INOVAÇÃO E CRESCIMENTO SÃO OS OBJETIVOS PARA O JUDO NACIONAL

Assumo, com enorme prazer e vontade redobrada, a minha Candidatura a Presidente da Federação Portuguesa de Judo , para um novo Mandato que abraçarei com entusiasmo, cheio de ideias e de toda a coragem para as implementar.
Comigo já estavam e continuam muitos agentes do Setor, que reconhecem todo o trabalho realizado e o muito ainda a levar a cabo, numa alargada equipa, aumentada e renovada, que comigo assumirão a enorme tarefa de levar o Judo Português ao patamar que ele bem merece.
Naturalmente, compete-me saudar e agradecer à Prof. Filipa Cavalleri , o facto de se ter disposto a ser Mandatária da minha Candidatura , o que muito me honra e encoraja, apesar do crescendo de responsabilidade que tão significativo apoio incute em mim.
Quando me candidatei no Mandato anterior, CONCÓRDIA foi o lema da Candidatura de então, a qual foi recheada de planos de ação e iniciativas conducentes com a firme intenção de afirmar e fazer crescer a modalidade.
Com alguma facilidade reconheço um ou outro erro cometido, algumas omissões que bom seria não terem existido mas, com idêntica facilidade, identifico muita coisa bem-feita. Destas, destacaria o ligeiro crescimento da modalidade apesar do contexto social e económico muito difícil (1), o reforço do apoio às Associações (2), o excelente trabalho feito no contexto do Desporto Escolar que permitiu a Formação a mais de 200 Docentes (3), o trabalho feito no domínio do Desporto Adaptado que culminou com a presença do primeiro judoca cego a participar nos Jogos Paralímpicos (4) e, como é evidente, a estupenda presença do Ju do português nos próximos Jogos Olímpicos , a quem se auguram os melhores resultados (5), para além de outras realidades que me deixam a agradável satisfação do dever cumprido.
Tudo isto, com enorme esforço num contexto de real crise financeira, em resultado de drástico corte financeiro verificado no nosso Orçamento, em particular nos dois primeiros anos deste Mandato onde, somados, se atingiram valores de 300.000 €, o que corresponde a cerca de 23% a menos na dotação financeira que nos foi globalmente atribuída.
Desta vez, sem me afastar da referida CONCÓRDIA que reputo de grande importância para salvaguarda dos princípios e valores da nossa Modalidade, acrescento, nas minhas intenções e no Programa que a todos apresentarei, uma clara e firme intenção de INOVAR e FAZER CRESCER O JUDO , sem deixar de REESTRUTURAR algumas áreas de intervenção, nomeadamente nos domínios administrativo, financeiro e desportivo.
Naturalmente que as questões financeiras vão centrar muito das nossas preocupações, para que tenhamos uma Federação progressivamente dependente de si mesma e não de terceiros, para que possamos implementar as tarefas que temos de ser capazes de concretizar. Para tanto, alinham-se Parceiros de grande valor e dimensão , pelo que muito me apraz saudar a sua chegada ao Judo, agradecendo a grande disponibilidade que vem exibindo para nos apoiarem.
Alegra-me muito verificar todos os encorajamentos que tenho recebido para continuar com o meu trabalho de Presidente da FPJ, com incentivos de nível nacional mas também de âmbito internacional . Todos estes apoios redobram a minha coragem para, com enorme gosto, continuar a servir o Judo português.
Como é evidente, muitos trabalham comigo num Manifesto e Programa que em breve a todos apresentarei, solicitando o apoio e entusiasmo de todos para que a nossa enorme tarefa se concretize. Como disse, vamos inovar e crescer, vamos reestruturar o que tem que ser melhorado, vamos, numa palavra, por os olhos no nosso futuro e lutar pelos nossos objetivos, que são os do Judo também.
Dirigentes e as nossas Associações Regionais e de Classe, Treinadores, Árbitros e Atletas, Parceiros Oficiais, Institucionais e Privados, todos são muito bem-vindos a este objetivo e a todos expresso a minha enorme intenção, coragem e satisfação para continuação de um trabalho em conjunto .
 
14 de junho de 2016
Manuel Costa e Oliveira 

Tags:

Sobre nós

Pessoa colectiva de direito privado sem fins lucrativos dotada de Utilidade Pública Desportiva que visa dirigir, promover e regulamentar a prática do Judo Kodokan em Portugal.

Subscrever

Media

Media