Max Haetinger defende a importância da curiosidade no processo educativo

Várias dezenas de profissionais da educação estiveram, ontem à tarde, reunidos na Escola Superior de Enfermagem da Cruz Vermelha de Oliveira de Azeméis, para assistirem à palestra «A escola que encanta e transforma vidas», do professor Max Haetinger.
Os educadores aprovaram as dinâmicas e ouviram as dicas do palestrante, que trouxe de forma lúdica e participativa questões sobre aprendizagem, motivação e integração de conhecimentos como fator fundamental de adesão em sala de aula.
Hermínio Loureiro, presidente da Câmara Municipal, que falava na sessão de abertura do evento, referiu que «a escola marca todos os que por ela passam e é por isso que a recordamos com nostalgia».
«A escola deve, acima de tudo, ser motivacional e educativa», referiu o autarca adiantando que «é importante que todos se sintam motivados a participar no meio educativo».
Para Max Haetinger, «há uma nova construção de um ser humano essencialmente tecnológico» e «a escola deve propor um novo ambiente, com a tecnologia agregada que faça a diferença».
Durante o seu discurso, o professor fez a distinção entre a tecnologia e a parafernália eletrónica, visto que usar televisão, vídeo e internet na sala de aula, sem uma proposta pedagógica, é mera recreação».
Haetinger aproveitou para confessar diante do auditório que quando no final do dia chega a casa, depois de uma jornada em sala de aula, «sento-me no sofá e chego à conclusão de que aprendi muito mais do que aquilo que ensinei».
Max G. Haetinger é professor e trabalha desde 1984, ministrando cursos e palestras sobre temas ligados às áreas da educação, motivação, empreendedorismo e novas tecnologias.
A sua formação é em Educação Física, pela Faculdade de Artes Cênicas e Economia sendo pós graduado em Informática na Educação, Psicopedagogia, e Técnicas de Expressão Criadora.
Desenvolveu pesquisas e apresentou trabalhos em congressos sobre temas ligados à criatividade, informática aplicada aos processos educacionais, artes e educação física.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media