Bruno Nunes vence com muito “Power”

Trás-os-montes começa a conquistar espaço no Campeonato Nacional de Trial 4x4 com muitas equipas aparticipar nas etapas e com clubes a organizar provas de sucesso. Em Chaves, o Clube Motard recebeu a 3.ªjornada da época com nota muito positiva! Com 3500 pessoas na assistência e 31 equipas em pista, o ClubeMotard de Chaves sai satisfeito desta aventura. Desde a receção às equipas até aos obstáculos da pista, tudo foipensado para um dia de trial ao mais alto nível.

À terceira foi de vez

Depois do bronze em Valongo e da prata em Mação, Bruno Nunes (NPower 78) aproveitou o facto de correrbem perto de casa para dar espetáculo dentro de pista e agarrar o ouro. Foi obrigado a gerir muito bem a viaturadurante as 3 horas de resistência e foi, de todos os participantes, quem conseguiu dar mais voltas à pista no menortempo – 21 voltas em 2h52:57. Com o melhor resultado de Chaves é quem mais pontua para a Classe Absolutoque, no final da época, vai determinar o "campeão dos campeões". Com esta vitória lidera agora a classificaçãogeral da Absoluto, com os mesmos pontos de António Henriques (Mister Reboques).

António Silva em ascensão

António Silva (Canelas Pneus) venceu em 2014 e 2015 a classe Promoção. Este ano na classe Extreme edepois do segundo lugar em Mação, em Chaves subiu ao lugar mais alto do pódio. A maio da prova passou para afrente da corrida e a partir daí foi ganhando vantagem à concorrência.

Pedro Alves (MonsTTerCistus) esteve numa luta consigo próprio e fez aquela que considerou "a prova maisdifícil que fez até aos dias de hoje" . Devido a outros compromissos profissionais esteve ausente do país no diaanterior, não chegou sequer a tempo de fazer o prólogo e por isso partiu na última posição. Apesar de arrancar emúltimo, começou bem a resistência e chegou a andar na frente, mas problemas com o guincho e com o bloqueio dafrente fizeram-no cair para segundo. No final mostrava-se muito satisfeito pelo segundo lugar: "Este fim de semanacomeçou a muitos quilómetros de distância e estou muito feliz por ter acabado assim".

Nélson Leitão (IMOC Team) consegue o segundo pódio consecutivo. Durante a resistência teve problemascom o guincho e a embraiagem começou a ceder logo no início, obrigando a um andamento controlado. Na últimavolta rodava em quarto quando António Calçada foi obrigado a parar. Nélson Leitão aproveitou a oportunidade eatacou forte, ultrapassando o concorrente de Bragança. Terminou com as mesmas voltas do segundo classificado,mas gastou mais 43 segundos. No final o piloto estava feliz pelo terceiro lugar: " às vezes o azar dos outros é anossa sorte e para azar da NordHigiene nós conseguimos o último lugar do pódio. Na última volta ele partiu e nósconseguimos o nosso objetivo".

Na classificação geral António Silva lidera com 1 ponto de vantagem sobre Pedro Alves.
 

Mister Reboques vence pela segunda vez

Na categoria Proto António Henriques (Mister Reboques) voltou a subir ao lugar mais alto do pódio. Depoisdos problemas em Mação, o piloto de Mangualde voltou a conquistar o ouro. Sem problemas de maior durante todaa prova, ganhou com uma confortável margem de 4 voltas para o segundo classificado.

Rui Rocha (Team rj4x4) terminou na segunda posição, mas a prata tem um sabor amargo. É que os irmãosRocha andaram quase sempre na frente e até lideraram a geral... mas problemas com um tubo de direção a 40minutos do fim obrigaram a equipa a terminar mais cedo.

Flávio Gomes, bicampeão nacional, chegou pela primeira vez ao pódio, mas não foi uma conquista nadafácil. Logo na primeira volta capotou e depois passou 2 horas a lutar pela vitoria. Terminou a prova a 30 minutos dabandeirada xadrez devido a um curto-circuito nas ventoinhas

Na classificação geral, depois de 3 provas António Henriques é o líder da classe Proto, com mais 6 pontosdo que Rui Rocha.

Bruno Nunes foi o vencedor do dia

Como já referimos, Bruno Nunes (NPower 78) fez o melhor resultado do dia. Por isso, além do primeirolugar na Absoluto, conseguiu também o melhor resultado da sua classe – Super Proto.

Luís Jorge (peçaslandrover.com) até partiu em primeiro por ter feito o melhor tempo no prólogo, masdurante a primeira hora andou nos últimos lugares. Na segunda volta perdeu uma roda, depois teve problemas como veio de transmissão e depois teve de lutar muito para recuperar o tempo perdido nas boxes. Quase no final aindaficou sem a 2.ª mudança, mas conseguiu terminar na mesma volta do grande vencedor. É um segundo lugar comsabor a vitória para Luís Jorge.

O pódio da classe Super Proto fica completo com Cláudio Amarilio, para quem 2016 é ano de estreia noCampeonato Nacional. Em Chaves completou 17 voltas à pista em 2horas 58minutos e 48segundos

Na classificação geral Bruno Nunes reforça a liderança. Tem agora mais 3 pontos do que Luís Jorge.

A luta mais renhida do dia foi na Promoção

A classe de Promoção teve a maior lista de inscritos da temporada com 8 carros em pista. Depois de duashoras de resistência, Rui Policarpo (Team XS5) voltou às vitórias. A luta foi muito renhida, com João Fernandes (JoviTeam) a liderar durante grande parte da prova, mas Rui Policarpo arriscou tudo na última volta, ultrapassou JoãoFernandes e levou o ouro para casa, com 27 segundos de vantagem.

Foram duas horas muito duras para Manuel Morgado (Jot4x/Trial cars), com muita pedra, muito pó e muitocalor. O piloto terminou com 17 voltas, mais 3 do que o quarto classificado.

Na geral Rui Policarpo lidera com 6 pontos de vantagem sobre João Fernandes.

Domingos Diniz vence pela primeira vez

Na Classe UTV/Buggy João Lopes e Domingos Diniz voltaram a ser os únicos participantes. No final, aocontrário de Valongo e Mação, não foi João Lopes o vencedor. Domingos Diniz, acompanhado pela filha, deu 16voltas à pista e venceu a classe com 11 voltas de vantagem. João Lopes e Luís Vieira que sofreram com problemasmecânicos. Com duas vitórias em 3 provas, João Lopes continua a liderar a geral com 6 pontos de vantagem.

O Campeonato Nacional de Trial 4x4 continua por terras de Trás-os-montes. Bragança recebe pela primeiravez uma prova da competição, com a Associação TT sem Limites ao volante da organização. Será a 7 de agosto,tempo de férias... e por isso de muitos emigrantes na região. É por isso esperada uma grande moldura humanapara a 4.ª prova do Campeonato Nacional de Trial 4x4.

Tags:

Sobre nós

Campeonato nacional de Trial 4x4.

Subscrever

Media

Media