Há Música no Coração debate a pele ao som do adufe e da gaita de foles

No próximo sábado, 19 de novembro, pelas 17h00, o Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra dinamiza mais uma sessão de Há Música no Coração. Dedicada ao sistema tegumentar do corpo humano, esta sessão será moderada por João Carlos Marques e conta com performances musicais de adufe e gaita de foles.
 
“Revestindo” é o tema da sétima sessão de Há Música no Coração , a penúltima deste ciclo. Agendada para amanhã, sábado, 19 de novembro, pelas 17h00, esta sessão debruça-se sobre o sistema tegumentar, isto é, sobre a pele, o maior órgão do corpo humano. O cientista convidado é João Carlos Marques, investigador do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente da Universidade de Coimbra. A acompanhar esta conversa científica, haverá performances musicais, a cargo da Academia de Música de Coimbra, com sons de adufe e gaita de foles, instrumentos com uma relação muito próxima do sistema tegumentar.
 
Há Música no Coração é um dos programas de conversas com cientistas do Exploratório. Esta iniciativa gratuita de carácter mensal, programada até dezembro de 2016, decorre sempre no terceiro sábado do mês, entre as 17h00 e as 18h00. Ao longo do programa, um conjunto de investigadores de diferentes áreas científicas conversam com o público sobre os vários sistemas do corpo humano. As sessões têm lugar na exposição Em Forma com a Ciência e são acompanhadas por uma banda sonora a cargo de alunos e professores da Academia de Música de Coimbra.
 
A sessão de novembro acontece amanhã, sábado, às 17h00, com entrada livre.

Tags:

Sobre nós

Primeiro centro interativo de Ciência em Portugal, constituído em 1995 como associação sem fins lucrativos, tendo a Universidade de Coimbra e a sua Faculdade de Ciências e Tecnologia como principais associados fundadores e a Casa Municipal da Cultura de Coimbra como anfitriã.

Subscrever

Media

Media