HISTÓRIA e Joana Vasconcelos colaboram para comemorar o Centenário das Aparições de Fátima

Documentário AS FACES DE FÁTIMA estreia dia 8 de maio e artista plástica  Joana Vasconcelos realiza obra para o Museu do Santuário de Fátima

Através de documentos nunca antes revelados, numa investigação multidisciplinar inédita, o documentário - AS FACES DE FÁTIMA-, analisa as condições políticas, sociais e culturais que fizeram das aparições de Fátima um dos mais complexos mitos do catolicismo e da religiosidade popular.

Com a participação de 23 especialistas de diversas áreas profissionais e com as mais variadas visões, dão-nos as suas opiniões baseadas nas suas investigações e especialidades profissionais. Esta colaboração com Joana Vasconcelos oferece a face artística que faltava ao documentário .

Para assinalar o ano de celebração do Centenário das Aparições de Fátima, o canal HISTÓRIA estreia no dia 8 de maio , pelas 22 horas , o documentário de produção própria As Faces de Fátima e junta-se à conceituada artista plástica Joana Vasconcelos para apoiar a sua obra, instalada na Basílica da Santíssima Trindade, que será apresentada no dia 12 de maio , por ocasião da visita do Papa Francisco ao Santuário de Fátima .

As Faces de Fátima é uma obra documental que esmiuçará o fenómeno de Fátima como nunca, comparando a evolução do culto a Fátima e sua “construção narrativa” entre 1917 e 1941, até à época das “Memórias” tardias da Irmã Lúcia.

Com a participação de 23 especialistas * de diversas áreas profissionais; Historiadores, Teólogos, Sociólogos, Antropólogos, Médicos, Psicólogos, Filósofos, Escritores, Arqueólogos, Físicos, Matemáticos, Espiritas, Budistas, Judeus e Islâmicos, com as mais variadas visões que nos vão dar as suas opiniões baseadas nas suas investigações e especialidades profissionais.

O documentário fala-nos das várias Faces de Fátima, procurando mostrar os diferentes pontos de vista que levaram o fenómeno de Fátima a ser o que é hoje em dia. Por isso, decidimos convidar 23 especialistas, em diferentes áreas, que nos pudessem dar uma visão global dos fatores políticos, sociais e culturais. Faltava-nos a face artística e, por isso, faz todo o sentido apoiar a obra de Joana Vasconcelos , explica Carolina Godayol, diretora geral de The History Channel Ibéria.

A obra de Joana Vasconcelos Suspensão – realizada a convite do Santuário de Fátima no âmbito das comemorações do Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima, é uma apropriação – monumentalizada – de um dos objetos mais simbólicos da figura de Nossa Senhora de Fátima, bem como do seu santuário e espaços circundantes: o terço. O terço típico – em plástico que brilha no escuro – torna-se, através da sua dimensão e instalação, numa escultura cuja leveza do suporte nos remete para a suspensão de tempo a que pertencem os momentos de contemplação e, consequentemente, elevação interior – independentemente dos credos e modos de meditação.

Para As Faces de Fátima foram recriadas cenas reais, tendo como cenário algumas zonas históricas das cidades portuguesas de Fátima, Porto, Santarém, Coimbra, Leiria e Lisboa. Através de documentos nunca antes revelados, numa investigação multidisciplinar inédita, este documentário analisa as condições políticas, sociais e culturais que fizeram das aparições de Fátima um dos mais complexos mitos do catolicismo e da religiosidade popular. Entre a fé de sempre e o conhecimento de hoje, o canal HISTÓRIA oferece uma revisão integrada e inovadora, de um fenómeno surpreendente da crença e da fé humana.

Estamos muito entusiasmados com o resultado final. Sem especulações e sem preconceitos em As Faces de Fátima vamos expor todas as faces de Fátima como nunca se ousou fazer até hoje. Todos os decores desta produção remetem para a localidade de Cova de Iria. Filmámos também em zonas históricas de algumas cidades portuguesas, no Santuário e no local das aparições, tentando enquadrar a realidade histórica do acontecimento de Cova de Iria, as suas implicações sociais e económicas, bem como as consequências que teve na Igreja, na terra, no País, no mundo e nas crianças que participaram nesse acontecimento , afirma Carolina Godayol, diretora geral de The History Channel Ibéria.

* Especialistas

Miguel Quaresma Brandão (judaísmo): Posição do judaísmo face ao fenómeno de Fátima e Maria Mãe de Jesus – Nossa Senhora.

Álvaro Campelo (antropólogo): Enquadramento sociológico rural do fenómeno de Fátima e sua evolução.

Artur Villares (pastor luterano/historiador): Mudança da imagética de Fátima/evolução do Culto Mariano e visão dos Luteranos e a exclusão da imagética na Igreja e na comunicação com Deus.

Raul Berenguel (historiador/físico/investigador): O Milagre do Sol visto, analisado e investigado por físicos. Que fenómeno Físico aconteceu em Fátima no dia em que se deu o Milagre do Sol

  Isabel Bastos (historiador de arte): História, Raízes e evolução do Culto Mariano em Portugal.

Joel Cleto (arqueólogo): Evolução da escultura e imagética da Nossa Senhora de Fátima desde o primeiro interrogatório até aos nossos dias.

José Soares Martins (psicólogo social): análise psicológica dos 3 pastorinhos e como isso influenciou a psicologia da época sobre o fenómeno.

Luís Miguel Bernardo (físico): Análise de um físico sobre o Milagre do Sol enquanto visão de um sol que baila. Como é que se formam imagens nos nossos olhos.

Manuel Curado (filósofo): A piedade social e a troca de promessas por milagres pessoais ou resolução das crises pessoais. Como é que a Igreja se relacionou com isto.

Teresa Tholdy (teóloga): Retrato teológico dos videntes.

Mário Simões (médico psiquiatra, especialista em hipnose e regressão): Através de uma Ressonância Magnética Funcional, explica como é que pensando em imagens divinas ou evocando um ser divino o nosso cérebro funciona e como isso pode proporcionar vivências transcendentais através de um estado alterado de consciência.

Marco Daniel Duarte (Diretor do Centro de Estudos do Santuário de Fátima): Fala sobre o fenómeno dos videntes e da construção do Santuário, o seu design e a sua evolução.

Manuel Domingos (neuropsicólogo): O Milagre do Sol: Foi uma visão causada por uma histeria coletiva? O que as crianças viram? Porque é que as crianças têm mais facilidade em comunicar com “amigos imaginários”? Em termos clínicos como é que isto é analisado?

Miguel Real (historiador e especialista em literatura): A influência das figuras prodígio na História de Portugal e como isso faz parte da construção de Portugal. Como passou de gerações em gerações e faz parte do imaginário coletivo de um povo, de tal forma que Portugal é prova de vários fenómenos parecidos ao de Fátima. Como é que a literatura contemporânea foi influenciada por Fátima, nomeadamente Fernando Pessoa.

Paulo Fontes (professor catedrático da Universidade Católica de Lisboa responsável pelo Centro de Estudos Religiosos): Evolução do fenómeno de Fátima na religião Católica e influência sociológica.

Arnaldo Costeira (espirita): Em Março de 1917 é publicado num Jornal Nacional um anúncio a dizer que um fenómeno iria acontecer em Fátima. Para nos prepararmos. Essa premonição acontece numa sessão espirita onde é comunicado ao espirita responsável, através de uma mensagem escrita ao contrário que algo de extraordinário iria acontecer em Fátima no dia 13. Arnaldo Costeira explica a importância desta premonição e os seus efeitos.

Luiza Frazão (professora de Literatura e sacerdotisa celta): O Culto das Deusas Mãe, a sua grande influência e existência na zona de Fátima. Cova da Iria, onde apareceu Fátima, tinha aquele nome em homenagem a Sta Iria, uma Deusa Celta, responsável pela conservação dos alimentos, da água da cura e da forja. Esta especialista acha que devido a este culto ancestral que a imagem que os videntes viram era da Santa Iria que nos princípios é muito similar à mãe de Jesus.

Annabela Rita : Influência das histórias dos prodígios de Portugal no aparecimento e reforço do Culto Mariano. Milagre de Ourique,

Carta assinada por D. João IV que proclama a Imaculada Conceição (Nossa Senhora) como Rainha de Portugal e a partir desse dia nunca mais nenhum rei usou a Croa, passando esta a estar na cabeça de Nossa Senhora, assim como em Nossa Senhora de Fátima.

Aurélio Lopes (antropólogo): Porque é que a igreja, no início, nunca aceita e certifica estes fenómenos como o de Fátima?!

Paulo Borges (sacerdote budista): Como é que o Budismo vê o fenómeno de Fátima e a Mãe de Jesus?

Fernando Rosas (historiador): Enquadramento social e político no período do Estado Novo e Fátima 2 até aos nossos dias – 1929-2017.

Luis ReisTorgal (historiador): Enquadramento social e político no período da 1ª República – 1910-1929.

José Eduardo Franco (historiador): Globalização de Fátima.

HISTÓRIA

O HISTÓRIA emite as produções internacionais mais prestigiosas e apaixonantes da televisão como “World Wars”, “A Humanidade”, “O Preço da História”, “Alienígenas”, e aposta na melhor produção própria com séries como “Microassassinos”, “E de Repente Teresa” e “Templários”. Um canal de referência que explora os feitos que transformam o mundo e aproxima o espectador da História. Uma forma de humanizar o passado, refletir o presente e iluminar o futuro.

Produzido por The History Channel Iberia , uma joint-venture entre a AMC International-Iberia e a A+E Networks, o HISTÓRIA é uma marca de prestígio internacional que está disponível em mais de 160 países e que chega a mais de 330 milhões de espectadores em todo o mundo. O canal é distribuído em Portugal na Meo, NOS, NOWO e Vodafone.

JOANA VASCONCELOS (1971)

Vive e trabalha em Lisboa. Expõe regularmente desde meados da década de 1990. O reconhecimento internacional do seu trabalho deu-se com a participação na 51.ª Exposição Internacional de Arte – la Biennale di Venezia (2005). Momentos relevantes da sua carreira incluem o projeto Trafaria Praia , representação oficial de Portugal na 55.ª Exposição Internacional de Arte – la Biennale di Venezia (2013); a exposição individual realizada no Château de Versailles (2012); a participação na coletiva «The World Belongs to You», no Palazzo Grassi/François Pinault Foundation (2011); e a sua primeira retrospetiva, apresentada no Museu Coleção Berardo, em Lisboa (2010).

Do seu percurso, destacam-se ainda exposições em instituições como ARoS Aarhus Art Museum, Aarhus, Dinamarca (2016); Museo Thyssen-Bornemisza, Madrid (2015); Waddesdon Manor - The Rothschild Foundation, Buckinghamshire, Reino Unido (2015); Manchester Art Gallery (2014); Tel Aviv Museum of Art (2013); Palácio Nacional da Ajuda, Lisboa (2013); CENTQUATRE, Paris (2012); Kunsthallen Brandts, Odense, Dinamarca (2011); Es Baluard, Palma de Maiorca (2009); Garage Center for Contemporary Culture, Moscovo (2009); Pinacoteca do Estado de São Paulo (2008); The New Art Gallery Walsall, Reino Unido (2007); Istanbul Modern, Istambul (2006); Passage du Désir/BETC EURO RSCG, Paris (2005); Centro Andaluz de Arte Contemporáneo, Sevilha (2003); Mucsarnok, Budapeste (2002); Museu da Eletricidade, Lisboa (2001); e Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto (2000).

O seu trabalho integra inúmeras coleções públicas e privadas, das quais se destacam : Amorepacific Museum of Art; Caixa Geral de Depósitos; Câmara Municipal de Lisboa; Centro de Artes Visuales Fundación Helga de Alvear; Domaine Pommery; FRAC Bourgogne; Fondation Louis Vuitton pour la création; Fundação EDP; Gerard L. Cafesjian Collection; MUSAC; Museu Coleção Berardo; Pinault Collection.

 

Para descarregar as imagens com resolução, aceda ao seguinte link:

http://informedia.com.pt/

user: historia2
pass: atrevia

Tags:

Sobre nós

Canal televisivo dedicado em exclusivo à História.

Subscrever

Media

Media