A Ford Antecipa o Novo Ford Focus RS; Modelo Superdesportivo Estreia Inovadora Tecnologia de Tracção Integral com Assinatura Ford Performance

 

  • A Ford antecipa o novo Focus RS, com o modelo de elevada performance a estrear uma avançada tecnologia com o objectivo de subliminar a experiência de condução
  • A terceira geração do Focus RS estará disponível nos principais mercados a nível global pela primeira vez e vem na sequência da revelação do novo superdesportivo Ford GT, mostrado no final do mês passado, como da nova era da Ford Performance que irá levar à criação de mais de 12 novos modelos até ao ano 2020
  • Desenvolvido pela equipa Ford Performance, o RS está dotado de um fantástico e inovador Sistema de Tracção Integral Ford Performance com Controlo Vectorial Dinâmico do Binário, destinado a enaltecer a velocidade em curva e os limites de maneabilidade
  • O motor 2.3 EcoBoost desenvolvido para o RS foi especialmente projectado para permitir alcançar mais de 320 CV. O surpreendente design exterior garante melhorias em termos aerodinâmicos e de arrefecimento
  • O novo Focus RS será o 30º modelo a ostentar o badge RS, desde o original lançado em 1968; será construído em Saarlouis (Alemanha) a partir do final do corrente ano
  • Ken Block, piloto de ralis profissional e estrela da série de filmes “Gymkhana”, colaborou com a Ford como consultor no desenvolvimento do Focus RS
  • A totalidade dos detalhes do modelo serão disponibilizados na sua apresentação mundial, a realizar no próximo Salão de Genebra
 
A Ford antecipou hoje o novo Focus RS, modelo de estrada de elevada performance que estreia o inovador Sistema de Tracção Integral Ford Performance, destinado a enaltecer a velocidade em curva, desempenho emocionante e prazer de condução sem limites.
 
Equipado com uma versão exclusiva do motor 2.3 EcoBoost, que lhe permite alcançar uma potência superior a 320 CV, o Focus RS é o mais recente modelo integrante da nova era Ford Performance, no âmbito da qual a Ford irá criar mais de 12 novos modelos de elevada performance, para clientes globais, até ao ano 2020.
 
Além de agradar aos entusiastas, estes veículos ajudarão a cumprir o plano One Ford de crescimento rentável, de excelência e inovação de produto em todas as partes do seu negócio
 
“O novo Focus RS é uma máquina séria, com tecnologia de elevada performance e inovadoras soluções de engenharia que definem um novo patamar em termos de prazer de condução na estrada e nas pistas,” refere Raj Nair, Vice-Presidente do Grupo, Desenvolvimento de Produto Global, Ford Motor Company. “A linhagem RS conta com uma orgulhosa história de avanços tecnológicos que migraram veículos Ford de produção em massa e que passaram a beneficiar todos os clientes Ford e o novo Focus RS não é excepção. É um grande exemplo da nossa paixão pela inovação através da performance criando veículos que faz bater o coração das pessoas.”
 
Desenvolvido na Europa e nos EUA por uma pequena equipa de engenheiros do departamento Ford Performance, o novo Focus RS representa a terceira variante do Focus RS, seguindo-se às gerações lançadas em 2002 e 2009. Será, também o 30º modelo a ostentar o lendário badge RS, seguindo os passos de outras propostas que, nos seus tempos, definiram as tendências em termos tecnológicos, como o Escort RS1600 de 1970, o turbocomprimido Sierra RS Cosworth de 1985 com a sua aerodinâmica radical, e o Escort RS Cosworth de tracção integral apresentado em 1992.
 
Ostentando um espectacular design exterior que oferece avançada aerodinâmica e refrigeração, o novo Focus RS oferece tecnologias novas para a marca RS incluindo o sistema de conectividade Ford SYNC.
 
Este novo Focus RS é, também o primeiro modelo RS de sempre a ser comercializado à escala mundial e será produzido para todos os mercados na fábrica da Ford de Saarlouis (Alemanha), a partir do final do presente ano.
 
“O novo Focus RS representa a paixão da Ford ao seu melhor nível, encerrando inovação, incomparável dinâmica de condução e uma impressionante performance, até aqui apenas apanágio de modelos de marcas exclusivas, de luxo e exóticas, a preços elevados,” refere Jim Farley, Presidente, Ford da Europa, Médio Oriente e África. “Estamos conscientes dos pontos de referência que nos propusemos alcançar com os diferentes modelos de performance RS ao longo dos anos, pelo que tenham a certeza de que este novo modelo eleva a fasquia a um nível completamente novo.”
 
"Tão importante quanto isso é o facto de que, com tecnologias como o EcoBoost, somos capazes de demonstrar como uma inovação que equipa quase todos os carros na nossa gama pode também ser o coração dos nossos melhores carros de performance."
 
Como consultor do projecto para o novo Focus RS, a Ford contou com Ken Block, estrela do conceito “Gymkhana” e piloto de World Rallycross, juntando-se à equipa Ford Performance nesta apresentação em Colónia (Alemanha), a cidade que viu nascer a lenda RS em 1968, com o Ford 15M RS.
 
Sistema de Tracção Integral da Ford Performance garante uma maneabilidade ímpar
O novo Focus RS explora o novo e inovador Sistema de Tracção Integral Ford Performance com Controlo Vectorial Dinâmico do Binário, procurando alcançar um novo patamar de maneabilidade e prazer de condução, pela combinação de uma excelente tracção e aderência com uma inigualável agilidade e velocidade em curva.
 
O sistema AWD concebido pela Ford Performance é baseado num duplo pack de embraiagem controlado electronicamente em cada lado do eixo de tracção traseiro. Aqueles gerem a divisão de binário entre as rodas da frente e traseiras do modelo e podem, também, controlar a distribuição de binário a cada um dos lados do eixo traseiro, garantindo a capacidade de vectorização do binário, com um impacto importante na maneabilidade e estabilidade em curva.
 
A unidade de controlo integrada na unidade do eixo traseiro varia, de modo contínuo, a distribuição do binário entre as rodas da frente e traseiras e, nestas últimas, de modo individual à direita e à esquerda, de acordo com as situações reais de condução, monitorizando todos os inputs obtidos a partir dos vários sensores colocados no veículo, fornecidos a uma velocidade de 100 vezes por segundo. Um máximo de 70 por cento do binário pode ser desviado para o eixo traseiro. Desses, a totalidade do binário disponível no eixo traseiro pode ser enviado para cada uma das rodas traseiras individualmente.
 
Na descrição de curvas, a unidade traseira desvia, de modo preventivo, o binário para a roda traseira externa com base nas informações obtidas, tais como o ângulo do volante, aceleração lateral, guinadas e velocidade. Esta transferência de binário tem o efeito de conduzir o carro para dentro da curva, melhorando a entrada na mesma e a estabilidade, praticamente eliminando-se a subviragem.
 
O sistema AWD foi afinado para garantir uma aderência excepcional – com uma aceleração lateral superior a 1g – e uma velocidade em curvas e aceleração para fora dela referenciais na sua classe. Com uma maneabilidade neutra, de limite ajustável, associada à capacidade de se atingir uma sobreviragem controlada em pista, o Focus RS oferece a melhor experiência de diversão.
 
“Este sistema AWD traduz-se numa tecnologia inovadora, capaz de proporcionar uma suprema capacidade de viragem e maneabilidade nos limites,” disse Dave Pericak, Director, Global Ford Performance. “Podemos ter rasgado o livro de regras que diz que os modelos hatchback com AWD não podem ser divertidos de conduzir e criámos um automóvel que irá surpreender e recompensar os seus utilizadores em iguais doses.”
 
Para garantir a excelência em termos de dinâmica de condução, o Sistema de Tracção Integral Ford Performance foi calibrado em conjunto com o avançado Controlo Electrónico de Estabilidade, com particular incidência no sistema de Controlo Vectorial do Binário baseado nos travões, que funciona em paralelo com o sistema AWD com controlo vectorial do binário.
 
Entre as restantes características exclusivas ao nível do chassis incluem-se a suspensão desportivas, com taras de molas, casquilhos e barras estabilizadoras mais rígidas do que os usados no Focus ST, bem como amortecedores de duplo modo comutáveis, que garantem afinações mais duras para condução em pista. Foi dada particular atenção ao sistema de direcção assistida electronicamente (EPAS), trabalhando em combinação com o design das ligações da suspensão dianteira, de características mais rígidas, e braços mais curtos, proporcionando uma excelente sensação de comunicação e resposta da direcção.
 
“O Focus ST e o Fiesta ST demonstraram que podemos conseguir alcançar uma sensação desportiva da direcção com um sistema EPAS, pelo que o RS faz subir a fasquia. Partimos do princípio de dar aos condutores uma direcção muito directa, precisa e bem equilibrada e o RS consegue-o,” acrescentou Pericak.
 
Os engenheiros da Ford trabalharam em estreita colaboração com a Michelin no desenvolvimento de um pneus 235/35 R19 de elevada performance, de modo a complementar a dinâmica de condução do Focus RS. Há, por um lado, um pneu Pilot Super Sport standard para uma utilização no dia-a-dia e – pela primeira vez num RS – um pneu Pilot Sport Cup 2 opcional para uma mais apurada dinâmica em pista.
 
O design exterior do modelo foi, também, desenvolvido para ir ao encontro dos objectivos dinâmicos. O cuidado posto na optimização da aerodinâmica do difusor dianteiro, spoiler traseiro e características da carroçaria inferior elimina as forças de elevação, proporcionando o design final um desempenho equilibrado com elevação nula da frente e da traseira para uma melhor utilização a alta velocidade e maior estabilidade.
 
Uma mecânica única para uma potência acrescida
A tecnologia Ford EcoBoost propulsiona o Focus RS e quase todos os restantes novos modelos da Ford. O bloco EcoBoost de 2,3 litros desenvolvido propositadamente para o modelo alcança níveis de potência e binário que traduzem a impressionante aceleração quando em combinação com a excepcional tracção integral AWD.
 
Projectado para oferecer uma potência superior a 320 cv, esta unidade partilha a sua estrutura fundamental com o bloco de quatro cilindros e 2,3 litros, integralmente concebido em alumínio, utilizado no novo Mustang. Este motor foi, contudo, significativamente evoluído através de um completo pacote de alterações, nomeadamente ao nível do seu design.
 
O acréscimo de potência é gerado por um duplo turbocompressor de baixa inércia, dotado de um compressor de maior volume que provoca um fluxo de ar significativamente maior, juntamente com um intercooler muito maior para maximizar a densidade de carga. A respiração do motor viu-se, ainda, reforçada pelo design menos restritivo da admissão e por um sistema de escape de grande diâmetro e elevada performance, equipado com uma válvula controlada electronicamente colocada no tubo de escape, a qual ajuda a optimizar o equilíbrio entre a saída de pressão e ruído na traseira.
 
A cabeça dos cilindros foi concebida a partir de uma liga mais evoluída, capaz de resistir a temperaturas mais elevadas e surge montada num cabeçote mais robusto, com capacidade térmica melhorada. O bloco dos cilindros emprega revestimentos mais sólidos, de elevada elasticidade, em ferro fundido.
 
Foi dada, igualmente, uma elevada prioridade à questão do arrefecimento do motor, com os engenheiros a criarem espaço adicional na secção frontal do modelo para receber um radiador significativamente maior – o maior alguma vez montado num Focus – que garante um nível de refrigeração como o exigido para uma utilização intensiva em circuitos.
 
O trabalho meticuloso ao nível da calibração assegurou que este potente bloco garante uma excelente capacidade de resposta a baixas rotações, evoluindo de modo poderoso nas rotações intermédias, alcançando o limite das mesmas de um modo livre, até ao limite máximo de 6.800 rpm.
 
Inspirar a performance exige uma banda sonora igualmente inspiradora. Os engenheiros da Ford Performance afinaram o RS de modo a conseguir uma sonoridade gratificante e desportiva durante uma condução mais espirituosa, com os distintivos burbles , pops e estalos que são assinatura RS.
 
“Este bloco muito especial de 2,3 litros EcoBoost irá inspirar os condutores à medida que sentem o impulso do turbo e recompensá-los-á à medida que o levam até ao redline, tudo isto acompanhado por uma ímpar sonoridade, garante de um sorriso nos seus rostos,” afirmou Pericak.
 
A transmissão manual de seis velocidades foi optimizada para os condutores mais entusiastas, através de uma alavanca de velocidades mais curta que proporciona mudanças mais rápidas e precisas. Tanto a transmissão como a embraiagem foram evoluídas através de componentes mais resistentes para conseguirem lidar com o maior binário do motor.
 
Com um design EcoBoost de elevada eficiência, integrando injecção directa de combustível, dupla variação independente da árvore de cames e uma avançada turboalimentação, o motor também garante consumos de combustível significativamente melhores. Equipado de série com o sistema Auto-Start-Stop, os valores indicativos iniciais registam emissões de CO 2 que poderão ser significativamente reduzidas, em comparação com a geração anterior.
 
Design de elevada performance para um visual atordoante e de óptima funcionalidade
O design exterior do Focus RS é simultaneamente atordoante e funcional, com uma personalidade mais poderosa e musculada. Os designers trabalharam em estreita colaboração com a equipa da Ford Performance para garantir que os atributos funcionais necessários fossem alcançados, focando-se no downforce aerodinâmico e num balanço permitido pelo projecto, bem como as exigências de refrigeração do motor e travões.
 
“Este é o Focus de excelência, com um visual deslumbrante e totalmente adequado a uma utilização,” referiu Joel Piaskowski, Director de Design, Ford Europa. “Os modelos RS têm resultado, quase sempre, em propostas atraentes, de elevado desempenho e onde a função é algo primordial. Este novo Focus RS é fiel a essa herança.”
 
"Este é o foco final – deslumbrante olhar e totalmente adequados ao uso," disse Joel Piaskowski, diretor, Design, Ford da Europa. "Modelos de RS tem sempre sido marcante, alto desempenho carros onde a função é primordial. Esse novo Focus RS é fiel a esse património. ”
 
Baseado na nova geração do modelo Focus, o RS apresenta uma secção frontal nova e poderosa, com uma grelha superior trapezoidal, acima do divisor dianteiro, incorporando as maiores aberturas possíveis para arrefecimento do motor. Uma postura ampla e musculada é enfatizada pelas asas inferiores e pelas grandes aberturas laterais, em ambos os lados do modelo, que alimentam os ductos de refrigeração de travões, e as luzes de nevoeiro integradas, montadas verticalmente.
 
Na secção traseira, o painel é dominado pelo difusor inferior excepcionalmente grande, que optimiza o fluxo de ar debaixo do veículo para reduzir a resistência, integrando duas amplas saídas de escape de elevado desempenho e, na Europa e na Ásia, uma luz de nevoeiro transparente ao centro. O spoiler traseiro distintivo surge cuidadosamente integrado na silhueta da viatura através de painéis laterais da cor da carroçaria, integrando um subtil logótipo RS gravado.
 
O perfil lateral dinâmico é destacado por painéis esculpidos e pelos proeminentes lábios das cavas das rodas, que albergam uma escolha de jantes RS de 19 polegadas, incluindo um conjunto de elevada performance, em liga leve forjada, com acabamentos em preto de reduzido brilho, que oferece maior robustez e resistência aos impactos, permitindo-se uma economia um quilograma por roda.
 
Os faróis Bi-Xenon HID de série integram um sistema de Iluminação Dianteira Adaptável, que ajusta a intensidade e o ângulo de incidência da luz de acordo com a velocidade, direcção, ângulo e distância aos objectos do veículo, para uma iluminação ideal. Os clientes também podem especificar a tecnologia de travagem automática Paragem Activa em Cidade que opera a velocidades até aos 50 km/h.
 
O carácter de elevado desempenho do RS reflecte-se no interior do modelo, através dos bancos desportivos Recaro, parcialmente em couro e com elevado detalhe como peça central do cockpit . Os bancos em concha com assinatura RS Recaro, com estruturas em microfibra derivada da competição, são uma opção para os clientes na Europa e na Ásia.
 
O habitáculo apresenta o mesmo layout redesenhado de controlos do actual Focus, com um design mais simples e intuitivo. O sistema de conectividade SYNC fornece acesso aos sistemas de áudio, navegação, controlo da climatização e de telemóveis através do controle por voz e directamente num ecrã de toque de oito polegadas, a cores e de alta definição. Simples instruções vocais como “Encontrar uma pista” permite aos proprietários dos modelos RS a possibilidade de obter direcções instantâneas até aos circuitos de competição mais próximos. O sistema SYNC também pode ser especificado com Câmara de Visão Traseira com controlo de distância de estacionamento, bem como um sistema de som Sony premium com 10 altifalantes, incluindo um subwoofer .
 
A experiência de condução RS é reforçada por um novo volante, de formato horizontal na zona inferior, forrado em couro macio, pedais em liga e uma instrumentação gráfica exclusiva dentro do cluster principal de fundo plano. Colocada no topo da consola central, uma bancada adicional de mostradores exibe informações como a pressão e a temperatura do óleo e, também, a pressão do turbo.
 
A imagem distinta em tons de azul RS ecoa por todo o habitáculo, desde a costura dos assentos, volante, tapetes e guarnições interiores, bem como no grafismo colorido na manete das mudanças, para além da própria colocação do logo RS, orgulhosamente presente nos bancos, volante e numa placa escovada nas embaladeiras das portas.
 
São quatro as cores exteriores, de grande impacto, desde o Nitrous Blue, um tom azul vibrante de quatro camadas com acabamento metálico exclusivo do modelo RS, aos Stealth Grey, Absolute Black e Frozen White. A unidade revelada em Colónia conta com um esquema de cores especial Liquid Blue, mostrado pela primeira vez no novo Ford GT, divulgado no mês passado no North American International Auto Show, vulgo Salão de Detroit.
 
Uma herança repleta de inovação e performance
Desde o surgimento dos primeiros modelos Ford RS nas estradas, a marca RS tem sido um elemento essencial do ADN da Ford, encerrando inovações técnicas e performance quer nas estradas e nos circuitos. Remontando aos tempos em que a marca “Rallye Sport” sublinhava os sucessos da companhia, os primeiros modelos RS estabeleceram uma reputação de tecnologia avançada e prazer de condução que tem continuidade até ao presente.
 
“O novo Focus RS é fiel aos princípios fundamentais da RS, da engenharia inovadora à elevada performance. Os entusiastas da condução sempre aspiraram a ter modelos com a marca RS e isso é uma herança que inspira todos nós no seio da Ford,” referiu Joe Bakaj, Vice-Presidente, Desenvolvimento de Produto, Ford Europa.
 
Ao longo dos anos, os modelos RS foram consistentemente pioneiros em tecnologias de performance inovadoras, em mecânicas naturalmente aspiradas ou dotadas de poderosos turbocompressores, com sofisticadas ajudas aerodinâmicas, com tracção às rodas da frente ou às quatro rodas.
 
Entre os modelos que foram pioneiros na tecnologia AWD incluem-se o exótico RS 200 de 1984, com o seu motor montado centralmente e homologado em Grupo B para ralis, o Sierra RS Cosworth 4x4 de 1990, o espectacular Escort RS Cosworth e o Escort RS2000 4x4 de 1994.
 
O primeiro Focus RS de 2002 debitava 215 cv a partir do motor de 2,0 litros turbo e de um avançado diferencial autoblocante. A segunda geração do modelo disponibilizava 305 cv às suas rodas da frente, onde se aplicava um revolucionário design RevoKnuckle na suspensão.
 

Tags:

Sobre nós

Representante da Marca Ford em Portugal.

Subscrever