Escape Livre e ACP com aventura extraordinária em Marrocos

Chegou ao fim, com o melhor balanço de todos, a maior aventura de sempre organizada pelo Clube Escape livre com o Automóvel Club de Portugal. Levando 15 equipas de sócios e 5 outras viaturas de apoio e comunicação social, a dupla de parceiros conseguiu vencer e convencer não apenas os participantes, como Portugal inteiro a render-se à aventura do todo terreno.

O reino de Marrocos foi, desde o dia 23 e durante a última semana, o palco privilegiado de descoberta. O contacto com o deserto, as elevadas temperaturas, as gentes locais e suas culturas, a gastronomia, os aromas das cidades fizeram desta a maior viagem e certamente mais marcante de sempre para os elementos da caravana, onde os Volkswagen Amarok e Touareg foram viatura oficial e estiveram à altura, e onde a FirstStop e a Bridgestone tiveram um papel crucial.

A entrada em Marrocos deu-se no dia 23, sem imprevistos e cumprindo rigorosamente os horários, mas foi no domingo, dia 24, que a caravana saiu mais descontraída para o terreno. Após 400 quilómetros de autoestrada entre Tanger e Fez, e com um pequeno imprevisto num motor, rapidamente reparado pela equipa técnica do ACP, superiormente orientada por Domingos Teixeira, a visita guiada à Medina de Fez foi um dos pontos altos deste dia. A segunda maior cidade do Marrocos, com mais de 200 mesquitas, o cheiro dos curtumes das peles, a observação dos teares onde são produzidas inúmeras peças com a lã de ovelha, cabra e dromedário e ainda as farmácias naturais, o comércio local e todas cores e tons quentes absorveram a atenção dos participantes, num dia místico.

Ao longo da semana, e em cada dia, cumpriram-se novos caminhos e trilhos desafiantes que conduziram a locais de passagem ou de paragem de grande interesse. Como exemplo, a passagem na Cité d’Orion e a visita às estruturas subterrâneas de água, com dezenas de quilómetros. Ainda ao nível cultural, destaque para a visita aos estúdios do Ouarzazate, que já serviram de cenário a grandes filmes como  “Cleópatra” e “A joia do Nilo”. Ait Benhaddou, Património da Humanidade, antecedeu a chegada a Marrakech, onde a caravana terminou o dia, descansou e visitou alguns dos seus monumentos mais importantes, culminando na enorme e movimentada praça Jamaa el Fna.

No que diz respeito ao percurso, as grandes pistas alternavam com trilhos mais exigentes, com particular realce para dois grandes momentos: as dunas de Erg Chebbi, que vários participantes julgavam não conseguir superar com as suas viaturas, e a subida aos 2350 metros do Jbel Saharo, resultando em experiências repletas de adrenalina.

Para que esta grande aventura corresse bem sob todos os aspetos, foram cumpridos inúmeros critérios, da segurança à logística, acabando por não se registar problemas de maior, e nem mesmo um único furo. O convívio e boa disposição extraordinários ao longo de mais de quatro mil quilómetros, e o programa cumprido ao pormenor, que culminou no jantar de encerramento em restaurante típico, em Marrakech, com a atuação das dançarinas do ventre, fazem com que a organização deixe em aberto a repetição deste evento que foi um êxito.

Também ao nível da comunicação social, o Off Road Bridgestone Marrocos mereceu destaque no canal de televisão SIC e SIC Notícias, mostrando não apenas o reino de Marrocos, como de toda a organização no terreno.

Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre, faz um balanço muito positivo deste evento: “para avançar para uma expedição com qualidade em Marrocos foi preciso o impulso certo. Com a enorme experiência do Automóvel Club de Portugal, alcançámos a parceria que garantia um resultado de excelência e foi isso que todos os sócios e participantes do Off Road Bridgestone Marrocos confirmaram”.

O Off Road Bridgestone Marrocos teve a Volkswagen como viatura oficial e o apoio da Bridgestone, Firststop, Spal, Valorpneu e TW Steel.

Tags:

Sobre nós

Empresa dedicada à promoção e divulgação de eventos na área do desporto motorizado da região da Guarda.

Subscrever

Media

Media