14.º Encontro Anual da Rede Valorpneu

Unhais da Serra, no distrito de Castelo Branco, foi o local escolhido para acolher o 14.º Encontro Anual da Rede Valorpneu, que decorreu nos dias 9 e 10 de novembro.

Como vem sendo habitual nestes Encontros, o primeiro dia foi de animação e descontração, onde os parceiros da entidade gestora puderam desfrutar de uma volta de codrive com o piloto João Lopes, atual campeão nacional de todo-o-terreno em Polaris RZR 1000, ou de uma visita ao Centro de Moagem do Fundão. De regresso ao hotel, os convidados usufruíram ainda do Centro Termo-lúdico Aquadome do H2otel, seguindo-se um jantar com animação na Quinta da Hera.

A sessão de trabalho, na manhã do dia seguinte, foi o ponto alto do Encontro. Para além do bom desempenho da Valorpneu durante o ano 2016, que continua a ser um case study ao nível da eficiência de recursos no domínio dos pneus usados e um exemplo a seguir por outras congéneres europeias, estiveram em cima da mesa alguns constrangimentos que urgem ser resolvidos e que estão neste momento “nas mãos da Secretaria de Estado do Ambiente”.

A falta de enquadramento legal estável e ajustado, condicionando a atividade da Valorpneu e criando alguma instabilidade nos operadores, a alteração da meta de recauchutagem desajustada com a realidade, a abstenção na implementação de políticas que incentivem a utilização de pneus recauchutados e de materiais reciclados de PU e o investimento em novas aplicações do granulado e pó de borracha foram os pontos prioritários discutidos nesta sessão e que fizeram parte do discurso de abertura de Hélder Pedro, gerente da Valorpneu e secretário geral da ACAP.

Climénia Silva, diretora geral da Valorpneu, para além dos pontos acima, falou ainda do trabalho desenvolvido ao longo deste ano pela entidade gestora e por todos aqueles que operam no Sistema Integrado de Pneus Usados, que contribuem, a nível económico, com a sua atividade direta e com as atividades indiretas e que induzem, com cerca de 78 milhões de euros para o Produto Interno Bruto (PIB) e evitam 45 milhões de importações liquidas e, a nível social, com 2 000 postos de trabalho, dos quais 970 diretos. Para além do aumento de produtores aderentes, que este ano cresceu 4% relativamente ao anterior, fixando-se nos 2050 produtores aderentes, a grande preocupação da Valorpneu é a fidelização destas entidades, “para isso existe uma interação contínua com todos os aderentes e um trabalho permanente na simplificação de todos os processos”, explica Climénia Silva.

Com o intuito de diversificar as aplicações de produtos inovadores derivados de pneus usados, a Valorpneu decidiu repensar o tradicional Prémio Inovação – Prémio Inov.Ação, com uma nova dinâmica e chegando mais perto das Empresas. Até ao final do ano será divulgado o Prémio Inov.Ação 2016 já com esta nova abordagem.

A sessão de trabalho foi enriquecida pela apresentação de Ana Cristina Carrola, diretora do departamento de Resíduos da APA, que falou sobre a importância da Economia circular no mundo globalizado.
Na sessão foi igualmente entregue o Prémio Desempenho de Ponto de Recolha 2016 à empresa Palmiresíduos, localizada em Alijó.

Nunca esquecendo a vertente de responsabilidade social e ambiental, todas as emissões geradas pela realização do 14.º Encontro da Rede Valorpneu serão compensadas através da associação da Valorpneu à Querqus na continuidade do projeto LIFE-Taxus.

O Encontro Anual da Rede, este ano organizado pelo Clube Escape Livre, foi uma vez mais, um espaço de partilha de experiências e de debate sobre as mais recentes evoluções do Sistema Integrado de Gestão de Pneus Usados.

O evento reuniu todos os parceiros da Valorpneu, nomeadamente, operadores de ponto de recolha, transportadores, valorizadores e outras entidades que se relacionam com o sistema.

Tags:

Sobre nós

Empresa dedicada à promoção e divulgação de eventos na área do desporto motorizado da região da Guarda.

Subscrever

Media

Media