de partir para o supermercado evitando assim gastos supérfluos.

«O rendimento é escasso e as nossas necessidades ilimitadas, pelo que é importante atribuir prioridades», recomendou Miguel Rua, acrescentando que «as nossas decisões devem estar sempre de acordo com as nossas necessidades e rendimento e nunca com os nossos desejos».

As acções deram aos consumidores e alunos participantes capacidades para a tomada de decisões financeiras, desde a gestão do seu orçamento familiar, ao planeamento de despesas e escolha de serviços e produtos mais adequados, à aplicação de poupanças e recurso ao crédito.

«As pessoas devem adquirir competências financeiras na sua vida o mais cedo possível e a escola desempenha um papel fundamental nesta educação», afirmou o vereador da educação, durante a sessão de sensibilização que decorreu na escola EB1 do Outeiro, na freguesia de Santiago de Riba-Ul.

A acção apresentou, aos mais pequenos, conteúdos de ordem financeira de uma forma divertida, interactiva e atractiva, com informação rigorosa, clara e acessível, orientando para escolhas financeiras acertadas em situações e cenários da vida real.

Segundo Isidro Figueiredo, «é importante sublinhar a importância do dinheiro que nos tempos de crises apresenta elevada escassez, sendo fundamental que os alunos transmitam os ensinamentos aos seus pais e familiares».

«Hoje há uma preocupação generalizada com a literacia financeira dos cidadãos na medida em que a falta desta pode ter consequências graves na economia familiar e um forte impacto para a estabilidade dos mercados financeiros», disse.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media