Em que países da Europa se fala mais sobre a crise dos refugiados?

A Cision analisou mais de 49 milhões de artigos noticiosos, produzidos pelos meios de comunicação online de 45 diferentes países do continente europeu, e concluiu que aproximadamente 1,1 milhões de conteúdos observados foram referentes ao atual drama dos refugiados. Este número representa aproximadamente 2,3% do total de informação pesquisada.

Apesar do acompanhamento da crise humanitária que está neste preciso momento a alarmar o mundo, e a atingir de forma particular o continente europeu, ser transversal aos media online da maioria dos países, já do ponto de vista editorial nem todos os meios de informação dedicam o mesmo espaço a esta tragédia. A infografia da Cision - “ A crise dos refugiados nos media europeus ” - ajuda a compreender de que forma os media online dos diferentes países estudados atribuem maior ou menos relevância a esta temática, indicando percentualmente o espaço que o assunto “refugiados” ocupa na totalidade das notícias publicadas em cada país.

Os meios de informação online de países como a Dinamarca, a Alemanha, a Áustria e a Hungria são os que maior destaque têm dado a esta matéria, tendo o tema “refugiados” um peso editorial muito relevante no total de informação noticiosa produzida. 6,2% do total de notícias produzidas online no caso da Dinamarca, 4,6% na Alemanha, 4,5% na Áustria e 3,7% na Hungria, sendo que este último país tem estado verdadeiramente no epicentro dos acontecimentos nas ultimas semanas, como tem sido amplamente divulgado. Estes quatro países registaram, em conjunto, um total de 530.430 notícias sobre o drama dos refugiados, em apenas 3 meses.

Relativamente à Croácia, país que também tem estado na linha da frente dos últimos desenvolvimentos, e que regista, a cada dia que passa, um afluxo cada vez mais elevado de refugiados, viu os seus media online dedicar neste período 2,8% do total de informação noticiosa ao tema. Já a vizinha Sérvia, ficou-se pelos 2,6%.

Portugal surge em 22º lugar nesta lista, com 16.975 notícias publicadas nos media online sobre o tema dos refugiados, o que representa 2% do total de conteúdos noticiosos produzidos na internet no período analisado.

A vizinha Espanha viu os seus meios online concederem mais espaço a este tema, surgindo em 17º lugar da lista de países observados, tendo produzido 125.660 artigos sobre este flagelo, o que representa 2,4% do total de artigos analisados.

Dos mais de 4,3 milhões de artigos analisados nos media online da Turquia, 56.003 diziam respeito à crise de refugiados. Ou seja, 1,3% do total de conteúdos noticiosos online captados.  

Entre os países do continente europeu que menor percentagem de artigos noticiosos dedicaram, no espaço online, ao drama dos refugiados encontram-se a Bielorrússia, a Ucrânia e a Rússia, com valores de 0,3% para o primeiro, e 0,2% para os dois últimos.

Para saber mais resultados deste estudo, consulte a infografia -   wise.cision.com/refugiados/

O período temporal sobre o qual incidiu o estudo foi o período decorrido entre os dias 1 de julho e 23 de setembro de 2015, e foram encontradas 1.122.184 artigos online relativos ao tema, com a palavra “refugiados” a ser traduzida nas diferentes línguas dos países intervenientes nesta pesquisa. O universo pesquisado foi de 49.095.174 artigos.

A informação foi recolhida pelo sistema de monitorização global da Cision, que analisa diariamente mais de 85.000 sites de informação online em todo o mundo.

 

Tags:

Sobre nós

A Cision e lider global no fornecimento de servicos para planeamento, contacto, monitorizacao e analise dos media.

Subscrever

Media

Media