Ministro da Saúde receberá esta semana reivindicação da construção urgente da extensão de saúde de Aldeia de Paio Pires

Ainda durante esta semana, seguirá para o ministro da Saúde um ofício a solicitar a construção urgente da extensão de saúde de Aldeia de Paio Pires, dando conta das dificuldades sentidas pela população. A garantia foi hoje dada pelo presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos, num encontro que juntou a população, autarquias, associações de reformados e Comissão de Utentes da Saúde do Concelho.

O autarca referiu ainda que “esta é uma luta que dura há muitos anos, sendo que a autarquia já cedeu há muito um terreno com cerca de 6 mil m 2 para a construção desta extensão de saúde, faltando para a sua concretização o financiamento por parte do Governo”. Joaquim Santos informou ainda que “se for necessário, para além da cedência do terreno, a Câmara Municipal do Seixal está também disponível para investir nos espaços públicos da infraestrutura”.

Também o presidente da União das Freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, António Santos, considerou que “a construção desta extensão de saúde é premente para a freguesia”, pelo que demonstrou a sua solidariedade para com esta situação e a sua disponibilidade para “apoiar e participar em todas as ações que se venham a desenvolver para reivindicar a construção desta unidade de saúde”.

Importa referir que há cerca de 20 anos que a autarquia vem alertando o Governo para esta situação, cuja necessidade já era premente em 1980, altura em que funcionava na junta de freguesia local um posto de saúde e de enfermagem improvisado, ao abrigo de um acordo com a Sub-Região de Saúde de Setúbal e que deixou de funcionar em 1999, passando os utentes a serem atendidos no Seixal. E que, também em novembro de 2003, a comissão de utentes de saúde de Aldeia de Paio Pires entregou à diretora do Centro de Saúde do Seixal um abaixo-assinado com cerca de 2500 assinaturas, onde se reivindicava a construção desta infraestrutura, que seguiu nessa altura para o Ministério da Saúde, mas nada foi resolvido.

Segundo os Censos de 2011, a freguesia de Aldeia de Paio Pires contava nessa altura com 13 258 habitantes, número que entretanto cresceu até ao presente ano. José Sales, da Comissão de Utentes da Saúde do Concelho do Seixal, lembrou que “os residentes mais idosos apresentam alguma dificuldade de mobilidade, sendo que aqueles que têm médico de família têm que se deslocar para o Seixal ou Torre da Marinha e aqueles que não têm médico atribuído deslocam-se para Amora. A deficiente rede de transportes que abrange estas localidades e o seu custo são outros dos inconvenientes que levam a que muitos munícipes evitem a deslocação ao médico, colocando desta forma em risco a sua saúde”.

É por todos estes motivos que é fundamental que se construa de modo urgente a unidade de saúde de Aldeia de Paio Pires, que viria a minimizar as graves carências de cuidados de saúde sentidas nesta localidade, evitando deslocações e criando melhores condições de acesso à saúde. Esta unidade de saúde constituirá o primeiro acesso dos munícipes à prestação de cuidados de saúde primários e ligação a outros serviços da comunidade. A unidade permitirá a vigilância, promoção da saúde e prevenção da doença nas diversas fases da vida, para a população em geral mas também para grupos-alvo específicos, no que diz respeito à saúde da mulher; à saúde do recém-nascido, da criança e do adolescente e à saúde do adulto e do idoso, bem como a prestação de cuidados em situação de doença aguda, acompanhamento clínico das situações de doença crónica e patologia múltipla, bem como cuidados no domicílio e interligação e colaboração em rede para a prestação de cuidados especializados.

A Câmara Municipal do Seixal tem alertado o Governo para a necessidade de resolver esta situação, contudo, até ao momento, não obteve qualquer resposta nesse sentido. Desta forma, as autarquias, população, associações de reformados e dadores de sangue irão, em conjunto, desenvolver todas as ações ao seu alcance para que esta extensão de saúde possa ser uma realidade.

Nota: Em anexo segue caderno de imprensa referente à temática.

Tags:

Sobre nós

Câmara Municipal do Seixal.

Subscrever

Media

Media