Os papéis que inundaram os media mundiais

A investigação “Panama Papers”, levada a cabo pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), tem sido amplamente divulgada nos meios de comunicação, um pouco por todo o mundo.

A infografia que a Cision agora divulga é o resultado de uma pesquisa que observou dez dias de notícias sobre o caso.

O estudo da Cision recolheu mais de 190.821 artigos sobre este assunto, veiculados nos media online de 169 países. EUA, Alemanha, Espanha e Reino Unido são os 4 países que mais informação produziram online relativa aos “Panama Papers”.

Portugal surge na 14ª posição entre os países que mais destacaram os “Panama Papers” nos seus sites de informação. Já o Panamá, país que deu origem e nome a todo o processo, surge como o 46º que mais noticiou esta matéria nos seus sites informativos.

Relativamente aos meios de comunicação social portugueses, a Cision registou, nestes dez 10 dias de análise, 5335 notícias relativas aos “Panama Papers” e mais de 70 horas de tempo de antena em rádio e televisão dedicadas ao tema.

O objeto de análise deste estudo são todas as notícias sobre este tema veiculadas em 107.692 sites de informação online de todo o mundo, num total de aproximadamente 20 milhões de artigos pesquisados. O estudo incidiu ainda sobre o espaço editorial português - em mais de 2000 meios de comunicação social (televisão, rádio, online e imprensa). 

O período temporal sobre o qual incidiu a pesquisa foi o período decorrido entre os dias 1 e 10 de abril de 2016. 

Tags:

Sobre nós

A Cision e lider global no fornecimento de servicos para planeamento, contacto, monitorizacao e analise dos media.

Subscrever

Media

Media