Nova visita temática e programa da semana

No próximo sábado, dia 16 de Maio, uma nova proposta de visita temática à Casa Fernando Pessoa: Amor+Pessoa encoraja os visitantes a conhecer Fernando Pessoa e o espaço, lugar e importância do Amor nas suas múltiplas dimensões e vidas. Ainda esta semana, encerra o ciclo que, desde Outubro último, celebra os 8 séculos de Língua Portuguesa, Poetas de Mar e Mundo, e regressam os Solistas da Metropolitana para um recital de violino e piano.

Dia 16 de Maio, sábado às 11h30, arranca uma nova visita temática à Casa Fernando Pessoa. A visita Amor+Pessoa encoraja os visitantes a conhecer Fernando Pessoa e o espaço, lugar e importância do Amor nas suas múltiplas dimensões e vidas: “o amor romântico, o amor à pátria, o amor à língua portuguesa, o amor à família ou até o amor carnal, Pessoa amou, como de resto amaram todos os seus eus. E (d)escreveu-o. Por detrás do fingimento poético que foi sua ferramenta criativa, o “falso virgem” teceu amor nas entrelinhas de grossa fatia da sua escrita. E se é verdade que quase sempre cerebralizou esse amor, dele se distanciando para melhor o interpretar, não é menos verdade que nos deixou pistas evidentes para a decifração dessa escolha.” Com orientação e assinatura de Ricardo Belo de Morais (Equipa de Museologia e Património da CFP).
 
As visitas temáticas da CFP surgem da vontade de guiar os visitantes por lugares e tópicos alternativos – dentro de portas, viajando porém ao encontro dos interesses e curiosidades dos mais intrigados. São visitas-experiência, aproximação aprofundada a um determinado tema, uma certa vertente, uma escolhida linha de leitura para chegar ao universo pessoano ou a regiões de vizinhança. E sobretudo a vontade de abrir a porta para novas linguagens, interpretações outras.
 
Ainda esta semana, quinta, dia 14 de Maio, às 18h00, terminam as sessões de poesia Poetas de Mar e Mundo, sendo Portugal o país em destaque. Estas sessões celebraram, na CFP, desde Outubro de 2014, os 8 séculos de Língua Portuguesa. Nesta última sessão, a moderação cabe, uma vez mais, a Maria José Maya, sendo o convidado especial Carlos Carranca, poeta, declamador e cantor.
 
Sexta, dia 15 de Maio, às 18h30, regressam os Solistas da Metropolitana com um recital de violino e piano. Neste recital, o “piano e o violino são os instrumentos que nos permitem conhecer mais profundamente a identidade criativa de Johannes Brahms: o piano, porque através dele se notabilizou enquanto intérprete virtuoso, condição determinante para se notabilizar em início de carreira; o violino, porque ao longo da vida cruzou-se com violinistas que tiveram grande influência na sua produção musical.” Com Liviu Scripcaru (violino) e Savka Konjikusic (piano).
 
No sábado, dia 16 de Maio, às 17h, acolhe-se também o lançamento do livro Na Floresta do Alheamento, de Celeste Malpique. A apresentação está a cargo de Ana Belchior Melícias, psicóloga e psicanalista.
 
Na programação do mês da Casa Fernando Pessoa há ainda espaço para a poesia, o centro e tema sempre presente na CFP, que se desdobrará entre o debate em torno da obra de Mário de Sá- Carneiro, nos seus 125 anos, com Fernando Cabral Martins, Gustavo Rubim e Paula Morão, dia 19 de Maio, terça, às 19h00; e na apresentação e leituras de Voo Rasante (editora Mariposa Azual), livro colectivo de poesia portuguesa contemporânea, dia 28 de Maio, quinta, às 19h00. E espaço para as audições de piano do Instituto Gregoriano de Lisboa, associando-se a Casa Fernando Pessoa uma vez mais ao ensino artístico.

E em Maio continua-se a pensar Orpheu, "revista extinta e inextinguível": nos debates O que é ser moderno hoje?, na exposição Os testamentos de Orpheu, de Pedro Proença, e na exposição itinerante Nós, os de Orpheu - disponível para circulação nacional e internacional.
 
Continua, até dia 30 de Maio, o workshop de improvisação em tempo real orientado por Luís Bragança Gil, Impro'voices. Este projecto encerra com um concerto no dia 30 de Maio, sábado, às 21h30, do Open Mind Ensemble, colectivo que combina a improvisação livre com a composição em tempo real. 
 
Acolhe-se também, dia 22 de Maio, às 18h00, o lançamento de Apostila, de António Vera (1923-2012).
 
A Casa Fernando Pessoa, casa habitada pelo autor nos últimos 15 anos da sua vida, está aberta de Segunda a Sábado, das 10H00 às 18H00. Além da programação regular que dinamiza este espaço, pode também visitar-se o quarto de Fernando Pessoa e a biblioteca temática, especializada em Fernando Pessoa e em poesia.
 
Agradecemos desde já a vossa colaboração na divulgação destas actividades e juntamos fotografia e informação detalhada.

Tags:

Sobre nós

Empresa de gestão de equipamentos e animação cultural.

Subscrever

Media

Media