Estudo Mostra que Quase Metade dos Europeus Enviam Mensagens Enquanto Conduzem; Ford Revela Detalhes da Tecnologia para Telemóveis “Text-to-Speech”

• Um novo estudo mostra que 48% dos condutores nos principais países europeus admitem ler mensagens de texto quando conduzem. O estudo foi encomendado pela Ford Europa que se prepara para lançar o sistema SYNC de conectividade ‘in car’ que lê em alta voz mensagens recebidas através da tecnologia “text-to-speech”


• Do inquérito realizado a condutores na Alemanha, Espanha, França, Grã-Bretanha, Itália e Rússia, os italianos foram os piores prevaricadores, com 61% a afirmar que veem as suas mensagens de texto enquanto conduzem


• O sistema SYNC, incluindo a tecnologia “text-to-speech”, estreia este ano no novo Ford B-MAX, e será depois alargado a vários modelos, incluindo o Focus e o Kuga


LISBOA, Portugal, 5 de Abril de 2012 – Um novo estudo mostra que quase metade dos condutores europeus admitem ler as mensagens de texto no seu telemóvel enquanto conduzem, um hábito que provoca elevada distracção, tendo sido comprovado que contribui para acidentes de trânsito.


O estudo foi encomendado pela Ford para reforçar a questão da segurança à medida que se prepara para lançar o sistema SYNC de conectividade ‘in car’, que possibilita a leitura em alta voz de mensagens recebidas através da tecnologia “text-to-speech” e permite aos condutores enviarem uma resposta de texto, através de um comando por voz, a partir de uma lista predeterminada de respostas.


Uma média de 48% dos condutores entrevistados na Alemanha, Espanha, França, Grã-Bretanha, Itália e Rússia confessou que verifica a sua caixa de mensagens durante a condução, com 61% dos condutores italianos a afirmar fazer essa consulta, em comparação com 55% na Rússia, 49% em França e Alemanha, 40% em Espanha e 33% na Grã-Bretanha.


Apesar da prevalência da prática, os condutores entrevistados concordaram esmagadoramente que ler mensagens em andamento é perigoso, sendo que 95% dos condutores nos seis países concordaram que as mensagens de texto afectam quer a capacidade do condutor, quer a segurança. Pelo menos metade dos inquiridos em cada país afirmaram acreditar que os reflexos do condutor diminuem para 50% quando estes consultam as suas mensagens num telemóvel.


"Os smartphones tornaram-se rapidamente uma peça essencial do dia-a-dia de muitas pessoas", disse Christof Kellerwessel, engenheiro-chefe, Electrónica e Engenharia dos Sistemas Eléctricos, Ford Europa. “Contudo, as mensagens de texto podem constituir uma distracção para os condutores, pelo que dispor de um sistema que possibilita a leitura das mensagens em alta voz a partir de um smartphone compatível é um benefício óbvio”.


O sistema SYNC da Ford será estreado este ano no novo B-MAX e vai alargar-se rapidamente a outros veículos, incluindo o Focus e o Kuga. A tecnologia “text-to-speech” do SYNC, desenvolvida pela Microsoft, acede às mensagens utilizando um simples comando de voz de um smartphone compatível conectado por Bluetooth.


O SYNC permite também que os condutores possam enviar uma resposta de texto a partir de uma lista predeterminada, ajudando-os a manter a atenção na sua condução ao mesmo tempo que permanecem em contacto. As respostas incluem mensagem como: "Amo-te", "Envia direcções" e "Liga-me", por exemplo.


O questionário a mais de 5500 condutores na Alemanha, Espanha, França, Grã-Bretanha e Itália mostrou a alta probalidade de estes lerem mensagens de texto dos seus companheiros enquanto conduzem. Os condutores russos afirmam que é mais provável que se distraiam com uma mensagem de um familiar que não seja o seu companheiro.


Os condutores entrevistados afirmaram que era menos provável lerem mensagens de amigos, com excepção dos condutores alemães e franceses que afirmaram ser menos provável lerem mensagens relacionadas com trabalho.


O “text-to-speech” do sistema SYNC será compatível com uma gama cada vez maior de smartphones, graças à adopção do recém-criado standard Message Access Profile (MAP) para os dispositivos conectados por Bluetooth, que já é utilizado pelos principais fabricantes de dispositivos móveis, incluindo o fabricante dos Blackberry, a Research In Motion (RIM) .


"A RIM planeia implementar o MAP nos smartphones BlackBerry daqui para a frente e temos o prazer de trabalhar com a Ford num esforço conjunto para fomentar a sua adopção e padronização em toda a indústria", afirmou Andrew Bocking, vice-presidente da Gestão de Software de Produto Móvel na Research In Motion.


Mais de 4 milhões de veículos Ford nos EUA já dispõem do SYNC e a Ford prevê que 3,5 milhões de veículos novos na Europa sejam equipados com SYNC até 2015.


Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company, empresa líder da indústria automóvel global, com sede em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com aproximadamente 166.000 empregados e cerca de 70 fábricas em todo o mundo, as marcas automóveis da empresa incluem Ford e Lincoln. A companhia presta serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre os produtos Ford, por favor consulte www.fordmotorcompany.com.


A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 51 mercados e emprega aproximadamente 66,000 trabalhadores. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 22 instalações fabris, incluindo 'joint-ventures'. Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.


Contacto:

Anabela Correia

Ford Lusitana

351 213 122 402

acorrei2@ford.com

Tags:

Sobre nós

Representante da Marca Ford em Portugal.

Subscrever

Media

Media