TÓQUIO É O MERCADO DE RETALHO MAIS APETECÍVEL DO MUNDO

Lisboa, 1 de Julho de 2015 - Tóquio é atualmente a cidade mais atrativa no que respeita à expansão de retalhistas. A capital nipónica atraiu 63 novas marcas do setor, de acordo com o mais recente relatório da consultora imobiliária CBRE, “How Global is the Business of Retail?”. O espaço disponível nas principais zonas de Tóquio continua a ser alvo de grande procura, independentemente de haver sinais propensos a diferentes interpretações no cenário económico e um aumento de impostos de 8% desde abril de 2014. Singapura assume a segunda posição com 58 novas marcas e em Abu Dabi verificou-se a chegada de 55 novas marcas de retalho, colocando esta cidade árabe no terceiro lugar do ranking de mercados com maior número de entradas de novas marcas.
 

TOP 10 Cidades com Maior Presença de Retalhistas Globais em 2014
   
CIDADE % do Total de Retalhistas Globais
Londres 57.9%
Dubai 55.7%
Xangai 53.4%
Nova Iorque 46.3%
Singapura 46.0%
Moscovo 46.0%
Hong Kong 44.7%
Paris 44.0%
Tóquio 43.4%
Pequim 41.7%
Fonte: CBRE  
 
Londres manteve a sua posição como o principal destino internacional para compras com 57,9% dos retalhistas globais presentes na capital inglesa. Em 2014, 12 novas marcas abriram lojas nesta cidade, entre as quais se inclui a American Eagle e a Lululemon Athletics. A capital do Reino Unido continua a ser um íman para os retalhistas internacionais que querem dar a conhecer e estabelecer a sua marca. Londres foi seguida de perto pelo Dubai, com 55,7% de presenças de retalhistas internacionais e Xangai, com 53,4%.
 
 
TOP 10 Cidades com Maior Presença de Retalhistas Globais em 2014
   
CIDADE % do Total de Retalhistas Globais
Londres 57.9%
Dubai 55.7%
Xangai 53.4%
Nova Iorque 46.3%
Singapura 46.0%
Moscovo 46.0%
Hong Kong 44.7%
Paris 44.0%
Tóquio 43.4%
Pequim 41.7%
Fonte: CBRE  
 
Andrew Phipps, Diretor a EMEA Retail Research, comentou: “O desejo contínuo de expansão para novas cidades mantém-se e continuamos a ver um elevado índice de expansão para a Ásia, em particular para Tóquio, Singapura e Taipé. Além disso, não verificamos qualquer abrandamento no ritmo de expansão para o Médio Oriente. No entanto, os mercados mais estabelecidos, como o londrino, continuam a atrair as marcas internacionais, já que contam com um número extraordinário de visitantes internacionais e clientes de todos os locais, tornando esta cidade inglesa num verdadeiro destino global para compras. Continua a ser uma localização chave para marcas internacionais, fundamentalmente devido à sua dimensão, transparência e posição no palco global do retalho”.
 
A globalização dos retalhistas continuou em 2014, ano em que as marcas de retalho se focaram num vasto conjunto de locais espalhados por todo o mundo. Em metade das 164 cidades sobre as quais incidiu o estudo, pelo menos cinco novos retalhistas abriram lojas. A Ásia marca uma presença forte na lista de cidades com maior número de entradas de novas marcas, com seis de um total de 15 cidades. Paris e Moscovo foram as únicas cidades europeias presentes nos 10 principais mercados, atraindo 41 e 42 novas marcas, respetivamente. Os retalhistas norte-americanos dominaram a expansão internacional e representaram 26% da aposta em novos mercados globais. Os retalhistas italianos foram os segundos mais ativos, representando 14%, seguidos dos retalhistas do Reino Unido, com 11%.
Peter Gold, Diretor de EMEA Cross Border Retail da CBRE, acrescentou: “os elementos centrais no processo de globalização, como a tecnologia e as alterações demográficas, continuam a ter um impacte extraordinário no negócio do retalho. Numa altura em que os retalhistas pretendem aumentar a quota de mercado e melhorar o perfil das suas marcas, eles continuam a expandir-se na procura de oportunidades fora do seu território. Vemos marcas a apostarem em diferentes localizações em todo o mundo, como em Taipé, Doha e Manila – cidades que estão presentes nos principais 15 mercados de maior aposta - assim como em cidades já reconhecidas como Paris e Dubai, onde os retalhistas estão a abrir mais lojas à medida que confirmam o seu sucesso”.
Os retalhistas ligados a marcas de Moda de Gama Média continuam a ser os mais ativos, representando 21% da expansão global, seguidos dos operadores de marcas de Moda de Luxo e Negócios, com 20%. A expansão para a região da EMEA foi também dominada pelas marcas de Moda de Gama Média, que foram responsáveis por 26% da atividade, seguidas pelos retalhistas vestuário Outro Vestuário e Acessórios, com 18%.

“Em Portugal, a recuperação da economia, o crescimento significativo do número de turistas e a disponibilização de novas lojas no centro de Lisboa e Porto, fruto da reabilitação de novos edifícios e da dinamização do mercado de arrendamento, têm contribuído para uma maior atratividade do nosso país e a procura de lojas por parte de novas marcas. Em 2014 estabeleceram-se em Portugal um número significativo de 19 novas marcas, mais quatro do que no ano anterior. Contudo, em 2014 verificou-se um maior peso de marcas de Gama Média (40%), quando em 2013 foram as lojas do segmento de Luxo e Negócios a ter maior representatividade. Os novos retalhistas são predominantemente de origem Europeia (75%), nomeadamente Itália, Espanha, França e Inglaterra. Destaque para as aberturas das marcas premium COS (Grupo H&M) e Hackett, ambas com loja na Avenida da Liberdade, e a Pinko nos Clérigos, no Porto, assim como, a Molly Bracken e a H.E. by Mango em centros comerciais.”, refere Cristina Arouca, Director do Departamento de Research e Consultoria da CBRE.
 
Sobre o Grupo CBRE
O Grupo CBRE, Inc., é uma empresa classificada na Fortune 500 e S&P 500, com sede em Los Angeles, líder mundial na prestação de serviços para o setor imobiliário (dados relativos a 2013). Com aproximadamente 44 mil colaboradores a nível mundial (excluindo empresas afiliadas), a CBRE desenvolve a sua atividade para promotores, investidores e ocupantes através de aproximadamente 350 escritórios em todo o mundo (excluindo empresas afiliadas). Entre os seus serviços contam-se a consultoria e mediação em operações de venda e arrendamento de imóveis, administração de imóveis, gestão de projetos, serviços de avaliação, promoção, investimento imobiliário, research e consultoria. Em Portugal a empresa está presente desde 1988, prestando uma vasta gama de serviços em todo o território nacional. Para mais informações visite www.cbre.pt
 

Tags:

Sobre nós

Prestação de serviços na área do mercado imobiliário a empresas nacionais e internacionais.

Subscrever