Especialistas debatem a floresta e a energia nas margens do rio Caima

A floresta, a água e a energia são os temas centrais dos três workshops que a Câmara de Oliveira de Azeméis promove, a 29 e 30 de Setembro, no âmbito do projecto turístico que a autarquia está a desenvolver nas margens do rio Caima, freguesia de Palmaz.

A iniciativa, enquadrada no Programa Operacional Regional do Norte ON2, pretende abordar assuntos ligados directamente ao projecto de requalificação ambiental, um investimento de 721 mil euros.

Os encontros estão divididos em três sessões que, durante os dois dias, reúnem técnicos da autarquia e especialistas universitários nas diversas vertentes que estarão em discussão.

Os trabalhos iniciam-se às 09h15 do dia 29 com a sessão de abertura presidida pelo presidente do município, Hermínio Loureiro.

«A propagação de espécies autóctones no Entre Douro e Vouga» é a primeira abordagem a cargo de Pedro Quaresma, da Associação Florestal do Entre Douro e Vouga (AFEDV).

O primeiro dia é ainda preenchido com a reflexão sobre a evolução da floresta portuguesa e o papel do homem na alteração da paisagem.

O segundo dia de trabalhos é ocupado ainda com abordagens ao coberto vegetal, nomeadamente a identificação de espécies autóctones e alóctones, com carácter invasor.

O professor Carlos Coelho, do Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro, falará, no segundo dia, dos prós e contras da «Intervenção Humana sobre os rios».

No mesmo dia, pelas 16h00, os trabalhos estão ocupados pelo «Ecossistema florestal: evolução, potencialidades e ameaças», com Amadeu Soares e Rosa Pinho, do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro.

Os workshops estão inseridos no âmbito do projecto de requalificação ambiental da zona ribeirinha do rio Caima que surgiu da necessidade de introduzir novas lágicas de actuação ao nível do património natural existente, da preservação da biodiversidade e da gestão sustentável da água.

A área de intervenção caracteriza-se pela presença de floresta, dominada por espécies alóctones de carácter infestante, entre elas a acácia.

De salientar também a vegetação ripícola ao longo das margens e a mancha de folhosas autóctones (com predominância para o carvalho-alvarinho) com árvores de porte significativo.

Os workshops realizam-se no Hotel Rural Vale do Rio, na freguesia de Palmaz.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media