HISTÓRIA estreia a nível global ALONE

O HISTÓRIA anuncia a experiência de sobrevivência mais longa e ousada em televisão, com a estreia a nível global do programa ALONE , no dia 27 de Junho , pelas 23h30.

ALONE é o novo programa do HISTÓRIA que desafia dez pessoas a sobrevirem sozinhas, num ambiente inóspito e inexplorado, levando consigo apenas o que conseguirem guardar numa pequena mochila.
 
A série de 10 episódios coloca estes dez sobreviventes  na zona deserta da Ilha Vancouver, numa experiência de sobrevivência considerada a mais ousada de sempre. Os participantes vão estar sozinhos e separados um dos outros num território agreste e implacável, com uma única missão: sobreviver o máximo de tempo possível.
Estes homens vão caçar, construir abrigos e defender-se de predadores. Vão enfrentar isolamento extremo e pressão psicológica à medida que se aventuram no desconhecido e documentam por eles próprios a sua experiência.
 
Não há operadores de câmara nem produtores. Em jogo está um prémio final de 500.000 dólares que será entregue à pessoa que aguentar mais tempo.
 
ALONE é o derradeiro teste à força de vontade humana para sobreviver.
 
“ALONE é uma série de sobrevivência única que coloca as pessoas contra o desconhecido em isolamento completo,” refere Russ McCarroll, vice-presidente de desenvolvimento e programação do HISTÓRIA. “Sem produtores ou equipas de filmagem a seguir os seus movimentos, os especialistas em sobrevivência vão ter que usar métodos menos convencionais para perseverar com resistência.”
 
O programa foi produzido para o HISTÓRIA pela Leftfield Pictures e Russ McCarroll e Zachary Behr são os produtores executivos. Brent Montgomery, David George, Shawn Witt, Grant Kahler e Gretchen Palek são os produtores executivos para a Leftfield Pictures.
 
Episódio 1
E assim começa
Dez especialistas em sobrevivência são deixados separadamente em dez pontos extremamente remotos do norte da Ilha de Vancouver. Munidos apenas de equipamento limitado, dos seus anos de experiência na Natureza e de câmaras para documentarem a sua jornada, os dez homens estão completamente isolados entre si, e lutam para sobreviver até onde e quando lhes for possível. Com o cair da primeira noite, tomam consciência da assustadora realidade: a ilha alberga alguns dos maiores predadores da América do Norte.
Sábado, 27 junho, às 23h30
 
Episódio 2
Do Lobo e do Homem
Se os predadores continuam a dar problemas a vários dos nossos exploradores, a água depressa se torna um desafio para outros tantos. De marés de subida rápida a chuvas torrenciais, cada um tem de se adaptar ao seu novo meio ou desistir e voltar para casa. O medo da desidratação preocupa um deles, ao passo que outro vê a sua sobrevivência ameaçada por uma onda. Mas será a demanda por água potável que lança alguém numa perigosa viagem num frágil barco construído com paus.
Sábado, 4  julho, às 23h30
 
Episódio 3
As Garras do Medo
Após apenas um curto período na Natureza, os exploradores constatam que o extremo isolamento começa a ter consequências. Um deles propõe-se construir uma cabana, outro perde o seu utensílio mais importante, e um outro vê a vida ameaçada pelo ataque de um grande predador.
Sábado, 11 julho, às 23h30
 
Episódio 4
Perseguido 
Um dos sobreviventes adoece e torna-se crucial para ele descobrir a causa. À medida que a sua saúde mental e física se deteriora,  ele começa a questionar muitas das decisões que tomou desde que chegou à ilha e tem receio de estar a perder a noção da realidade. Entretanto, a descoberta de um rio com salmões revela-se muito rentável para outro sobrevivente. Entusiasmado com a descoberta da potencial fonte de alimento nova e ansioso por reclamar as recompensas, embarca numa arriscada missão noturna e acaba no meio de uma situação perigosa... que, mais tarde, acaba por segui-lo até ao acampamento.
Sábado, 18 julho, 23h30
 
Biografias do Elenco
 
Josh Chavez
Josh considera-se um líder nato e, sendo polícia, tem no programa a oportunidade de pôr diariamente à prova as suas capacidades de liderança. Despida a farda, é um ávido caçador, com competências de sobrevivência no mato desenvolvidas através da experiência e de vários cursos. A paixão de Josh pela subsistência na Natureza teve início na infância, com o seu gosto pela caça. Depressa percebeu o quanto as capacidades de sobrevivência estavam relacionadas com a modalidade, e daí partiu o seu interesse. Para Josh, enfrentar a Natureza da Ilha de Vancouver vale mais do que um prémio em dinheiro; é o maior teste às capacidades que desenvolve há anos. Embora o seu maior medo seja deixar a família para trás (incluindo a esposa grávida, a filha e o filho), sempre foi pessoa de olhar o perigo nos olhos, e está ansioso por saber se a sua experiência como agente e como caçador será suficiente para sobreviver em condições tão inóspitas.
 
Dustin Feher
Dustin não se considera especialista em sobrevivência. Vê-se antes como especialista da Natureza, sendo a diferença o facto de raramente se colocar em perigo iminente. Aprendeu por si a viver e a sustentar-se na Natureza, graças a inúmeras semanas passadas no mato americano. Embora carpinteiro de profissão, as suas expedições a solo já o levaram do Montana ao Alasca, levando-o sempre a depender cada vez menos de equipamento moderno para se orientar e alimentar. Nos últimos anos, Dustin obrigou-se a ir além da sua zona de conforto. Sabe que terá de se esforçar mais do que nunca, sozinho na Ilha de Vancouver. Tenciona confiar na experiência prática que adquiriu nas suas viagens. Deixa para trás a mulher e dois cães. Embora ainda a tentar assimilar a enormidade dos desafios que enfrentará, está também desejoso de aprender mais sobre si pôr à prova a sua força mental.
 
Alan Kay
Alan nasceu e cresceu na Georgia, e passou grande parte da infância nas florestas da região, a fazer abrigos com o seu querido machado. A sua paixão pelos bosques foi crescendo com o passar dos anos e, na casa dos 20, Alan já adquirira as capacidades e a mentalidade necessárias para se adaptar e sobreviver em qualquer meio. Numa tentativa de melhorar os seus conhecimentos sobre plantas comestíveis e medicinais, procurou uma série de anciãos que o ajudaram nessa empreitada. Passou ainda algum tempo a desenvolver competências de combate, incluindo lutas com as mãos, com paus e com facas. Sendo guarda prisional, também tem conhecimentos de cuidados médicos. Alan sabe que encontrará na Ilha de Vancouver situações para além do seu controlo e da sua imaginação. Deixa para trás a mulher e os filhos por esta oportunidade, e está pronto para pôr as suas capacidades em prática e testar os seus limites físicos, psicológicos e emocionais.
 
Sam Larson
Sam trabalha para uma grande empresa de equipamento para atividades ao ar livre, em Lincoln, no Nebrasca, onde vive com a esposa, Sydney, grávida de sete meses do primeiro filho do casal. Sam passou grande parte da vida a estudar a vida na Natureza e capacidades de sobrevivência. O seu interesse começou na escola primária, quando viu uma exposição de pontas de flecha num museu de História Natural. Aos 14 anos, vendeu quase tudo o que tinha para pagar uma expedição de canoagem no norte do Ontário. Depois do liceu, Sam foi para o norte do Maine, para estudar competências de sobrevivência no mato, na Jack Mountain Bush Craft School. Embora tenha gostado de lá estar, ansiava conhecer novos meios, pelo que vendeu o jipe e comprou um bilhete de avião para o Arizona, onde viveu debaixo de um poncho militar e absorveu os ensinamentos de um dos seus mentores. No ano seguinte, Sam viajou para o Novo México, e atravessou sozinho a região de Gila, com equipamento mínimo e uma mão-cheia de muesli. Sam vê nesta aventura uma oportunidade para experimentar um novo meio e pôr à prova as suas capacidades. É uma demanda pessoal, e Sam nunca virou costas a uma boa aventura. Da Ilha de Vancouver, espera que seja o seu maior desafio até à data.
 
Brant McGee
Nascido na Carolina do Norte, Brant cresceu a caçar e a pescar na costa do Atlântico, em lagos do interior e nas margens dos rios. Durante a sua carreira militar na Guarda Costeira, aprendeu técnicas de sobrevivência terrestres e marítimas. Depois disso, trabalhou na Guarda Nacional, onde prosseguiu a sua carreira como tripulante de helicóptero e artilheiro. Tem recorrido aos conhecimentos que obteve na sua carreira militar, desenvolvendo um maior entendimento e um profundo respeito pelas várias técnicas de sobrevivência. Brant também já viajou até ao Círculo Ártico, para dar formação de sobrevivência de aviação, com base no que aprendeu ao ter de subsistir nalguns dos meios mais inóspitos do mundo. Para ele, esta experiência vai além do dinheiro; o prémio é o desafio em si e a batalha pessoal que sabe que terá de enfrentar. Deixa para trás a esposa e três filhas, e crê que, se as suas experiências lhe ensinaram algo, foi que a sobrevivência é algo extremamente dinâmico, e o êxito ou o fracasso podem depender dos fatores mais insignificantes.
 
Lucas Miller
Embora resida em Albuquerque, no Novo México, Lucas cresceu numa quinta no nordeste do Iowa e sempre se sentiu em casa na Natureza. Quando lhe surgiu a oportunidade de ver o mundo, aos 19 anos, agarrou-a, e a viagem levou-o a estudar uma série de matérias, desde a medicina tradicional aos modos de vida indígenas, passando por ritos de passagem, lavoura e pela vida na Natureza. Depois de lhe diagnosticarem a doença de Lyme, aliou à sua prática de yôga e às terapias curativas um estilo de vida vegetariano. Depois de curado, Lucas depressa embarcou numa viagem às Montanhas Rochosas, sem comida, para participar num jejum visionário. Deixa para trás os pais, quatro irmãos, oito sobrinhos e a namorada. Ao preparar-se para esta experiência na Ilha de Vancouver, sozinho, Lucas crê que o seu trabalho no âmbito das terapias naturais lhe dará grande vantagem sobre os outros participantes. Sabe que esta experiência única será uma prova espiritual, mental e física para ele.
 
Mitch Mitchell
A paixão de Mitch pela Natureza começou como é habitual: a brincar nos bosques perto da sua área de residência, no Massachusetts. Também gostava de ir à pesca com o pai e com o avô, de quem herdou alguns dos ensinamentos tradicionais, já que a família tem raízes nos índios canadianos. Essas experiências plantaram a semente para o futuro de Mitch na Natureza. Mais tarde, juntou-se aos Escuteiros, onde aprendeu as bases da sobrevivência na Natureza, incluindo fazer lume, fazer nós, talhar madeira, guiar caminhadas, primeiros socorros, canoagem, tiro e orientação, entre outras coisas. Contudo, foi quando foi acampar durante uma semana e foi apanhado por um furacão que se apercebeu verdadeiramente da sua paixão pela vida na Natureza, pelas técnicas de sobrevivência e pela sua inclusão no seu quotidiano. Mitch está ansioso por enfrentar o que quer que o espere na Ilha de Vancouver. Embora deixe para trás mulher e filha, está desejoso de pôr à prova os seus limites, capacidades e paixão pela Natureza.
 
Joe Robinet
O interesse de Joe pela Natureza começou desde tenra idade. Passou a maior parte da infância ao ar livre, a construir abrigos e a observar os animais. Sempre determinado a melhorar o seu entendimento da Natureza e as suas capacidades, começou a inscrever-se em cursos de técnicas de sobrevivência, onde aprendeu desde o básico da recolha de alimentos selvagens às técnicas mais avançadas de fazer lume. A sua maior aventura foi passar vários dias sozinho num iglu, debaixo de temperaturas negativas, no norte do Ontário. Deixa para trás a esposa, a filha e um cão. O objetivo de Joe é, claro, manter-se na ilha o máximo de tempo possível, mas também sabe que é uma oportunidade para pôr à prova os seus limites, as suas capacidades e o seu espírito, e para ver até onde consegue ir.
 
Wayne Russell
A paixão de Wayne pela Natureza remonta à sua infância, quando ele e os dois irmãos passavam horas nos bosques a construir abrigos e aprendiam sobre plantas comestíveis com a mãe. A construção de abrigos depressa deu lugar à caça, à pesca e à arte de preparar caça grossa. Aos 16 anos, Wayne já se aventurava nos bosques sozinho, pondo à prova as suas capacidades de sobrevivência. Passado pouco tempo, já preparava carnes selvagens e passava as noites em abrigos construídos com o mínimo de utensílios, e acabaria por começar a fazer expedições a solo. Deixa para trás mulher, três filhos e um enteado, e está desejoso de enfrentar os desafios da sobrevivência na Ilha de Vancouver. Vê na experiência não só uma ocasião de partilhar o que sabe com o público, mas também uma oportunidade única de testar as capacidades que aperfeiçoa desde criança. Está confiante de que os seus conhecimentos e competências o conduzirão até ao fim.
 
Chris Weatherman
Como autor de ficção pós-apocalíptica, Chris estuda as técnicas de sobrevivência desde sempre, sejam elas urbanas, suburbanas ou selvagens. Há décadas que aperfeiçoa as suas capacidades, e já passou bastante tempo a viajar pelos bosques e águas do sudeste americano. Sente-se em casa nos pântanos do sul e nas montanhas dos Apalaches, e também passou um ano na Carolina do Norte, a melhorar as suas técnicas de recolha de alimentos, e os métodos primitivos de caça e pesca. Depois de mais de 20 anos a praticar a arte da sobrevivência da Natureza, Chris considera-se um misto de homem preparado e sobrevivente tradicional. Adorando acampar e caçando com arco e flecha, Chris tem ainda um vasto conhecimento de plantas comestíveis e remédios naturais que ajudariam qualquer um a sobreviver na Natureza. Deixa para trás mulher e três filhas, e considera este um desafio monumental. Ficar sozinho no norte da Ilha de Vancouver com equipamento limitado intimida qualquer um, mas Chris sabe ter o que é preciso para sobreviver.
 
 
HISTÓRIA
Faz-se cada dia. Ontem, hoje e amanhã, o HISTÓRIA é diferente, porque todos os dias existem temas para contar e ouvir. História de pessoas e objetos cheias de entusiasmo e irreverencia é assim o HISTÓRIA, um canal onde se desvendam segredos milenares e presentes. Um canal repleto de pormenores e de ousadia.
O HISTÓRIA chega a mais de 300 milhões de espectadores, distribuídos por 150 países. A marca de qualidade do HISTÓRIA torna-o uma referência incontornável com séries exclusivas como “A Humanidade”, “O preço da História”, “Alienígenas”, “O Universo”, entre outros.
Produzido por The History Channel Iberia , especificamente para o mercado português, o HISTÓRIA resulta de uma joint-venture entre a AMC International-Iberia e a A+E Networks formada em 1998. 


Para descarregar as imagens com resolução, aceda ao seguinte link:
http://informedia.com.pt/
user: historia2
pass: atrevia
 

Tags:

Sobre nós

Canal televisivo dedicado em exclusivo à História.

Subscrever

Media

Media