Autarquia está solidária com a Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal

A Câmara Municipal do Seixal está solidária com a Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal que, recentemente, se viu envolvida num processo judicial por despedimento de um bombeiro que violou de forma grave e irreparável os seus deveres profissionais, a quem, por meros expedientes processuais, foi dada razão pelo tribunal.

No seguimento desta situação, e por decisão do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, Juízo do Trabalho do Barreiro, foi estabelecido um procedimento cautelar, remetido ao Banco de Portugal e posteriormente notificado à Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal do respetivo arresto de depósitos bancários, ficando todas as suas contas indisponíveis a partir de 30 de março de 2017.

Entende a Autarquia que todos aqueles que dedicam a sua vida ao serviço público, de forma dedicada e abnegada, não podem deixar de repudiar decisões que, independentemente da legalidade que as suportam, são completamente desprovidas de sentido de justiça e de preservação do bem comum.

Uma decisão desta natureza impede a prestação de socorro à população, obstaculizando a atividade humanitária de um corpo de bombeiros que serve aproximadamente 120 000 pessoas para além de colocar em causa, de forma cega, a devida remuneração de 90 trabalhadores, 20 da associação e 70 elementos de um dos mais ativos corpos de bombeiros do país.

Importa ainda referir que esta associação integra o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais, em articulação com todas as forças e entidades integrantes ou cooperantes, disponibilizando meios, recursos e pessoal para a efetiva operacionalização deste dispositivo anual, combatendo fogos que assolam distritos de Norte a Sul, e apoiando logisticamente a sustentação daquelas operações.

Nestes termos, a Câmara Municipal do Seixal reitera o seu apoio às associações humanitárias e aos seus corpos de bombeiros, na luta pela valorização e dignificação da atividade humanitária e pelo seu papel inestimável no apoio às populações, tanto a nível local como nacional e, neste caso em concreto, manifesta a sua solidariedade e apoio a todas as medidas entendidas como apropriadas à imediata reversão da irresponsável decisão que impede o socorro às populações do concelho do Seixal.

Tags:

Sobre nós

Câmara Municipal do Seixal.

Subscrever

Media

Media