Técnicos explicam o que vai mudar na eletricidade e no gás em 2013

A liberalização do mercado das energias em Portugal está em curso desde 2000 e irá entrar agora na sua fase plena, com a extinção gradual das tarifas reguladas para todos os clientes.Com o objetivo de dar a conhecer aos munícipes o que vai mudar na eletricidade e no gás em 2013, a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis promoveu uma sessão de informação no auditório da biblioteca Ferreira de Castro.«Queremos prestar um serviço que achamos ser importante para que os munícipes tomem as decisões mais corretas», afirmou o vice-presidente da autarquia.Segundo Ricardo Tavares, «ações como estas pretendem ajudar os munícipes a poupar as suas economias quer em casa, quer nas suas empresas ou estabelecimentos».«Na Câmara Municipal este tema assume especial relevância, uma vez que temos trabalhado no sentido de adotar medidas de poupança sem interferir na segurança e no dia-a-dia das pessoas», colmatou.Com a extinção das tarifas reguladas os preços de venda de energia deixam de ser fixados anualmente pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), passando a ser definidos por cada comercializador a operar no mercado.Os atuais clientes da EDP deverão procurar um novo comercializador de energia no período máximo de 3 anos após a data de fim das tarifas reguladas. Durante este período os clientes continuarão a ser abastecidos pelo comercializador regulado a um preço agravado, definido pela ERSE.De acordo com Anabela Ferreira, coordenadora do Gabinete de Apoio ao Consumidor da Delegação Regional do Norte da DECO, «a liberalização e abertura do mercado das energias vem permitir a livre concorrência nos mercados de eletricidade e gás possibilitando o aparecimento de vários comercializadores de energia e uma maior escolha por parte dos consumidores».«Passamos a ter um consumidor aberto a vários preços, em que o cliente deverá primeiro informar-se, conhecendo as condições oferecidas, segundo comparar e confrontar propostas usando os simuladores disponíveis na DECO e ERSE e terceiro escolher e celebrar o contrato», informou a técnica.Estiveram ainda presentes na sessão de informação Luís Castanheira, diretor executivo da ENERGAIA – Agência de Energia do Sul da Área Metropolitana do Porto, e Joana Simões, responsável pelo gabinete de Novas Iniciativas da delegação Regional do Norte da DECO.

Tags:

Sobre nós

Município de Oliveira de Azeméis.

Subscrever