Condutores Europeus Gostam da Nova Tecnologia de Condução Semi-Autónoma, Segundo a Pesquisa 'Ford Car Buying Trends' 2015

  • Tecnologia que ajuda os condutores a estacionar, evitar colisões e manter a velocidade e distância para os veículos à sua frente, mostra aumento significativo em popularidade
     
  • 1 em cada 3 veículos Ford vendidos no ano passado estava equipado com sistema de estacionamento que ajuda o condutor a encontrar um lugar e a colocar o carro no espaço – na Suíça, esse número sobe para cerca de 3 em cada 4 veículos
     
  • Comparando com o ano anterior, duplicou praticamente o número de veículos equipados com tecnologia de travagem automática; na Suécia são quase 3 em cada 5 veículos
     
  • Mais de metade de todos os Ford na Europa estavam equipados com o sistema de controlo de velocidade e na Turquia são praticamente todos os automóveis
     
  • Mais de 3 em cada 4 condutores compram carros com sistemas de controlo por voz que podem ser usados para efectuar chamadas telefónicas, tocar música, encontrar restaurantes e definir destinos de navegação
     
  • O branco é a cor número um, à frente do preto, prata e cinzento e, uma cor que está a crescer rapidamente, o azul. Em Portugal surge em primeiro lugar o preto, seguido do prata e só depois o branco, com o cinzento-escuro a surgir em quarto lugar. Estas quatro cores representam mais de 75 por cento dos veículos Ford de passageiros vendidos em Portugal em 2014
     
  • Ford Car Buying Trends 2015 oferece uma visão dos hábitos de consumo de condutores em toda a Europa, mostra tendências regionais e diferenças surpreendentes a nível nacional
 
COLÓNIA , Alemanha, 26 Agosto 2015 – Os veículos autónomos podem ser ainda um caminho a seguir. Mas os condutores em toda a Europa mostram um apetite crescente para as tecnologias de condução semi-autónoma que constituem a ante-câmara para os carros do futuro, de acordo com um novo estudo da Ford Motor Company sobre as tendências de compra na Europa.
 
Esta é uma das conclusões do Ford Car Buying Trends 2015 , um estudo de novos hábitos de compra de carro em 22 países europeus, destacando as tendências regionais e as diferenças nacionais. O estudo mostra um aumento significativo no número de carros com tecnologias que ajudam o condutor a estacionar, evitar colisões, e a manter velocidades pré-estabelecidas e distâncias para os veículos à sua frente.
 
“Enquanto os fabricantes como a Ford estão a trabalhar no sentido dos veículos autónomos, os nossos clientes já estão a adoptar muitas das tecnologias inteligentes que tornam a condução e o estacionamento fácil e mais seguro”, disse Roelant de Waard, vice-presidente de Marketing, Vendas e Serviço, Ford Europa. “Nós estamos a observar uma procura crescente por recursos que reduzem o stresse da condução, e o tornam mais agradável, como por exemplo, as pessoas habituaram-se muito rapidamente a sistemas que os ajudam a encontrar um espaço de estacionamento adequado e a colocar o carro nele.”
 
O Ford Car Buying Trends 2015 também revelou que, no ano passado, mais de 1.000.000 de carros vendidos na Europa, a cor mais vendida foi o branco, à frente do preto, prata, cinza e azul, sendo esta última a escolha com mais rápido crescimento entre os carros da Ford.
 
A tecnologia avançada em movimento
No início deste ano a Ford anunciou o Ford Smart Mobility , o plano da empresa para ajudar a mudar a maneira como o mundo se move através da inovação em conectividade, mobilidade, veículos autónomos, experiência do cliente e ‘big data’ ou ‘metadados’.
 
Uma frota de veículos de investigação totalmente autónomos Ford Fusion Hybrid, que usam alguns dos mesmos sensores e tecnologia de computação em veículos Ford actuais, estão actualmente em desenvolvimento e testes nos EUA, pretendendo a Ford transferir os seus esforços de um programa de pesquisa de veículos autónomos para um projecto avançado de engenharia.
 
Assistência Activa ao Estacionamento utiliza sensores e o sistema de direcção do veículo para ajudar os condutores a encontrar um espaço adequado e a colocar o veículo no mesmo. O sistema foi montado em mais de 1 em cada 3 carros (34 por cento) Ford na Europa, um crescimento de 28 por cento quando comparado com o ano anterior. Na Suíça este número é de quase 3 em cada 4 (72 por cento), seguido da Holanda (62 por cento) e da Espanha (61 por cento).
 
Travagem Activa em Cidade pode ajudar a reduzir a severidade das colisões traseiras ao aplicar automaticamente os travões se um condutor não reagir atempadamente numa situação de trânsito lento à sua frente. No ano passado, mais de 1 em cada 8 carros produzidos (13 por cento) estavam equipados com o sistema, 7 por cento mais que no ano anterior. A tecnologia foi mais popular na Suécia (59 por cento), seguida pela Noruega (58 por cento) e da Suíça (41 por cento).
 
O Controlo de Velocidade Adaptativo permite aos condutores manterem uma distância definida para o veículo da frente, mesmo que o veículo circule a uma velocidade baixa. No ano passado mais de metade dos veículos Ford novos na Europa estavam equipados com algum tipo de tecnologia de controlo de velocidade, crescendo dos 48 por cento para os 52 por cento. A Turquia lidera com 86 por cento, à frente da Finlândia (84 por cento), e Suécia (80 por cento).
 
Ajuda à Manutenção de Faixa detecta uma saída involuntária da faixa de rodagem e aplica uma força na direcção, alertando os condutores para regressarem à sua faixa. No ano anterior, 51 por cento dos carros vendidos na Suécia estavam equipados com a tecnologia, seguindo-se a Noruega (28 por cento) e Suíça (21 por cento). Em toda a Europa o número de veículos vendidos com a Ajuda à Manutenção de Faixa cresceu 20 por cento.

Ouvindo
Introduzidos pela primeira vez na Europa em 2012, os sistemas de conectividade da Ford activados por voz passaram a fazer parte da maioria dos novos carros. No ano passado, 78 por cento de todos os veículos Ford estavam equipados com sistema SYNC, um crescimento de 10 por cento em comparação com igual período do ano anterior.
 
SYNC 2 permite que os condutores falem com os seus carros usando uma linguagem simples, coloquial para operar o seu telefone, sistemas de entretenimento, climatização e navegação, permitindo mesmo aceder a uma lista de restaurantes locais usando a simples expressão “tenho fome”.
 
O azul em destaque
Em toda a Europa, as escolhas de cor mais populares foram o branco (23 por cento), o preto (19 por cento) e o prateado (16 por cento) que ultrapassou o cinzento como terceira opção mais escolhida.
 
A cor azul foi a que mais cresceu, exibindo uma subida de 63 por cento em popularidade, sendo escolhida por mais do que 1 em cada 8 clientes, subindo para a quinta posição na geral.
 
A Turquia já era o país onde o branco era mais popular. Lá, quase 3 em 4 de todos os carros novos da Ford são brancos, contra pouco mais de metade quando comparado com o ano anterior. Para todos, com excepção de dois países, a escolha número um foi uma das três primeiras - branco, preto ou prata. As excepções foram a República Checa e Reino Unido, onde o azul assumiu a liderança.
 
Em Portugal (31 por cento), Noruega (28 por cento) e Holanda (26 por cento) apresentaram a maior preferência por veículos pretos, enquanto a Irlanda (28 por cento), Portugal (25 por cento), Hungria e Polónia (21 por cento) eram mais propensos a escolher prata. Os clientes húngaros foram também os mais propensos a escolher um carro castanho (15 por cento).
 
Formatos
A maioria dos clientes escolheu no ano passado um carro de 5 portas (52 por cento), à frente das versões carrinha (37 por cento), com a preferência pelos modelos de 4 portas a registar uma quota de 11 por cento em comparação com o ano anterior.
 
A prática versão carrinha no Mondeo e Focus apelou mais aos condutores na Dinamarca (84 por cento), Alemanha (81 por cento) e Holanda (78 por cento). Para os mesmos modelos, as versões 5 portas tinham maior probabilidade de encontrar uma casa na Grécia (96 por cento), Espanha (87 por cento) e Grã-Bretanha (83 por cento); enquanto as versões de 4 portas eram mais populares na Turquia (87 por cento).
 
Poder de escolha para as pessoas
Os clientes têm hoje, mais do que nunca antes, uma escolha mais ampla de motorização. A esmagadora maioria (98 por cento) escolhe ainda os modelos a gasolina e diesel.
 
Gasolina foi o combustível de eleição para 56 por cento dos condutores europeus e em nenhum lugar foi mais o caso do que na Rússia, onde os clientes escolheram 96 por cento dos carros movidos a gasolina, seguida da Holanda (87 por cento) e República Checa (83 por cento).
No ano anterior, mais clientes na Irlanda escolheram carros movidos a diesel (70 por cento) do que em qualquer outro lugar, seguido pela Turquia e Roménia (ambos 65 por cento).
 
As preferências entre caixas de velocidades manuais ou automáticas em comparação com o ano passado estão quase inalteradas. Os condutores em todos os países europeus preferem ainda uma manual mais que uma automática - 83 por cento escolheu um carro com caixa manual. Na Grécia registou-se um crescimento para os 97 por cento, seguida pela Polónia (95 por cento).
 
“Quando se trata dos gostos de compradores de automóveis existem algumas coisas que permanecem consistentes ao longo dos anos e muitos aspectos que mudam e evoluem", disse Roelant de Waard. "Nós estudamos essas mudanças - e algumas podem ser surpreendentes -, a fim de melhor servir os clientes em toda a Europa.”

Sobre a Ford Motor Company
A   Ford Motor Company, empresa líder da indústria automóvel global, com sede em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com aproximadamente 195.000 empregados e 66 fábricas em todo o mundo, as marcas automóveis da empresa incluem Ford e Lincoln. A companhia presta serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford e os seus produtos em todo o mundo, por favor consulte   www.corporate.ford.com .
 
A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 53,000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 67,000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 23 instalações fabris (15 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e 8 em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

Tags:

Sobre nós

Representante da Marca Ford em Portugal.

Subscrever