Oliveira de Azeméis adere ao Ano europeu do envelhecimento ativo

As comemorações do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações iniciam-se em Oliveira de Azeméis a 24 de Fevereiro com um conjunto de iniciativas intergeracionais e de participação cívica e social.

Segundo Hermínio Loureiro, presidente da autarquia, «as comemorações servirão para sensibilizar a comunidade para as políticas que têm que ser desenvolvidas em matérias importantes como as do envelhecimento e da promoção do idoso».

«Em Oliveira de Azeméis queremos um envelhecimento ativo, com base numa melhor qualidade de vida e num processo intergeracional em que todos fiquem a ganhar, os mais novos e os menos jovens», afirmou o autarca na apresentação do programa municipal.

Hermínio Loureiro destacou como objetivos das comemorações a «troca de conhecimento e de experiências entre gerações», a adoção de estilos de vida saudáveis através da atividade física, o acesso à informação, à leitura e ao conhecimento através das tecnologias da informação e comunicação, a valorização de talentos, a transmissão de valores e saberes e a sensibilização da opinião pública para o valor e o potencial do envelhecimento.

«Não queremos ficar só pelas comemorações mas empenharmo-nos para que o processo de envelhecimento seja ativo e a relação entre gerações seja reforçada», defendeu Hermínio Loureiro, alertando para a necessidade de se dar novas respostas perante o aumento da esperança média de vida.

No concelho de Oliveira de Azeméis existe mais de 12 mil idosos com mais de 60 anos, dos quais 4119 vivem sozinhos ou na companhia de uma só pessoa.

Em parceria com a Rede Social, a autarquia vai manter-se atenta ao problema do isolamento dos idosos fazendo a monitorização e o acompanhamento de casos, além do incentivo às redes de proximidade e vizinhança.

As comemorações iniciam-se a 24 de fevereiro e prolongam-se até dezembro. Até ao encerramento, os idosos do concelho participarão em várias atividades subordinadas a temáticas mensais.

O programa anual inclui a emissão do «passaporte sénior», um documento destinado a estimular a participação dos idosos nas atividades, a criação da linha «Voz da Alegria», de apoio ao sénior, o programa de troca de saberes entre gerações «Aulas cruzadas, ciências partilhadas» e as oficinas «Projeto de vida» no âmbito da transição da vida ativa para a aposentação.

As ações estendem-se ainda ao seminário «O lúdico e o jogo», desfile de moda intergeracional,, programas «Ir mais longe», «Tardes maiores» e «Viver melhor», torneios desportivos interfreguesias, «Encontros de saberes», «Experiência sénior, tarde dançante, IX Olimpíadas seniores e comemorações do Dia Internacional do Idoso.

Segundo Gracinda Leal, vereadora da ação social, as comemorações visam «reconhecer o valor e o potencial que esta franja da população ainda tem para oferecer à sociedade».

«A longevidade não é um problema mas sim um privilégio», defendeu.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever

Media

Media