CASA FERNANDO PESSOA

Da programação da Casa Fernando Pessoa para os meses de Novembro e Dezembro fazem parte a terceira edição dos Dias do Desassossego , um trabalho em parceria com a Fundação José Saramago; oficinas de serviço educativo e um espectáculo para bebés; lançamento de livros; um colóquio; o regresso dos recitais da Metropolitana; e os programas regulares Sem Casas não Haveria Ruas e Os Espaços em Volta .
 
A Fundação José Saramago e a Casa Fernando Pessoa escolheram duas semanas para celebrar a voz dos livros em diversos lugares da cidade e em boa companhia. De 16 a 30 de Novembro, são os livros que estão no centro da atenção: lançam perguntas, rebatem ideias, provocam, inquietam. As duas casas de autor, de Lisboa, apresentam para nesta terceira edição um programa que cruza música, cinema, mesas-redondas, acções de animação e promoção da leitura, poesia dita, passeios na cidade – guiado sempre pela literatura.
 
Para lá dos Dias do Desassossego e a abrir a programação do mês de Novembro o lançamento do livro de Ricardo Belo de Morais, Fernando Pessoa para todas as Pessoas (Verso da Kapa), dia 5 de Novembro, quinta, às 19h00. Ainda em Novembro, dia 24, também às 19h00, lança-se Azul Imperfeito - Pessoa em Llansol 1976-2006 (Assírio & Alvim), um trabalho que recolhe a escrita inédita de Maria Gabriela Llansol em torno da figura de Fernando Pessoa.
 
Em Novembro e Dezembro continuam as visitas temáticas Amor+Pessoa (7 de Novembro e 5 de Dezembro, sábados às 15h00) e Almada em Pessoa (28 de Novembro, sábado às 15h00). Estas visitas fazem parte do trabalho de Serviço Educativo e permitem aos visitantes abordar, com maior detalhe, alguns temas específicos.
 
Ainda no âmbito da actividade do Serviço Educativo, mas para os mais novos e famílias há diferentes oficinas: Tenho um amigo imaginário! ( sábado, dia 7 de Novembro às 10h30), Da música à palavra! (19 de Dezembro às 16h00) e Os modernistas , uma oficina para os dias das férias do Natal (de 21 a 23 de Dezembro, das 10h00 às 17h00). Para os mais novos há ainda um espectáculo para bebés, uma proposta da Andante – Associação Artística, a partir de poemas de Fernando Pessoa, Afinal o Íbis (21 de Novembro às 17h00).
 
Os recitais da Metropolitana regressam em Dezembro à CFP com a música de Schumann, Reinecke e Beethoven (dia 11 de Dezembro às 18h30).
 
Continuam os programas: Sem Casas não Haveria Ruas e Os Espaços em volta.
 
Sem Casas não Haveria Ruas é o programa que, a cada mês, nos une à Fundação José Saramago e à editora BOCA. Na edição de Dezembro, dia 12, às 17h00, fechamos o ano em família e poesia para os mais pequenos com Poemas para Bocas Pequenas de Margarida Mestre e António-Pedro.
 
Em Dezembro, Filipa Leal e Ines Fonseca Santos debatem com Aldina Duarte, Maria do Rosário Pedreira e João Moreira Os Espaços em Volta do Arrependimento , por ocasião do centenário de nascimento de É dith Piaf e a partir de Non, je ne regrette rien .
 
A fechar o mês, o colóquio organizado por Fernando M o raes Gebra e o CLEPUL traz à CFP a pergunta Orpheu, e agora? (dia 16 de Dezembro em horário ainda a confirmar).

A Casa Fernando Pessoa, casa habitada pelo autor nos últimos 15 anos da sua vida, está aberta de Segunda a Sábado, das 10H00 às 18H00. Além da programação regular que dinamiza este espaço, pode também visitar-se o quarto de Fernando Pessoa e a biblioteca temática, especializada em Fernando Pessoa e em poesia.

Tags:

Sobre nós

Empresa de gestão de equipamentos e animação cultural.

Subscrever

Media

Media