Volume de investimento imobiliário global cresce 13,2% e atinge novo máximo histórico em 2017 com total de 1,6 biliões de dólares

·        A região da Ásia-Pacífico captou 50% do volume e registou o maior crescimento, na ordem dos 30%

·        O investimento na Europa aumentou 7%, garantindo um aumento da quota de mercado para os 20%

·        Londres contorna os efeitos negativos do Brexit e mantém-se a cidade mais procurada pelos investidores estrangeiros, em parte beneficiada pela desvalorização da Libra

2018 ainda apresenta potencial de crescimento em volumes de investimento e valorização dos ativos. 

Segundo a mais recente publicação da Cushman & Wakefield, “Global Investment Atlas 2018”, o investimento imobiliário global em 2017 atingiu um crescimento de 13,2% num montante de 1,6 biliões de dólares, prevendo-se que em 2018 atinja novo crescimento.

Os Estados Unidos mantiveram-se como o país com maior volume de investimento imobiliário, mas considerando o investimento em projetos de promoção, a China lidera o ranking. Os países europeus garantiram uma presença relevante no top das preferências dos investidores, com o Reino Unido, a Alemanha e Espanha a ocuparem os lugares seguintes no ranking. Portugal garantiu a 25º posição em termos de volume total de investimento, de 2,1 mil milhões transacionados - um crescimento de 61% face ao ano anterior.

No ranking das cidades surgem algumas surpresas, Londres e Madrid destacam-se pela positiva, ocupando o primeiro e segundo lugar respetivamente. A capital inglesa conseguiu ultrapassar os efeitos negativos do Brexit e manteve o lugar há muito conquistado, sendo a cidade mais procurada por investidores estrangeiros, beneficiando do perfil core dos seus ativos, mas também da desvalorização cambial. Madrid registou uma subida surpreendente, passando do 45º lugar do ranking para o segundo. Nova York, tradicionalmente no Top 3 do ranking, passou para o sexto lugar em termos de preferências de investidores estrangeiros.

Os sectores tradicionalmente mais procurados pelos investidores, escritórios e retalho, perderam quota de mercado, com os ativos industriais e os terrenos para promoção a registarem maior crescimento.   
Para 2018 espera-se um ligeiro crescimento dos volumes de investimento, inferior a 1%, mais acentuado na América Latina (5%) e na Europa e Ásia (2%). A Europa deve crescer a dois ritmos, com os países da Europa Central e de Leste a perspetivar um crescimento de 14,5%. Os mercados emergentes vão estar na mira dos investidores, com a Índia, Tailândia, Vietname, Filipinas, China, Rússia e Brasil a liderarem as preferências. As cidades de Lisboa e do Porto também devem receber atenção reforçada por parte do capital estrangeiro, particularmente no setor de escritórios em Lisboa e de logística no Grande Porto.

Os sectores de escritórios (maioritariamente no formato de co-working ou direcionados para centros de serviços partilhados) e de logística contam com maior potencial de procura, bem como os formatos alternativos: ativos hoteleiros, residências de estudantes, residências sénior, data centres, habitação para arrendamento ou parques de estacionamento.
 

Os valores de mercado têm ainda espaço de melhoria, prevendo-se uma contração a nível global de 5 a 10 pontos base, com os setores de logística, residencial e saúde a liderar a correção.  

2018 será mais um bom ano para o mercado imobiliário mundial, suportado por níveis de liquidez ainda significativos, comportamentos favoráveis das economias e fortes expetativas de investimento corporativo num enquadramento de escassez de mão-de-obra qualificada que vai exigir estratégias de retenção por parte das empresas, nomeadamente a nível dos espaços de trabalho.

Sobre a Cushman & Wakefield
A Cushman & Wakefield é uma consultora líder global em serviços imobiliários. Os 43.000 colaboradores em mais de 60 países prestam serviços local e globalmente criando valor significativo a ocupantes e investidores em todo o mundo. A Cushman & Wakefield está entre as maiores empresas de serviços imobiliários com uma faturação de 5 mil milhões de dólares através de serviços de agência, representação de inquilinos, vendas e aquisições, gestão de imóveis, gestão de projetos, consultoria e avaliações. Para saber mais visite www.cushmanwakefield.pt

Tags:

Sobre nós

Multinacional dedicada a serviços imobiliários de consultoria e research, estratégia de portfólio e gestão de risco.

Subscrever