Vicente Alves do Ó regressa ao curso Cinemalogia no módulo de Argumento

O reconhecido realizador, escritor e argumentista Vicente Alves do Ó regressa a Coimbra nos próximos dias 21 e 22 de Dezembro para completar a formação em Argumento. Neste segundo módulo dedicado ao argumento, Vicente Alves do Ó irá orientar o desenvolvimento do argumento desde a ideia inicial até à sua execução final: o filme.

Todos os dias ouvimos histórias, ideias disparatadas, biografias convincentes e em todas elas parece existir a possibilidade de cinema. Antes de tudo, é preciso aprender a separar uma boa ideia de uma boa, mas falsa ideia. Neste segundo módulo serão testadas várias ideias, perceber o seu potencial e a sua viabilidade e ao mesmo tempo, através das técnicas à disposição, tentar materializá-las.
Os argumentos a desenvolver nesta formação serão enquadrados dentro do tema da XVI Semana Cultural da Universidade de Coimbra “REDES”. O tema das REDES desdobra-se para pensar as várias redes em que nos movimentamos ou que nos circundam – de trabalho, sociais, de solidariedade, familiares, dos afetos, do ecossistema, do universo, de transportes, da música, redes de investigação, redes científicas.

Plano de Sessão
21 de Dezembro
— Construção do diálogo e do personagem.
— Acção e descrição.
— Cena.
— Exercícios práticos.

22 de Dezembro
— Depois do argumento escrito – o que fazer e como fazer.
— Encontrar o argumento perfeito.

Vicente Alves do Ó
Vicente Alves do Ó assinou a sua entrada no mundo do cinema em 2000 com dois telefilmes da Sic/Animatógrafo 2 – Monsanto de Ruy Guerra e Facas e Anjos, de Eduardo Guedes e a colaboração no projecto de António-Pedro Vasconcelos Os Imortais. Depois de três curtas metragens e alguns argumentos para realizadores portugueses, estreou-se como realizador de longas-metragens em 2011 com “Quinze Pontos na Alma”, com Rita Loureiro, João Reis e Marcello Urghege. Em 2012 lançou o seu primeiro romance “Marilyn à beira-mar” e o filme “Florbela”, com Dalila Carmo, Ivo Canelas e Albano Jerónimo. Sucesso de bilheteira, vencedor de vários prémios, actualmente em digressão internacional por vários países e festivais do mundo.
Neste momento prepara a sua terceira longa-metragem.

Prémios
2013 30º Festival Internacional de Cinema de Bogotá (Golden Precolumbian Circle)
— Melhor Filme (Florbela)
— Melhor Realizador (Florbela)

2013 Prémios Sophia da Academia Portuguesa de Cinema
— Melhor Realização (Florbela)
— Melhor Actriz Principal para Dalila Carmo em Florbela
— Melhor Fotografia para Luís Branquinho em Florbela
— Melhor Som para Jaime Barros e Elsa Ferreira em Florbela
— Melhor Guarda-Roupa para Sílvia Grabowski em Florbela

2012 XIX Festival Caminhos do Cinema Português
— Melhor Longa Metragem Porto Réccua (Florbela)
— Melhor Actriz para Dalila Carmo em Florbela
— Melhor Caracterização para Abigail Machado em Florbela
— Melhor Som para Jaime Barros e Elsa Ferreira em Florbela

2011 XVIII Festival Caminhos do Cinema Português
— Prémio Revista C (Quinze Pontos na Alma)

Frequência do módulo
50€ para Sócios do CEC, 60€ para estudantes e 70€ para o Público-Geral.

Informação completa em: http://bit.ly/1jkSITN
Press Kit Projecto Cinemalogia em: http://bit.ly/1cXNs0P
Fotografias formadores Cinemalogia em: http://bit.ly/1jkSThO
Evento Facebook: http://on.fb.me/1jkTf8c

Tags:

Sobre nós

Cinema.

Subscrever