Quadros a giz foram substituídos pelos eletrónicos

A matéria e os exercícios das aulas estão agora disponíveis nos 20 quadros interativos instalados em 15 escolas do 1ºciclo do concelho de Oliveira de Azeméis.Os textos do programa curricular passaram a ser lidos por vozes de bonecos animados e os exercícios têm cor, som e correção imediata. A tecnologia consiste na ligação entre três elementos: um PC, um projetor que mostra a imagem no quadro, e o "display" sensível ao toque onde se pode escrever com uma caneta eletrónica, salvar, apagar e partilhar a informação. O presidente da autarquia explicou hoje que «este é um investimento de 46.000 euros financiado por fundos comunitários, no âmbito do plano de beneficiação da rede escolar de Oliveira de Azeméis».Para Hermínio Loureiro, «os quadros interativos têm como objetivo dotar as escolas de modernas condições de ensino, que contribuam para um melhor processo de aprendizagem».«A utilização desta ferramenta oferece aos professores a possibilidade de criarem aulas mais inovadoras e criativas ao mesmo tempo que captam a atenção dos alunos», acrescentou o autarca.Sandra Martins é uma das professoras que já leciona com recurso aos novos quadros interativos e considera que a mudança introduzida por essa tecnologia «é uma maravilha». «Com a utilização deste equipamento tenho os alunos mais atentos e motivados», afirmou a docente da EB1 de Casalmarinho, na freguesia de Fajões. As escolas que agora passam a dispor de novos quadros são a n.º 1 de Oliveira de Azeméis e as EB1 da Alumieira e Areosa, os centros educativos de Azagães, Curval e S. Roque e as EB1 com jardim-de-infância de Carregosa, Faria de Baixo, Picoto, Cesar, Fajões, Macieira de Sarnes, Brejo, Palmaz e Largo da Feira. A atribuição dos equipamentos resulta de uma candidatura apresentada em 2009 ao programa TEC-Escolas (no âmbito da Operação Norte 2, do Quadro de Referência Estratégica Nacional).

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever