Patrícia Sampaio conquista Ouro em Coimbra | Miguel Alves de Bronze

Portugal no Top-5

Taça da Europa de Juniores – Coimbra 2018

17 e 18 de março de 2018

Pavilhão Municipal Multidesportos Dr. Mário Mexia

Os Judocas Portugueses voltaram a destacar-se no segundo dia da Taça da Europa de Juniores – Coimbra 2018, ao conquistarem uma Medalha de Ouro (Patrícia Sampaio) e uma de Bronze (Miguel Alves). A estes resultados, os atletas lusos juntaram 4 lugares de finalista (5º e 7º lugar).

Após dois dias recheados de combates emocionantes e intensos, a Taça da Europa de Juniores – Coimbra 2018 chegou ao fim. Os Melhores Jovens Judocas do Mundo defrontaram-se no Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia, em Coimbra. Portugal esteve presente com 101 Atletas (65 masculinos e 36 femininas), num total de 455 Atletas (287 masculinos e 168 femininas) em representação de 25 países.

Na categoria feminina -78 kg, a Medalha de Bronze do Campeonato do Mundo de Juniores 2017 - Patrícia Sampaio mostrou-se imparável, somando 4 ippons em 4 combates. Patrícia começou por eliminar a britânica Shelley Ludford já dentro do último minuto do combate. Nos quartos-de-final conseguiu derrotar a espanhola Lucia Perez Gomez em 57 segundos. Voltou a encontrar uma adversária espanhola – Claudia Santamaria Garcia na semifinal, conseguindo um wazari, antes do ippon final. Na grande final defrontou a italiana Anna Fortunio, que conta com algumas medalhas em Taças da Europa de Cadetes e Juniores. A jovem portuguesa procurou atacar desde o primeiro segundo, mas só conseguiu o ippon aos 90 segundos com um Shime Waza (estrangulamento), após um excelente trabalho no chão. Com esta vitória, Patrícia Sampaio conquista a Medalha de Ouro desta Taça da Europa de Juniores – Coimbra 2018.

Miguel Alves (-81 kg) eliminou os seus dois primeiros oponentes, Tammar Abbud da Suécia e Ryan Van Donkelaar da Holanda, por ippon. Nos quartos-de-final cedeu frente ao russo Smitrii Kharitonov (Vice-Campeão Europeu de Cadetes em 2016). Somou mais duas vitórias por ippon nas repescagens, derrotando o israelita Guy Gurevitch e o francês Paul Livolsi. Na luta pelo pódio defrontou o holandês Coen Van Winden. O jovem luso procurou atacar e forçou o erro do seu adversário que somou o terceiro shido (penalização) aos 2 minutos e 54 segundos do combate, dando a vitória ao atleta português. Com este resultado, Miguel Alves conquista a Medalha de Bronze.

Na categoria -100 kg masculina, Alexandre Teodósio não entrou da melhor forma na competição, sendo derrotado na primeira eliminatória pelo russo Denis Bakanov (que viria a conquistar a Medalha de Ouro com 4 ippons em 4 combates e é vencedor de 2 Taças da Europa de Cadetes) por ippon. Alcançou a sua primeira vitória nas repescagens contra o espanhol Alejandro Calvo Garcia, conseguindo o ippon em 1 minuto e 17 segundos. Garantiu o lugar no Bloco de Finais após eliminar o seu compatriota Diogo Brites – o combate foi bastante equilibrado, indo para período de ‘ponto de ouro’ empatado com um waza-ari para cada lado, mas nessa fase Teodósio mostrou-se superior, conseguindo o segundo waza-ari e o respetivo ippon. A luta pelo Bronze revelou-se bastante equilibrada contra o russo Valeriy Endovitskiy (5º classificado no Campeonato do Mundo de Cadetes 2017). O português começou em desvantagem, mas conseguiu igualar o resultado com um waza-ari. A cinco segundos do fim foi incapaz de evitar o segundo waza-ari do russo que assim consumou a vitória. Com este resultado, Alexandre Teodósio termina num honroso 5º lugar.

Destaque ainda para o 7º lugar alcançado pelos atletas Cátia Rosa (+78 kg), Diogo Brites (-100 kg) e Ailton Cardoso (+100 kg).

A nível coletivo, a Seleção Russa conseguiu contrariar a tendência e superioridade da Seleção Espanhola no primeiro dia. Os russos somaram, no total, 4 Medalhas de Ouro, 1 de Prata e 3 de Bronze.

Durante os dois dias do evento, Portugal conquistou 1 Medalha de Ouro e 4 Medalhas de Bronze, alcançando ainda 2 quintos lugares e 5 sétimas posições, classificando-se no 5º lugar do Ranking dos países presentes.

A partir de segunda-feira, dia 19 de março, até quarta-feira, dia 21, realiza-se em Coimbra, um Estágio Internacional com equipas Juniores e Seniores do Canadá, Colômbia, Russia, Noruega, Finlândia, República Checa, Roménia, Suécia, Espanha e Portugal, contando com a Medalha de Ouro do Grand Slam de EkaterinburgTelma Monteiro.

Declarações:

Patrícia Sampaio – Vencedora da Medalha de Ouro

“Nos combates de hoje destaco o primeiro que foi muito difícil, com uma judoca com quem já combati há uns anos e perdi nessa altura, num festival olímpico da juventude. Estava um pouco receosa porque ela não tinha ranking uma vez que acabou de mudar de categoria e eu não sabia o que havia de esperar. Foi um combate muito disputado muito difícil. É aquele combate que eu estou com as pernas a tremer e que não sei o que vai acontecer. Depois fui melhorando e acabei por ganhar tudo com Ippons. Já tinha uma estrutura bem montada para a adversária seguinte que era esquerdina o que me deu muito jeito. Na final já estava a ganhar e consegui fazer um estrangulamento. Agora vou continuar a fazer Taças da Europa e tentar  subir o máximo no ranking mundial, neste momento sou número dois, e quero muito a medalha este ano no europeu porque acho que mereço e repetir ou melhorar o feito do ano passado no mundial (medalha de bronze)”.

Miguel Alves – Vencedor da Medalha de Bronze

“O adversário mais difícil que tive hoje foi o francês na repescagem e depois o atleta russo com quem perdi o combate, um judoca que é muito mais experiente que eu, mais forte e foi realmente superior no combate, mas penso que numa próxima vez as coisas possam ser diferentes. Os meus objetivos para este ano (fiz sempre terceiros e quintos), passam por ganhar pontos nas próximas provas europeias e mundiais para subir no ranking mundial, acho que com este resultado já entrei nos oito primeiros. Quero manter a boa forma, conquistar mais medalhas, quero ganhar ainda uma Taça da Europa e conquistar medalhas a nível europeu e mundial de juniores, este ano é o meu último ano de juniores porque tenho 19 anos”

Marco Morais – Treinador Nacional

“Foi um bom dia de combates para Portugal, apesar de considerar que tínhamos condições para ganhar mais medalhas. O ouro da Patrícia foi muito bom, confirmou o primeiro lugar mostrando que é uma atleta com futuro, o Miguel Alves fez uma excelente prestação numa categoria muito competitiva e o Alexandre não conseguiu, mas está no bom caminho.”

Fotografias: http://www.eju.net/media/?mode=showEvent&id=3312

Tags:

Sobre nós

Pessoa colectiva de direito privado sem fins lucrativos dotada de Utilidade Pública Desportiva que visa dirigir, promover e regulamentar a prática do Judo Kodokan em Portugal.

Subscrever

Media

Media