9,1 Milhões de metros quadrados de centros comerciais esperados na Europa nos próximos 2 anos

LISBOA, 20 de abril 2016 – A promoção de novos centros comerciais na Europa deverá acelerar nos próximos meses, sendo esperada a entrada de 9,1 milhões de metros quadrados até ao final de 2017, segundo a mais recente edição do European Shopping Centre Development, publicado semestralmente pela Cushman & Wakefield.

O European Shopping Centre Development demonstra que 2015 foi um dos anos com menos promoção de centros comerciais da última década, com a inauguração de apenas 4,6 milhões de metros quadrados, o que representa uma queda de 15,8% em relação a 2014. Desta nova área comercial, 3,3 milhões m 2 abriram na segunda metade de 2015. Com este valor, a oferta total europeu subiu para os 156 milhões de metros quadrados no fim do ano.

Apesar deste abrandamento em 2015, é esperada uma recuperação durante os próximos 2 anos com 9,1 milhões m 2 em projetos futuros, O estudo mostra que Londres mantém a sua posição de liderança em promoção de novos centros comerciais, justificada pela baixa densidade de centros existentes – 231 m 2 por 1000 pessoas, comparado com 517 m 2 por 1000 pessoas na Grande Lisboa – e pelo forte crescimento (15,8%) das vendas de retalho esperado até 2020.

Em Portugal existem hoje um total de 3 milhões de m 2 de centros comerciais distribuídos por 117 projetos. A tendência de crescimento da oferta tem sido equivalente à do resto da Europa, com um claro abrandamento na promoção de novos projetos nos anos de crise. A inauguração de novos centros comerciais recomeçou em 2014 com o Alegro de Setúbal promovido pela Immochan, enquanto que em 2015 inaugurou apenas o Jumbo de Sintra. A partir de 2016 será evidente um aumento da nova oferta, com o Nova Arcada inaugurado em Braga no passado mês de Março e o MAR Shopping Algarve com abertura prevista para o Verão de 2017.      

Numa perspetiva de investimento, foram transacionados 15,5 mil milhões de euros em centros comerciais na Europa no segundo semestre de 2015, o que representou um crescimento de 16,6% em período homólogo. O Reino Unido e a Alemanha continuam a ser os mercados mais procurados, tendo totalizado mais de 45% do volume investido.

Também em Portugal, o sector mantêm-se extremamente atrativo para as principais casas de investimento imobiliário estrangeiras. Em 2015 mais de 700 milhões e euros alocados a centros comerciais nacionais. Os valores de mercado retratam a atratividade do sector, com as yields prime para este tipo de ativos a situar-se nos 5,50%, o valor mais baixo desde 2008.

Sobre a Cushman & Wakefield

A Cushman & Wakefield é uma consultora líder global em serviços imobiliários. Os 43.000 colaboradores em mais de 60 países prestam serviços local e globalmente criando valor significativo a ocupantes e investidores em todo o mundo. A Cushman & Wakefield está entre as maiores empresas de serviços imobiliários com uma faturação de 5 mil milhões de dólares através de serviços de agência, representação de inquilinos, vendas e aquisições, gestão de imóveis, gestão de projetos, consultoria e avaliações. Para saber mais visite www.cushmanwakefield.pt

Tags:

Sobre nós

Multinacional dedicada a serviços imobiliários de consultoria e research, estratégia de portfólio e gestão de risco.

Subscrever