Nova época arranca com o pé direito

As melhores expectativas foram largamente ultrapassadas. O potencial de retorno doCampeonato Nacional de Trial 4x4 continua a crescer e ultrapassou, em 2014, aimpressionante marca dos dois milhões de euros, de acordo com um relatório da Cision,empresa especializada na análise da comunicação. "O campeonato nacional de trial 4x4tem vindo a capitalizar um protagonismo mediático muito interessante e isso vê-serefletido na tendência de crescimento contínuo ao longo dos últimos anos. Em 2014foi atingido o melhor resultado de sempre ao nível da ocupação mediática", referiu aCision no seu relatório.

Relembramos que no seu primeiro ano, em 2011, o campeonato foiavaliado em quase 350 mil euros. Ainda assim, os responsáveis pela competição só pensamem fazê-la crescer ainda mais “desde 2011 até agora subimos alguns patamares, masatendendo ao número de praticantes e ao número de aficionados que existem emPortugal eu acho que temos uma margem de crescimento muito grande. Nesta novaépoca espero fundamentalmente duas coias: que as provas tenham um grau deeficiência que fosse correspondente ao aumento de qualidade e qe a segurança dopúblico e das equipas seja sempre o mais importante”, referiu Jorge Lima, Presidente daFederação Portuguesa de Todo-o-Terreno Turístico, Trial e Navegação 4x4.

Na época de 2014 o campeonato consegui mais espaço na imprensa escrita, nosmeios online e mais 45% de tempo de antena na televisão. Para este sucesso muito temcontribuído o Magazine de Trial 4x4, na RTP2, o Grelha de Partida, na SportTv, os artigos daRevista OffRoad, do site aBola.pt, da AutoSport e de muitos outros meios de comunicaçãosocial, nacionais e locais, que contribuíram para a divulgação da modalidade e destacompetição. A 3.ª etapa realizada em Valongo, foi a prova que conseguiu capitalizar o maiorvalor monetário, seguida de Torres Vedras e Rebordosa. A prova de Valongo capitalizou 17%do total de potencial de retorno.

Estes dados e outras novidades da nova época que se aproxima foram apresentadasà comunicação social e ao público em geral sábado, 10 de janeiro, no Fórum Cultural deErmesinde. Há algumas alterações ao nível do regulamento: em 2015 serão 4 as classes emcompetição: Absoluto, XL, Super Proto e Promoção. “Na classe absoluto surge a primeiragrande alteração: a medida máxima dos pneus é de 37 polegadas. Na XL, as portasdas viaturas poderão ser alteradas ou eliminadas desde que protejam a bacia dopiloto e navegador. Ao nível das pontuações há também uma alteração. Para serempontuadas, as equipas têm de completar pelo menos uma volta na resistência. Em2015 os prémios monetários também vão ser melhores: 9 mil euros no total. 3500euros para o pódio da Classe Absoluto, 3500 euros para a XL, 1000 euros para a SuperProto e 1000 para a Promoção”, adiantou Antero Bessa, Diretor do CNTrial 4x4.

Mudanças também ao nível do calendário. As apostas do ano passado, Mação eTorres Vedras mantém-se em 2015. Valongo e Paredes já são paragens obrigatórias ePenafiel e Chaves são estreias nesta época de 2015.


Calendário desportivo para 2015 :
25 janeiro: Formação comissários e diretores de prova, Paredes
08 fevereiro: Formação comissários e diretores de prova, Paredes
01 março: CNTrial 4x4 Valongo, Clube Trilhos do Norte
12 abril: CNTrial 4x4 Torres Vedras, Clube Ecomotor
10 maio: CNTrial 4x4 Chaves, Clube Motard de Chaves
21 junho: CNTrial 4x4 Penafiel, Clube Pena Trilhos
27 setembro: CNTrial 4x4 Mação, Mac TT – Clube TT de Mação
18 outubro: CNTrial 4x4 Paredes – Clube TT Paredes Rota dos Móveis
15 novembro: Gala de entrega de prémios, Lisboa

Tags:

Sobre nós

Campeonato nacional de Trial 4x4.

Subscrever

Media

Media