Motor 1.0 EcoBoost equipa um em cada cinco novos modelos Ford na Europa

 - Um em cada cinco modelos Ford novos vendidos na Europa na primeira metade de 2014 estava equipado com o motor 1.0 EcoBoost; um terço dos clientes dos modelos Focus e Fiesta optam pelo bloco de 1,0 litros 
 - O eficiente e surpreendentemente potente motor 1.0 EcoBoost da Ford é o motor turbo mais vendido no mercado europeu 
 - Comparativamente aos primeiros seis meses de 2013, a Ford já vendeu este ano mais 15 por cento de unidades equipadas com o motor 1.0 EcoBoost 
 - O bloco 1.0 EcoBoost é o primeiro modelo a conquistar o galardão “International Engine of the Year” em três anos consecutivos 
 - O turbocompressor gira quase duas vezes mais depressa do que as rotações dos actuais motores turbo de F1, ou seja, faz mais de 4.000 rotações por segundo 
 
Tendo recentemente conquistado um feito sem precedentes – o terceiro prémio de “International Engine of the Year award” – o pequeno mas surpreendentemente potente motor 1.0 EcoBoost da Ford foi, de acordo com os dados da Ford, o motor turbo mais vendido no mercado europeu nos primeiros seis meses de 2014.
 
No presente ano e até à data, um em cada cinco modelos Ford novos vendidos na Europa estava equipado com o motor 1.0 EcoBoost*, um motor tão pequeno que ocupa os limites de uma folha de papel de formato A4.
 
De Janeiro a Junho de 2014, a Ford comercializou cerca de 120.000 veículos equipados com o bloco 1.0 EcoBoost, em comparação com os 104.000 vendidos nos primeiros seis meses de 2013, num aumento superior a 15 por cento. Na primeira metade de 2014, os modelos dotados desta motorização representaram 47 por cento da gama do veículo multi-actividades B-MAX, 33 por cento das vendas do Focus e 30 por cento das do Fiesta**.
 
“Os clientes estão, claramente, a desfrutar dos benefícios da excelente eficiência de um pequeno motor que não compromete o refinamento ou a performance,” refere Barb Samardzich, Chief Operating Officer, da Ford Europa. “A gama de modelos que integra o motor 1.0 EcoBoost subirá para 11 com o lançamento, nos próximos meses, do novo Mondeo com esse bloco, bem como com a nova versão de 140 cv dos Fiesta Red Edition e Black Edition, que alargam esse potencial.” 
 
Recorde-se que no passado mês de Junho, o motor 1.0 EcoBoost voltou a conquistar o galardão de 2014 International Engine of the Year pelas suas características de condução, performance, economia, refinamento e tecnologia, batendo outras propostas de marcas premium e de modelos super-desportivos.
 
“A competição deste ano foi ainda mais renhida, mas o motor EcoBoost de 1,0 litros continua a destacar-se por diversas excelentes razões, como o grande refinamento, a surpreendente flexibilidade e excelente eficiência,” comentou Dean Slavnich, Co-Chairman da 16ª edição dos galardões International Engine of the Year e editor da revista “Engine Technology International”, ele que efectuou a entrega deste prémio. “O motor 1.0 EcoBoost é um dos melhores exemplos da engenharia de motores”, acrescentou.
 
Com este galardão, elevam-se a 13 os troféus de prestígio conquistados pelo motor. Para além dos sete prémios alcançados no âmbito do International Engine of the Year num espaço de três anos – incluindo o de Melhor Novo Motor em 2012 – o bloco 1.0 EcoBoost também já se viu agraciado com o International Paul Pietsch Award 2013 pela sua inovação tecnológica, na Alemanha; com o Dewar Trophy do Royal Automobile Club, em Inglaterra; e ainda nos EUA, com o Breakthrough Award da revista “Popular Mechanics”. A Ford é o primeiro construtor a ganhar, com um bloco de três cilindros, o troféu “10 Best Engines” da revista Wards Auto World.
 
Lançado na Europa em 2012 no Ford Focus, o motor 1.0 EcoBoost está hoje disponível nas gamas Fiesta, B-MAX, EcoSport, C-MAX e Grand C-MAX, Tourneo Connect, Tourneo Courier, Transit Connect e Transit Courier.
 
Até aqui proposto em variantes de 100 e 125 cv, a Ford alargou recentemente esse leque aos 140 cv, com o lançamento na Europa dos novos Fiesta Red Edition e Fiesta Black Edition; será o primeiro modelo de grande volume, com um motor de 1.0 litros, mais potente de sempre, cumprindo em 9 segundos os 0 aos 100 km/h, alcançando uma velocidade máxima de 201 km/h e garantindo consumos de 4,5 l/100 km e emissões de 104 g/km de CO 2 ***.
 
Mais de duas centenas de engenheiros e designers da Ford, dos centros de pesquisa e desenvolvimento de Aachen e Merkenich (Alemanha), Dagenham e Dunton (Reino Unido) dispensaram mais de cinco milhões de horas no desenvolvimento deste motor 1.0 EcoBoost de três cilindros.
 
O compacto turbocompressor de baixa inércia gira até um máximo de 248.000 rotações por minuto, ou seja, mais de 4.000 vezes por segundo, quase duplicando as rotações dos turbos dos motores de competição usados na Fórmula 1 no corrente ano. O turbo da variante de 140 cv do motor 1.0 EcoBoost disponibiliza uma pressão de ‘boost’ de 1,6 bar (24 psi). Em situação limite, a pressão de 124 bar (1.800 psi) é equiparável à de um elefante africano de cinco toneladas colocado em cima de um pistão.
 
“Ao definirmos um novo patamar em engenharia de motores em termos globais, este motor EcoBoost de 1,0 litros é a prova do enorme sucesso face aos nossos mais exigentes jurados, os nossos clientes,” afirmou Samardzich. Neste domínio, o motor provou o seu sucesso na Holanda, onde representa 38 por cento de todos os modelos Ford vendidos, enquanto na Dinamarca essa percentagem de clientes que escolhem o motor de 1,0 litros é de 35 por cento, quase idêntica aos 32 por cento de clientes suíços que o preferem. A nível mundial, o bloco 1.0 EcoBoost está disponível em 72 países.

Tags:

Sobre nós

Representante da Marca Ford em Portugal.

Subscrever

Media

Media