8,1 Milhões de metros quadrados de novos centros comerciais esperados na Europa até ao final de 2017

Lisboa, 23 de novembro 2016 – Segundo a última edição do European Shopping Centre Development, publicado semestralmente pela Cushman & Wakefield, até ao final de 2017 serão adicionados 8,1 milhões de metros quadrados de centros comerciais na Europa, com os promotores a procurarem diferenciar a sua oferta com uma aposta mais abrangente na componente de lazer.

Se todos os projetos forem concluídos como previsto, no final de 2017 o total de espaço de centros comerciais na Europa será de 164,4 milhões de metros quadrados.

Para Marta Esteves Costa, associate, diretora de research & consultoria da Cushman & Wakefield, “Esta é uma altura especialmente interessante no mercado dos centros comerciais. Estamos num momento de mudança de paradigma, em que os desafios que a indústria dos centros comerciais enfrenta - liderados pelo crescimento exponencial do e-commerce - obrigam à criação de novos conceitos de centros que tenham a capacidade de atrair o consumidor, indo muito mais além de uma simples oferta diversificada. Os proprietários de centros comerciais fazem um esforço cada vez maior para perceber as motivações e comportamentos dos seus clientes, de forma a assegurar a sua relevância. Esta tendência tem-se refletido na promoção de novos espaços comerciais na Europa que cada vez mais apostam em elementos inovadores para atrair consumidores que procuram proporcionar essencialmente experiências e não apenas consumo”.

Na Europa Ocidental são esperadas aberturas de 1,4 milhões de metros quadrados no segundo semestre de 2016. Este aumento do número de aberturas na segunda metade do ano irá quase triplicar o valor do primeiro semestre, perfazendo o valor de novos espaços no ano de 2016 1,9 milhões de metros quadrados. Isto representa um aumento de 25% em relação a 2015, estando mais 1,7 milhões previstos até ao final de 2017.

França domina o pipeline de novos centros comerciais com aberturas previstas de 800.000 m 2 até ao final de 2017, dos quais 140.000 m 2 serão na região da Grande Paris.

Ao nível da atividade de investimento, no entanto, Portugal mantém-se em destaque à escala europeia, sendo um dos países que maior interesse tem vindo a registar no setor de centros comerciais. No entanto, a relativa escassez de produto disponível tem vindo a limitar a conclusão de negócios. Em 2016 os ativos de retalho portugueses captaram 430 milhões de euros de investimento, valor substancial mas quase 50% abaixo do volume captado em 2015, que rondou os €1.000 milhões. Esta escassez de produto aliada a uma intensa procura permitiu uma nova valorização dos centros comerciais nacionais cujas yields se encontram hoje nos 5,25% com uma tendência de descida até ao final do ano.   
“As perspetivas de futuro para o setor em Portugal são muito animadoras, ao nível da oferta o potencial do mercado irá permitir novas apostas em projetos, essencialmente de pequena dimensão e com um perfil de proximidade. No caso dos centros existentes, espera-se um crescimento da aposta dos proprietários na melhoria dos seus centros, estando cada vez mais disponíveis para neles investir, adaptando-os às novas exigências dos consumidores”, comenta Marta Esteves Costa.
“No que se refere à atividade de investimento, o ano de 2017 tem todas as possibilidades de atingir um novo recorde em termos de atracão de capital no sector de retalho. Confirmando-se estas expetativas, as yields poderão mesmo atingir um mínimo histórico em 2017, passando a barreira dos 5% e atingindo os centros comerciais portugueses o valor mais alto de todos os tempos”, conclui.
 
Sobre a Cushman & Wakefield
A Cushman & Wakefield é uma consultora líder global em serviços imobiliários. Os 43.000 colaboradores em mais de 60 países prestam serviços local e globalmente criando valor significativo a ocupantes e investidores em todo o mundo. A Cushman & Wakefield está entre as maiores empresas de serviços imobiliários com uma faturação de 5 mil milhões de dólares através de serviços de agência, representação de inquilinos, vendas e aquisições, gestão de imóveis, gestão de projetos, consultoria e avaliações. Para saber mais visite www.cushmanwakefield.pt

Tags:

Sobre nós

Multinacional dedicada a serviços imobiliários de consultoria e research, estratégia de portfólio e gestão de risco.

Subscrever