Escola Superior Aveiro Norte pronta para inovar e investigar

O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro, defendeu que a Escola Superior Aveiro Norte (ESAN), inaugurada na passada segunda-feira, «é um investimento na criatividade, inovação, investigação e desenvolvimento» que irá servir a região norte do país.
«Estamos a falar de um investimento estratégico não só para Oliveira de Azeméis mas para toda a região e Área Metropolitana do Porto», disse o autarca na inauguração das instalações do pólo da Universidade de Aveiro, integrado no Parque do Cercal – Campus para a Inovação, Competitividade e Empreendedorismo Qualificado.
O novo estabelecimento de ensino superior, um investimento de cinco milhões de euros, possui 600 m2 de laboratórios, 500 m2 de oficinas, auditório com 200m2, biblioteca, salas de aula, formação e reuniões e pretende ser uma estrutura não só vocacionada para o ensino e investigação mas também uma unidade de apoio ao tecido empresarial e de qualificação de recursos humanos.
«Aqui, a comunidade empresarial terá o seu espaço para inovar, testar, criar, desenvolver, procurando maior competitividade e, consequentemente, criar mais emprego e reforçando a vocação exportadora da região», afirmou Hermínio Loureiro. Lembrando que «este território a norte de Aveiro e a sul da Área Metropolitana do Porto tem enormes potencialidades encaixando perfeitamente nos desígnios estratégicos da Universidade de Aveiro».
«Queremos que esta escola seja uma referência da educação tal como é uma referência pioneira em termos de edificação sustentável bem como em eficiência energética», observou o autarca, considerando que a inauguração do edifício «ficará na história do progresso, crescimento e desenvolvimento harmonioso do concelho» podendo Portugal «contar com Oliveira de Azeméis e com o apoio empreendedor dos oliveirenses».
Segundo Hermínio Loureiro, Oliveira de Azeméis «é hoje um concelho mais moderno e mais competitivo preparado para os desafios do futuro».
«Não vamos desperdiçar esta oportunidade da universidade de Aveiro pois os nossos agentes económicos e a nossa juventude vão saber agarrá-la», realçou, desejando que a UA considere este dia «um ponto de partida para novos projetos e arrojados desafios».
Para o reitor da Universidade de Aveiro, Manuel Assunção, um dos desígnios da instituição é «aumentar o emprego qualificado da região» tornando a ESAN «num laboratório habilitado ao serviço das empresas». O futuro da Escola Superior Aveiro Norte passa ainda por «um papel maior ao nível do empreendedorismo, inovação e incubação de empresas», bem como na eventual «criação de uma nova licenciatura».
Segundo Manuel Assunção, a UA foi responsável este ano por projetos de desenvolvimento e investigação no valor de um milhão de euros.
O início do processo de instalação da ESAN em Oliveira de Azeméis remonta há 15 anos, tendo atravessado os mandatos autárquicos de Ângelo Azevedo, Ápio Assunção e do atual autarca Hermínio Loureiro.
O edifício da nova Escola Superior Aveiro Norte, comparticipado em 85% pelo Programa ON2, é classificado como inovador e invulgar em termos arquitetónicos. É uma estrutura pioneira em termos de edificação sustentável em Portugal. O edifício é inovador também ao nível da eficiência energética, pois recorre à energia geotérmica para a climatização do edifício. A ESAN confere o grau de licenciatura do curso Tecnologia e Design do Produto, ministrando ainda Cursos de Especialização Tecnológica (CET).
A inauguração do edifício integrou o programa de comemorações do 40º aniversário da criação da Universidade de Aveiro.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media